• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.5.2022.tde-28042022-115423
Documento
Autor
Nome completo
Letícia Sampaio de Oliveira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2021
Orientador
Banca examinadora
Tsuji, Robinson Koji (Presidente)
Alvarenga, Katia de Freitas
Brito Neto, Rubens Vuono de
Frizzo, Ana Claudia Figueiredo
Título em português
Estudo das vias auditivas corticais com estímulo acústico e elétrico em usuários de implante coclear
Palavras-chave em português
Eletrofisiologia
Estimulação elétrica
Implante coclear
Inteligibilidade de fala
Perda auditiva
Potenciais evocados auditivos
Resumo em português
Introdução: Os potenciais evocados auditivos corticais com estímulo acústico podem auxiliar a verificar o benefício do implante coclear a nível cortical. Porém, o benefício com este dispositivo só será atingido se houver estimulação cortical suficiente fornecida pelos impulsos elétricos dos eletrodos intracocleares. Sendo assim, é necessário compreender a resposta cortical com estímulo elétrico e se esta tem similaridade com o resultado do mesmo exame com estímulo acústico. Com isso, espera-se compreender como o sistema auditivo nervoso central reage aos impulsos elétricos dos níveis de estimulação programados no implante coclear para cada individuo, e assim verificar se o procedimento é útil para predizer a efetividade da programação do dispositivo. Objetivo: Identificar se o registro do complexo de ondas P1-N1-P2-N2 será registrado com estímulo acústico e elétrico e suas similaridades em relação aos seus valores de latência e amplitude, assim como correlacionar tais achados com o tempo de surdez, tempo de uso do implante coclear, porcentagem de acertos nos testes de reconhecimento de fala e nível máximo de conforto da corrente elétrica no programa em uso. Metodologia: Estudo prospectivo de corte transversal aprovado pelo comitê de ética da instituição, CAE número 93350218.9.0000.0068. Foram selecionados adultos diagnosticados com surdez pós lingual e usuários de implante coclear da marca Cochlear© há 6 meses ou mais, sem alterações neurológicas e/ou cognitivas declaradas, com inserção total dos eletrodos. O potencial evocado auditivo cortical foi registrado com quatro eletrodos de contato em Fz, Cz, A1 e A2, pelo equipamento Intelligent HearingSystem IHS. Para o estímulo acústico utilizouse o tone burst em 2 k e 4 kHz e estímulo de fala /ba/, apresentados a 70 dBNA a 0º azimuth, em campo livre. O estímulo elétrico foi eliciado através do processador de fala, usando-se o software Custom Sound EP (Cochlear© Limited 2016), nos eletrodos 6 e 11 na corrente elétrica correspondente ao nível máximo de conforto (nível C) do programa em uso. As latências e amplitudes dos registros do complexo P1N1P2N2 foram analisados por dois profissionais experientes. Os dados foram analisados pelos testes t pareado e de Pearson no software SPSS versão 21 (SPSS 21.0 for Windows). Resultados: O nível de concordância entre os dois profissionais foi de 95%, o que resultou na amostra final de 19 indivíduos. Foram observadas diferenças significantes nos valores de latência e amplitude do complexo de ondas quando comparados os estímulos acústico e elétrico. Foram identificadas correlações positivas significantes entre os valores de latência e amplitude do PEAC com o tempo de uso do dispositivo e com a porcentagem de acertos no reconhecimento de fala, sugerindo que quanto maior o tempo de uso e melhor o reconhecimento de fala, menor a latência. Conclusão: O potencial evocado auditivo cortical com estímulo elétrico, nos eletrodos 6 e 11, avaliado no nível de corrente elétrica de máximo conforto do mapa em uso, foi capaz de gerar respostas corticais, demonstrando ser um instrumento útil para verificar a estimulação cortical com implante coclear. O maior tempo de uso do dispositivo demonstrou gerar respostas mais rápidas e efetivas
Título em inglês
Study of cortical auditory pathways with acoustic and electrical stimulation in cochlear implant users
Palavras-chave em inglês
Auditory evoked potentials
Cochlear implantation
Electric stimulation
Electrophysiology
Hearing loss
Speech intelligibility
Resumo em inglês
Introduction: Cortical auditory evoked potentials with acoustic stimulus can help to verify the benefit of cochlear implants in the auditory cortex. However, the benefit with this device will only be achieved if there is sufficient cortical stimulation provided by electrical impulses from the intracochlear electrodes. Therefore, it is necessary to understand the cortical response to electrical stimulation and whether this is similar to the result of the same exam with acoustic stimulation. It is expected to understand how the central auditory nervous system reacts to the electrical impulses on the stimulation levels programmed in the cochlear implant for each individual and verify if the procedure is useful to predict the effectiveness of the device programming. Objective: To identify whether the recording of the wave complex P1-N1-P2-N2 will be recorded with acoustic and electrical stimuli and their similarities in relation to the presence of waves and their latency and amplitude values, as well as to correlate such findings with the time of deafness, time of cochlear implant use, percentage of correct answers in the speech recognition tests and maximum comfort level in the program in use. Methods: Prospective cross sectional study approved by the institution's ethics committee, CAE number 93350218.9.0000.0068. Adults diagnosed with postlingual deafness and Cochlear devices users for at least 6 months, without declared neurological and/or cognitive alterations, with complete electrode insertion were selected. The cortical auditory evoked potential was performed with five contact electrodes in Fz, Cz, A1 and A2, recorded by the Intelligent Hearing System IHS equipment. For the acoustic stimulus, tone burst at 2 k and 4 kHz and speech stimulus /ba/ were used, presented at 70 dBHL at 0º azimuth in free field. The electrical stimulus was elicited through the speech processor using Custom Sound EP software (Cochlear Limited 2016). Electrodes 6 and 11 were selected in the electrical current corresponding to the maximum comfort level (C level) of the program in use. To analyze the results an audiologist with experience in the area of electrophysiology was invited to participate as a judge. Data were analyzed by paired t test and Pearson correlation using SPSS version 21 software (SPSS 21.0 for Windows). Results: The agreement level between the wave judges was 95% leading to a final sample of 19 individuals. Statistically significant differences were observed in the latency and amplitude values of the wave complex when comparing acoustic and electrical stimuli. Correlations between the latency and amplitude values with the time of implant use and with speech recognition results were observed. Conclusion: The cortical auditory evoked potentials with electrical stimulation on electrodes 6 and 11 at the C level of the map in use were able to generate cortical responses, showing to be a useful instrument to verify cortical stimulation with cochlear implant. Longer device use has shown to generate faster and more effective responses
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2022-04-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.