• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2011.tde-22092011-115312
Documento
Autor
Nome completo
Lucio Gama
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Kallas, Esper Georges (Presidente)
Clements, Janice Ellen
Kalil Filho, Jorge Elias
Salomão, Reinaldo
Tanuri, Amilcar
Título em português
Mudanças em subgrupos de monócitos durante infecção aguda pelo vírus da imunodeficiência símia (SIV); expansão de uma população inédita de células CD14+CD16- com um fenótipo atípico CCR2-
Palavras-chave em português
AIDS
CCR2
HIV
HIV-1
Macrófagos
Monócitos
SIV
Resumo em português
Monócitos podem ser classificados em três subgrupos de acordo com o nível de expressão dos marcadores CD14 e CD16. Monócitos clássicos são os mais abundantes no sangue. Eles expressam um fenótipo CD14+CD16-CCR2+, conferindo a eles a habilidade de migrar rapidamente a sítios inflamatórios, através da resposta à quimiocina CCL2 (CC chemokine ligand 2). Aqui apresentamos a identificação e caracterização de uma expansão de um novo subgrupo de monócitos durante a infecção por SIV e HIV. Essas células são indistinguíveis dos monócitos clássicos quanto à expressão de CD14 e CD16; porém não expressam CCR2 de superfície. A análise do transcriptoma de células selecionadas confirmou que elas representam uma subpopulação distinta que expressa níveis mais baixos de citocinas inflamatórias e marcadores de ativação que as CCR2+. Elas exibem fagocitose alterada e quimiotaxia deficiente em resposta a CCL2 e CCL7, além de serem refratárias à infecção por SIV e apresentarem atividade antiproliferativa. Nós as denominamos monócitos clássicos atípicos CCR2- (ACC monocytes), e acreditamos que elas têm um papel importante na patogenia da AIDS, possivelmente refletindo uma resposta anti-inflamatória contra a excessiva imunoativação observada durante a infecção por SIV e HIV. Tratamento antirretroviral leva a um declínio dessa subpopulação tanto em macacos como seres humanos, sugerindo que a replicação viral é capaz de induzir esse fenótipo atípico
Título em inglês
Changes in monocyte subsets during the simian immunodeficiency virus (SIV) acute infection; surge of a novel subpopulation of CD14+CD16- cells with an atypical CCR2- phenotype
Palavras-chave em inglês
AIDS
CCR2
HIV
HIV-1
Macrophages
Monocytes
SIV
Resumo em inglês
Monocytes have been categorized in three main subpopulations based on CD14 and CD16 surface expression. Classical monocytes are the most abundant subset in the blood. They express a CD14+CD16-CCR2+ phenotype, which confers on them the ability to migrate to inflammatory sites by quickly responding to CC chemokine ligand 2 (CCL2) signaling. Here we identified and characterized the surge and expansion of a novel monocyte subset during SIV and HIV infection. They were undistinguishable from classical monocytes regarding CD14 and CD16 expression, but did not express surface CCR2. Transcriptome analysis of sorted cells confirmed that they represent a distinct subpopulation that expresses lower levels of inflammatory cytokines and activation markers than their CCR2+ counterparts. They exhibited impaired phagocytosis and deficient chemotaxis in response to CCL2 and CCL7, besides being refractory to SIV infection and showing antiproliferative activity. We named these cells atypical CCR2- classical (ACC) monocytes, and believe they play an important role in AIDS pathogenesis, possibly reflecting an anti-inflammatory response against the extreme immune activation observed during SIV and HIV infection. Antiretroviral therapy caused this population to decline in both macaque and human subjects, suggesting that this atypical phenotype may be induced by viral replication
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
LucioGama.pdf (4.86 Mbytes)
Data de Publicação
2011-09-22
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • BASSICHETTO, KC, et al. Dados coletados na rotina da Rede Municipal Especializada em DST/Aids de São Paulo utilizados em pesquisa: relato de experiência. Saúde Coletiva (Barueri), 2013, vol. 1, p. 60-65.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.