• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Daniel Carr Ribeiro Gulassa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Tavares, Hermano (Presidente)
Filipini, Rosalba
Kaufman, Arthur
Lotufo Neto, Francisco
Título em português
Estudo randomizado controlado do uso de técnicas psicodramáticas para tratamento ambulatorial de pacientes com transtorno de escoriação
Palavras-chave em português
Ensaio clínico controlado aleatório
Psicodrama
Psicoterapia
Psicoterapia de Grupo
Transtorno de escoriação
Resumo em português
INTRODUÇÃO: O transtorno de escoriação (TE) é caracterizado pela escoriação recorrente da pele, ocasionando lesões, apesar de repetidas tentativas de cessar o comportamento. Dentre os tratamentos disponíveis, a psicoterapia vem demonstrando ser a alternativa mais eficaz, mas faltam evidências para se estabelecer um método definitivo de tratamento. Os indivíduos com TE têm dificuldade em identificar e manejar suas emoções, e a escoriação pode ser uma tentativa malsucedida de regulá-las. O objetivo do presente estudo foi investigar a eficácia da psicoterapia psicodramática em grupo para melhora da regulação emocional e redução de sintomas dos portadores de TE. MÉTODO: estudo randomizado e controlado, com grupo experimental submetido à psicoterapia psicodramática em grupo (PPG) e grupo controle, à psicoterapia de apoio em grupo (PAG). Cinquenta e três pacientes foram selecionados, 26 tratados com PPG e 27 com PAG. Duas escalas foram traduzidas, adaptadas, validadas para o português brasileiro e utilizadas para avaliação do desfecho - a skin picking scale revised e a skin picking impact scale short version. Além destas, foram utilizadas a escala de dificuldade de regulação emocional, escala de impressão clínica global, escala de depressão de Beck, escala de ansiedade de Beck e escala de adequação social. RESULTADOS: Não houve diferenças relevantes dos perfis sociodemográficos e clínicos entre os grupos experimental e controle. A maioria da amostra constituiu-se de mulheres caucasianas com formação cristã e diploma universitário, com alto índice de comorbidades, sendo depressão e ansiedade as mais recorrentes. Quando a analisada em conjunto, a amostra total apresentou redução significativa da escoriação ao longo do tempo (p= < 0,001), mas não houve diferença significativa na comparação entre os grupos (p=0,410). Também houve melhora para a amostra total no impacto da escoriação (p=0,001), dificuldade de regulação emocional (p=0,023), ansiedade (p=0,001) e impressão clínica global (p= < 0,001), porém na comparação entre grupos não houve diferença significativa nestes aspectos (respectivamente p=0,336; p=0,255; p=0,524; p=0,601). Sintomas depressivos e adequação social apresentaram melhora ao longo do tratamento, com tendência a significância (p=0,081 e p=0,066, respectivamente). DISCUSSÃO: O presente estudo apresenta um perfil de paciente em tratamento por TE compatível com o relatado em estudos anteriores no que diz respeito aos aspectos sociodemográfico e clínico, além de uma boa resposta clínica ao tratamento com psicoterapia de grupo, independentemente do método utilizado (PPG ou PAG). CONCLUSÃO: A PPG não foi superior ao PAG. O tratamento em grupo pode ser uma opção para indivíduos com TE, com benefícios que extrapolam a melhora do comportamento de escoriação da pele, como por exemplo a superação do isolamento social e a melhora da regulação emocional
Título em inglês
A randomized controlled trial using psychodrama techniques for outpatient treatment with excoriation disorder
Palavras-chave em inglês
Excoriation disorder
Group Psychotherapy
Psychodrama
Psychotherapy
Randomized control trial
Resumo em inglês
INTRODUCTION: Excoriation disorder (ED) is characterized by recurring skin picking, resulting in lesions, despite frequent attempts to cease such behavior. Amongst available treatments, psychotherapy has shown to be the most efficacious alternative, but there is lack of evidence in order to establish a definitive treatment method. Individuals with ED have difficulty in identifying and dealing with their emotions and excoriation may be an unsuccessful attempt at trying to regulate them. The goal of this study was to investigate the efficacy of group psychodrama psychotherapy to improve emotional regulation and reduce the symptoms of individuals with ED. METHOD: the study design was a randomized controlled trial, with the experimental group submitted to psychodrama group psychotherapy (PGP) and the control group to support group psychotherapy (SGP). Fifty-three patients were selected, 26 treated with PGP and 27 with SGP. Two scales were translated, adapted and validated to Brazilian Portuguese and utilized for outcome evaluation - the skin picking scale revised and the skin picking impact scale short version. In addition, it was used the difficulties in emotional regulation scale, the clinical global impression scale, the Beck depression inventory, the Beck anxiety inventory and the social adjustment scale. RESULTS: No relevant differences were found in the sociodemographic and clinical profiles amongst the experimental and control groups. The majority of the sample was Caucasian, female with a Christian background and university degree, with high rate of co-morbidities, the most recurrent being depression and anxiety. Both PGP and SGP were efficacious in terms of reduction of excoriation at the within subjects' comparison (p= < 0,001), but there was no significant difference in the comparison between the groups (p=0,410). Improvement also was found for the whole sample for excoriation impact (p=0,001), difficulties in emotional regulation (p=0,023), anxiety (p=0,001) and clinical global impression (p= < 0,001), but not between the groups (respectively p=0,336; p=0,255; p=0,524; p=0,601). Depressive symptoms and social adequacy presented an improvement throughout the treatment, with a tendency towards statistical significance (p=0,081 and p=0,066, respectively). DISCUSSION: This study presents a profile of the treatment-seeking ED patient that is compatible with reports from previous studies in regards to socio-demographic and clinical features, besides a good clinical response to group intervention was observed, regardless of the method utilized. CONCLUSION: PGP was not superior to SGP. Group treatment may be an option for ED individuals, with benefits that extrapolate the improvement of skin excoriation behavior, as for example overcoming social isolation and improvement in emotional control
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-09-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.