• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.5.2020.tde-28012021-131739
Documento
Autor
Nome completo
Ana Tomie Nakayama Kurauchi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2020
Orientador
Banca examinadora
Massad, Eduardo (Presidente)
Santos, Paulo Cesar Costa dos
Amaku, Marcos
Oliveira, Leuda da Silva
Título em português
Modelagem do efeito de uma vacina contra a dengue na redução da evolução da resistência contra o antibiótico devido uso inadequado em casos de dengue 
Palavras-chave em português
Antibióticos
Dengue
Epidemiologia
Evolução
Modelagem
Simulação
Resumo em português
Sir Alexander Fleming, que descobriu o antibiótico já se inquietava com a indução à resistência pelo seu uso. O antibiótico que deveria ser utilizado para tratamento do doenças em humanos é também utilizado em animais, na pecuária e avicultura e na agricultura para prevenir perdas econômicas. É esperado que antibiótico mate todas as bactérias, entretanto isso não ocorre devido ao aumento da resistência do microrganismo ao antibiótico através de translocação, conjugação e mutação. Sua utilização tem sido descrita até por dificuldade em estabelecer o diagnóstico, principalmente em países com doenças endêmicas como malária. A dengue, doença viral, transmitida por artrópodes, tem manifestação clínica desde um quadro viral inespecífico até um quadro com manifestações graves, como hemorragia e morte. Neste trabalho será utilizado um modelo matemático associando dois trabalhos publicados: um o modelo sobre a evolução da resistência contra antibióticos e o clássico de Ross-MacDonald para transmissão de dengue e verificar como uma vacina hipotética contra dengue pode contribuir na evolução da resistência bacteriana aos antibióticos, reduzindo o número de pacientes que possam ser tratados inadequadamente com antibiótico. Ter uma ideia do comportamento da evolução da resistência a antibiótico, utilizando a fonte de dados do Núcleo de Vigilância Epidemiológica do Hospital das Clínicas de pacientes internados no Instituto Central e no Instituto da Criança no período de janeiro de 2008 a dezembro de 2018. Dos 103 casos confirmados de dengue, 35 (34%) receberam antibióticos de forma inadequada. Esse uso inadequado pode agravar a pressão seletiva que leva à evolução da resistência contra esses antibióticos. Tanto o aumento na proporção de bactérias resistentes devido ao uso indevido de antibióticos em casos de dengue em função da fração de pacientes tratados e da redução dessa proporção em função da cobertura vacinal ocorre de maneira altamente não linear. Concluímos que o uso de uma vacina contra a dengue é útil na redução da taxa de evolução da resistência a antibióticos em um cenário de uso indevido dos antibióticos em pacientes com dengue
Título em inglês
Modeling the effect of a dengue vaccine on reducing the evolution of antibiotic resistance due to inappropriate use in dengue cases
Palavras-chave em inglês
Antibiotics
Dengue
Epidemiology
Evolution
Modeling
Simulation
Resumo em inglês
The use of antibiotics for treatment of diseases in humans and animals may create resistance to its use and even disturbed the discoverer of penicillin, Sir Alexander Fleming. For economic reasons, antibiotics are prophylactically used in agriculture, livestock and poultry farming to decrease losses. It is expected that antibiotics will kill all bacteria, but this does not occur due to the increased resistance of the microorganisms to the antibiotics through translocation, conjugation and mutation. It is even used when correct diagnosis is difficult, especially in countries with endemic diseases such as malaria. Dengue, a viral disease, transmitted by arthropods, has clinical manifestation ranging from an unspecified viral picture to severe manifestations such as hemorrhage and death. In this work, a mathematical model associating two published papers: one model on the evolution of antibiotic resistance and Ross-MacDonald classic for dengue transmission to verify how a hypothetical dengue vaccine can contribute to the evolution of resistance antibiotics, reducing the number of patients who can be treated improperly with antibiotics. Have an idea of the behavior of the evolution of antibiotic resistance, using the data source of the Epidemiological Surveillance Center of the Hospital das Clínicas of patients hospitalized at the Central Institute and the Children's Institute in the period from January 2008 to December 2018. Of the 103 confirmed cases of dengue, 35 (34%) antibiotics were received inappropriately. This inappropriate use can aggravate selective pressure that leads to the evolution of resistance against these antibiotics. Both the increase in the proportion of resistant bacteria due to the misuse of antibiotics in dengue cases due to the fraction of treated patients and the reduction of this proportion due to vaccination coverage occurs in a highly nonlinear manner. We conclude that the use of a dengue vaccine is useful in reducing the rate of antibiotic resistance evolution in a scenario of antibiotic misuse in dengue patients
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2021-02-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.