• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.5.2020.tde-09032020-102957
Documento
Autor
Nome completo
Andrea Lorena da Costa Stravogiannis
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Tavares, Hermano (Presidente)
Abdo, Carmita Helena Najjar
Jacob, Liliana Seger
Valentova, Jaroslava Varella
Título em português
Contribuição do gênero, apego e estilos de amor nos tipos de ciúme
Palavras-chave em português
Amor
Apego ao objeto
Ciúme emocional
Ciúme sexual
Ciúmes
Comorbidade
Estudos de gênero
Resumo em português
INTRODUÇÃO: O ciúme excessivo pode ser definido como um complexo de pensamentos, sentimentos e comportamentos sobre a infidelidade do parceiro. De acordo com a psicologia evolucionista, o ciúme é dividido em dois tipos: ciúme sexual - receio de que o parceiro envolva-se sexualmente com outra pessoa, e o ciúme emocional - receio de que o parceiro forme um forte vínculo com um rival. O primeiro tipo é mais comum entre os homens e o segundo é mais associado às mulheres. O objetivo deste estudo foi expandir os conhecimentos sobre o ciúme excessivo e seus fatores associados, focando particularmente em gênero e tipo de ciúme. MÉTODO: Trinta e seis homens e 54 mulheres foram comparados quanto às características sociodemográficas, transtornos psiquiátricos e uso de serviços de saúde mental, tipos de ciúme, tipos de apego, estilos de amor, personalidade, traumas infantis e ajustamento social. RESULTADOS: 67% dos pacientes haviam utilizado o serviço de saúde mental para outra demanda que não o ciúme excessivo e nenhum deles recebeu tratamento específico para queixas de ciúme. 50% da amostra geral já tentaram o suicídio e 25% exibiram risco atual, 58% apresentaram transtorno de humor e ansiedade (58%); e as mulheres foram mais correlacionadas com estes. As mulheres apresentaram mais comumente o tipo de apego rejeitador e maior esquiva ao dano, assim como maior histórico de abuso sexual do que os homens. Os achados confirmaram parcialmente a hipótese evolutiva: as mulheres foram mais fortemente associadas ao ciúme emocional, mas ambos os sexos mostraram-se incomodados com o ciúme sexual. O ciúme emocional foi associado, primariamente, ao gênero feminino e, secundariamente, aos traços de personalidade de esquiva ao dano, transtorno de humor e ansiedade. CONCLUSÃO: O gênero feminino e o ciúme emocional mostraram maior gravidade no perfil psicológico e social; portanto, estes achados podem impactar na construção de futuros tratamentos para o ciúme excessivo
Título em inglês
Gender, attachment and love styles contribution in types of jealousy
Palavras-chave em inglês
Comorbidity
Emotional jealousy
Gender studies
Jealousy
Love
Object attachment
Sexual jealousy
Resumo em inglês
Introduction: Excessive jealousy can be defined as a complex of emotions, thoughts and behaviors about the partner's infidelity. According to evolutionary psychology, jealousy is divided into sexual jealousy - fear of a partner engaging sexually with a third person, and emotional jealousy - which arises when the partner could form a deep attachment to a rival. The former would be more common among men and the latter among women. The aim of this study is to expand the knowledge about pathological jealousy and its associated factors, with a particular focus on gender and jealousy type. Methods: Thirty-six men and 54 women seeking treatment for PJ were compared regarding type of jealousy, demographic, psychiatric, attachment and love styles, personality, and social adjustment. Results: 67% of patients had previously sought for mental health treatment, none of which received specific treatment for PJ. 50% had already attempted suicide and 25% were at risk, 58% had a comorbid mood disorder and 58% had an anxiety disorder; women had a greater association with both. They also reported more avoidant attachment style, higher harm avoidance and greater frequency of past sexual abuse than men. The data partially confirmed the evolutionary hypothesis: female patients reported greater distress with emotional jealousy than men, but both genders were equally distressed by sexual jealousy. Emotional jealousy was primarily associated to female gender and secondarily to harm avoidance traits, mood and anxiety disorders. Conclusions: Female gender and emotional jealousy were associated with an overall higher severity, therapeutic approaches to PJ should be adapted to reflect these differences
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-03-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.