• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Doctoral Thesis
DOI
10.11606/T.5.2016.tde-20042016-154014
Document
Author
Full name
Tatyana Sampaio Ribeiro
E-mail
Institute/School/College
Knowledge Area
Date of Defense
Published
São Paulo, 2015
Supervisor
Committee
Braga, Alfésio Luis Ferreira (President)
Arbex, Marcos Abdo
Pereira, Luiz Alberto Amador
Santos, Ubiratan de Paula
Title in Portuguese
Prevalência de hipertensão arterial sistêmica e fatores de risco em áreas contaminadas na região do Estuário de Santos e São Vicente e em Bertioga
Keywords in Portuguese
Doenças cardiovasculares e exposição ocupacional
Estudos transversais
Fatores de risco
Hipertensão arterial
Poluição ambiental
Abstract in Portuguese
O Estuário de Santos - São Vicente é uma região degradada por contaminantes liberados diretamente pelo seu parque industrial no ar, na água e no solo da região, é considerado o exemplo mais importante de degradação ambiental por produtos químicos provenientes de fontes industriais. Existe uma grande associação entre doenças cardiovasculares, principalmente a hipertensão arterial, e a exposição ambiental a esses contaminantes presentes nas áreas, o que gera uma preocupação pois nestas áreas residem um grande número de pessoas expostas a estes contaminantes por um longo período de tempo. No Brasil existe uma grande prevalência de mortes por doenças cardiovasculares, dentre elas a hipertensão. A prevalência de hipertensão no Brasil é de aproximadamente 20%. Objetivo: avaliar a prevalência de hipertensão arterial e seus fatores de risco na população deste estudo. Métodos: Um estudo transversal realizado para avaliar a prevalência da hipertensão em indivíduos com idade entre 19 e 60 anos, bem como fatores de risco para esta doença, em quatro áreas contaminadas localizadas no Estuário (área 1 - Pilões e Água Fria; 2 - Cubatão; área 3 - São Vicente e área 4 - Vicente de Carvalho - Guarujá) e uma área fora do Estuário (área 5 - Bertioga). As associações entre as variáveis categóricas foram testadas através do teste do quiquadrado de Pearson incorporando a correção de Yates ou o teste exato de Fisher. Modelos univariados e múltiplos de regressão logística foram aplicados para avaliar os fatores de risco para a hipertensão. Resultados: A maior prevalência de hipertensão foi encontrada na Área 3 - São Vicente (28,4%), e a maior parte da população relatou morar na região por mais de 20 anos. Os fatores de risco para hipertensão arterial foram: morar nas áreas 2 - Cubatão (OR: 1,3; IC95%: 1,0-1,6) e na área 3 - São Vicente (OR: 1,4; IC95%: 1,1-1,8); ser analfabeto (OR: 1,9; IC95%: 1,1-3,2); morar na região há mais de 20 anos (OR: 1,2; IC95%: 1,0-1,5); faixa etária entre 36-60 anos (OR: 3,9; IC95%: 3.3- 4.6) e exposição ocupacional pregressa a produtos químicos (OR: 1,3; IC95%: 1,1-1,6). Conclusão: Duas décadas após o ápice da contaminação ambiental na região ainda é possível identificar tanto a presença dos contaminantes quanto seus efeitos adversos sobre a população residente nas áreas analisadas. Os resultados indicaram que morar em áreas contaminadas, principalmente por um longo período de tempo, é fator de risco para a hipertensão
Title in English
Hypertension prevalence and risk factors in contaminated areas in the region of the estuary of Santos and São Vicente and Bertioga
Keywords in English
Cardiovascular diseases and occupational exposure
Cross-sectional study
Environmental pollution
Hypertension
Risk factor
Abstract in English
The Estuary of Santos - São Vicente is an area degraded by contaminants emitted directly by its industrial park to air, water and soil of the region, and is considered the most important example of environmental degradation by chemicals from industrial sources. There is a strong association between cardiovascular diseases, especially hypertension, and environmental exposure to these contaminants in areas, which It generates a concern since these areas live a large number of people exposed to such contaminants for a long time. In Brazil there is a high prevalence of deaths from cardiovascular diseases, including hypertension. The prevalence of hypertension in Brazil is approximately 20%. Objective: To evaluate the prevalence of hypertension and its risk factors in the study population. Methods: A cross-sectional study to evaluate the prevalence of hypertension in individuals aged between 19 and 60 years, as well as risk factors for this disease in four contaminated areas located in the Estuary (area 1 - Pilões e Água Fria; 2 - Cubatao; Area 3 - São Vicente and area 4 - Vicente de Carvalho - Guaruja) and an area outside Estuary (area 5 - Bertioga). The associations between categorical variables were tested by Pearson's chi-square incorporating Yates' correction or Fisher's exact test. Univariate and multiple logistic regression models were applied to evaluate the risk factors for hypertension. Results: The highest prevalence of hypertension was found in Area 3 - São Vicente (28.4%), and most of the population reported living in the region for over 20 years. Risk factors for hypertension were: living in Areas 2 - Cubatao (OR: 1.3; 95% CI: 1.0-1.6) and the area 3 - São Vicente (OR: 1.4; 95% CI: 1 , 1 to 1.8); being illiterate (OR: 1.9; 95% CI: 1.1 to 3.2); living in the region for over 20 years (OR: 1.2; 95% CI: 1.0-1.5); aged between 36-60 years (OR: 3.9; 95% CI: 3.3- 4.6) and previous occupational exposure to chemicals (OR: 1.3; 95% CI: 1.1-1.6). Conclusion: Two decades after the culmination of environmental pollution in the region is still possible to identify both the presence of contaminants as their adverse effects on the resident population in the analyzed areas. The results indicated that live in contaminated areas, particularly over a long period of time, is a risk factor for hypertension
 
WARNING - Viewing this document is conditioned on your acceptance of the following terms of use:
This document is only for private use for research and teaching activities. Reproduction for commercial use is forbidden. This rights cover the whole data about this document as well as its contents. Any uses or copies of this document in whole or in part must include the author's name.
Publishing Date
2016-04-25
 
WARNING: Learn what derived works are clicking here.
All rights of the thesis/dissertation are from the authors
CeTI-SC/STI
Digital Library of Theses and Dissertations of USP. Copyright © 2001-2022. All rights reserved.