• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Arthur Lopes Mendonça
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Saldiva, Paulo Hilario Nascimento (Presidente)
Barbosa, Flávia Isabela
Imamura, Marta
Llanos, Alexandre Hugo
Título em português
Caracterização tipológica das fraturas faciais e perfil epidemiológico das vítimas de acidentes motociclísticos atendidas no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
Palavras-chave em português
Acidentes de trânsito
Causas externas
Estudos epidemiológicos
Mortalidade
Motocicletas
Ossos faciais
Traumatismos faciais
Resumo em português
A letalidade induzida por acidentes motociclísticos pode ser considerada como uma nova epidemia, característica dos tempos modernos. O traumatismo facial causado por acidentes desta natureza impõe às vítimas grandes desafios que afetam, em última análise, a qualidade de vida. O objetivo deste estudo foi a identificação das principais zonas de fragilidade da face, por meio da análise de tomografias computadorizadas, realizadas em motociclistas envolvidos em acidentes automobilísticos, atendidos com vida no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HC-FMUSP), entre dezembro de 2014 e janeiro de 2017. Foram analisados 322 prontuários de pacientes internados no HC-FMUSP e extraídos os dados: sexo, idade, ocorrência de óbitos, tempo de internação hospitalar e tipos de fraturas faciais presentes. Não houve intervenção nos pacientes. O desfecho primário foi a descrição da frequência e distribuição de fraturas faciais encontradas. Os desfechos secundários foram o detalhamento da amostra com relação ao sexo, idade, tempo de internação e letalidade. Os ossos mais fraturados foram: órbita (33,5%, N=108), seio maxilar (25,8%, N=83) e nasal (24,2%, N=78). Uma análise de agrupamentos demonstrou a existência de dois grandes grupos de ossos fraturados. A amostra constituiu-se predominantemente de pacientes do sexo masculino (90,4%, N=291), na faixa etária de 20 a 39 anos (69,9%, N=225), com média de tempo de internação hospitalar de 14,7 dias, sendo que 9,9% (N= 32) vieram a óbito. Este estudo constituiu a maior série de casos de fraturas faciais causadas por acidentes motociclísticos, podendo servir como embasamento para condutas terapêuticas visando diminuir o número e a gravidade de traumas com esta etiologia, que hoje atingem escala global
Título em inglês
Facial fractures typological characterization and epidemiological profile of motorcycle accident victims treated in Hospital das Clínicas of University of São Paulo Medical School (HC-FMUSP)
Palavras-chave em inglês
Accidents traffic
Epidemiological studies
External causes
Facial bonés
Facial trauma
Mortality
Motorcycles
Resumo em inglês
Lethality caused by motorcycle accidents can be considered a new epidemic, inherent to modern times. Facial trauma caused by this kind of accident inflicts great challenges on the victims and ultimately affects the quality of life. This study aimed at identifying the main fragility areas of the face, by means of an investigation of computerized tomographies to which were submited motorcyclists involved in automotive accidents who were attended still alive at Hospital das Clínicas of University of São Paulo Medical School (HC-FMUSP) between December 2014 and January 2017. The study analyzed 322 medical records of patients hospitalized at HC-FMUSP and were extracted data about: sex, age, occurrence of deaths, length of hospital stay, and types of facial fractures found. There was no intervention in the patients. The primary outcome was the description of frequency and distribution of facial fractures found. Secondary upshot was further detailing of the sample with regard to gender, age, length of hospital stay, and lethality, The most fractured bones were: orbit (33.5%, N = 108), maxillary sinus (25.8%, N = 83) and nasal (24.2%, N = 78). An analysis of clusters demonstrated the existence of two large groups of fractured bones. The sample was composed predominantly of male patients (90.4%, N = 291), age varying from 20 to 39 years (69.9%, N = 225), with an average length of hospital stay equal to 14.7 days, of those 9.9% (N = 32) ended up dying. This study analyzed the largest series of facial fractures cases caused by motorcycle accidents, and could underpin therapeutic actions aimed at reducing the number and severity of traumas with this etiology, which now reach up to global scale.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-10-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.