• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.5.2020.tde-09062021-130628
Documento
Autor
Nome completo
Nara Gravina Ogata
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2020
Orientador
Banca examinadora
Susanna Junior, Remo (Presidente)
Hatanaka, Marcelo
Paolera, Mauricio Della
Sakata, Lisandro Massanori
Título em português
Performance na condução de automóvel por pacientes portadores de glaucoma primário de ângulo aberto: atenção dividida e discriminação de objetos
Palavras-chave em português
Acuidade visual
Atenção
Campos visuais
Glaucoma
Qualidade de vida
Tecnologia biomédica
Telefone celular
Tempo de reação
Resumo em português
INTRODUÇÃO: Glaucoma é uma neuropatia óptica progressiva e principal causa de cegueira irreversível no mundo, que compromete atividades do cotidiano dos acometidos, como a condução de veículos automotivos. OBJETIVOS: Avaliar a performance na condução de automóvel por pacientes com glaucoma primário de ângulo aberto para atenção dividida e discriminação de objetos. MÉTODOS: Foram avaliados 103 pacientes com glaucoma e 79 indivíduos saudáveis em simulador veicular pelo índice de risco global e análise de componentes principais dos dados do simulador (fase I). Na fase II, 112 pacientes e 70 controles responderam a um questionário sobre o uso de aparelho celular durante a condução do veículo. Dois subgrupos foram testados, com e sem o dispositivo, em simulador veicular. O tempo de reação (TR) para estímulos visuais periféricos verificou a habilidade em dividir a atenção. Em 13 pacientes e 13 controles avaliou-se a separação mínima suficiente para o reconhecimento das letras (scrítico) e correlação com medidas de sensibilidade média (MS) da perimetria e espessura da camada de fibras nervosas da retina (CFNR) (fase III). RESULTADOS: A performance de pacientes com glaucoma na condução de automóvel foi pior (P = 0,001). Não houve diferença entre os grupos quanto à frequência do uso do celular ao dirigir (P = 0,802). Os TR para estímulos visuais periféricos foram maiores em pacientes com glaucoma (P = 0,022). No glaucoma, o scrítico foi maior (P = 0,007) e associado à diminuição da CFNR (R2 = 26%; P < 0,001). O efeito crowding foi pior no glaucoma, mesmo na presença de perda leve de campo visual na perimetria. CONCLUSÕES: No glaucoma há declínio na capacidade de detectar eventos periféricos na direção distraída em uso de telefone celular. O efeito crowding é acentuado no glaucoma, mesmo em estágios iniciais, e tem implicações nas atividades do cotidiano que podem ser afetadas
Título em inglês
Driving performance of primary open-angle glaucoma patients: divided attention and crowding effect
Palavras-chave em inglês
Attention
Biomedical technology
Cell phone
Glaucoma
Quality of life
Reaction time
Visual acuity
Visual fields
Resumo em inglês
INTRODUCTION: Glaucoma is a progressive optic neuropathy and the main cause of irreversible blindness in the world that compromises the daily activities of those affected, such as driving automotive vehicles. OBJECTIVES: To evaluate the car driving performance of patients with primary open-angle glaucoma to divide attention and object discrimination. METHODS: 103 glaucoma patients and 79 healthy individuals were evaluated in driving simulation using the global risk index and principal component analysis of the simulator data (phase I). In phase II, 112 patients and 70 controls responded to a questionnaire on the use of a cell phone while driving. Two subgroups were tested, with and without the device, in a vehicle simulator. The reaction time (RT) for peripheral visual stimuli verified the ability to divide attention. In 13 patients and 13 controls, the minimum separation sufficient for letter recognition (Scritical) and correlation with measures of mean sensitivity (MS) of the standard automated perimetry and thickness of the retinal nerve fiber layer (RNFL) (phase III) were evaluated. RESULTS: Car driving performance in patients with glaucoma was worse (P = 0.001) than controls. There was no difference between groups regarding the frequency of using the cell phone while driving (P = 0.802). The RT for peripheral visual stimuli was higher in patients with glaucoma (P = 0.022). In glaucoma, the Scritical was higher (P = 0.007) than controls and associated with RNFL thickness (R2 = 26%; P < 0.001). The crowding effect was worse in glaucoma, even in the presence of mild visual field loss in perimetry. CONCLUSIONS: In glaucoma there is a decline in the ability to detect peripheral events in distracted driving using a cell phone. The visual crowding effects, even in the early stages, were significantly worse in glaucoma patients compared with healthy subjects and has implications for daily tasks that may be dramatically affected
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2021-06-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.