• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2010.tde-05042010-170322
Documento
Autor
Nome completo
Christian Wiikmann
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Sennes, Luiz Ubirajara (Presidente)
Braga, Natasha Mascarenhas Andrade
Cervantes, Onivaldo
Costa, Henrique Olavo de Olival
Tsuji, Domingos Hiroshi
Título em português
Avaliação da viscosidade dinâmica de materiais implantáveis em pregas vocais: comparação entre camada superficial de fáscia temporal, camada profunda de fáscia temporal e gordura abdominal
Palavras-chave em português
Fáscia
Gordura abdominal
Laringe
Pregas vocais
Reologia
Viscosidade
Resumo em português
OBJETIVO: Comparar a viscosidade dinâmica da camada superficial da fáscia temporal com a de outros tecidos biológicos tradicionalmente utilizados em implantes de pregas vocais para o tratamento de rigidez de pregas vocais. DESENHO DO ESTUDO: Experimental. MÉTODO: Amostras de camada superficial da fáscia temporal, camada profunda da fáscia temporal e gordura abdominal de 12 cadáveres são submetidas a medição de viscosidade dinâmica. RESUTADOS: A viscosidade dinâmica das diferentes amostras apresenta-se na seguinte ordem crescente: camada superficial da fáscia temporal, camada profunda da fáscia temporal e gordura abdominal. Observa-se diferença estatística na comparação entre todas as amostras. DISCUSSÃO: Quanto maior for a viscosidade da mucosa da prega vocal, maior é a pressão subglótica necessária para se iniciar a fonação. Dessa maneira, um bom material implantável em lâmina própria de prega vocal deve ter baixa viscosidade. Por esse parâmetro, a camada superficial da fáscia temporal é um material promissor para implantação em pregas vocais. CONCLUSÃO: A viscosidade dinâmica da camada superficial da fáscia temporal é menor que a da camada profunda da fáscia temporal e que a da gordura abdominal.
Título em inglês
Evaluation of dynamic viscosity of implantable materials into vocal folds: comparison among superficial layer of temporalis fascia, deep layer of temporalis fascia and abdominal fat
Palavras-chave em inglês
Abdominal fat xv
Fascia
Larynx
Rheology
Viscosity
Vocal folds
Resumo em inglês
OBJECTIVE: To compare the dynamic viscosity of superficial layer of temporalis fascia with that of other biological tissues traditionally used for vocal fold implants to treat vocal fold rigidity. STUDY DESIGN: Experimental. METHOD: Measurement of dynamic viscosity of samples of superficial layer of temporalis fascia, deep layer of temporalis fascia and abdominal fat of 12 cadavers are performed. RESULTS: Dynamic viscosity values of the different samples are presented in the following increasing order: superficial layer of temporalis fascia, deep layer of temporalis fascia and abdominal fat. There is statistical difference among all the samples. CONCLUSION: Dynamic viscosity of superficial layer of temporalis fascia is lower than the ones of deep layer of temporalis fascia and abdominal fat.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
ChristianWiikman.pdf (2.59 Mbytes)
Data de Publicação
2010-04-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.