• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2006.tde-30092010-122509
Documento
Autor
Nome completo
Leila Neves Bastos Borim
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Odone Filho, Vicente (Presidente)
Caran, Eliana Maria Monteiro
Antoneli, Célia Beatriz Gianotti
Burdmann, Emmanuel de Almeida
Scrideli, Carlos Alberto
Título em português
Estudo da expressão de MYCN em neuroblastomas que não o amplifiquem: correlação com estádios e relevância como fator de prognóstico
Palavras-chave em português
Neuroblastoma/fisiopalogia
Prognóstico
RNA mensageiro
Resumo em português
INTRODUÇÃO: A relevância da expressão MYCN em neuroblastomas sem amplificação, diferentemente do seu aumento quando amplificado, permanece controverso. Neste trabalho, avaliou-se a relação do nível de expressão do transcrito MYCN em neuroblastoma não amplificado com os fatores clínicos e biológicos de prognóstico. MÉTODOS: Neste estudo observacional realizado entre janeiro de 2000 e dezembro de 2004, foram aferidos os valores do nível de expressão MYCN em 29 amostras tumorais, pela técnica RQ-PCR, no Laboratório de Biologia Tumoral da Fundação Pró-Sangue de São Paulo. Seus resultados foram analisados em relação à idade ao diagnóstico, ao estadiamento tumoral, ao grupo de risco, à ocorrência de recaída tumoral e de óbito. RESULTADOS: Foram nove crianças com idade <1 ano e 20 com idade >1 ano, os valores da expressão do transcrito MYCN variaram de 0,041 e 27,569, mediana 3,193. O estadiamento foi: quatro estádio 1; três estádio 2; oito estádio 3 e 14 crianças estádio 4. Entre 20 crianças com classificação patológica, 11 foram favoráveis e nove desfavoráveis. Considerando a mediana dos valores expressos a estratificação em grupos de risco com aumento da expressão foram: cinco crianças baixo risco; quatro risco intermediário e cinco alto risco. Grupos de risco sem aumento da expressão foram: duas crianças baixo risco; quatro risco intermediário e nove alto risco. Vinte e oito crianças obtiveram remissão completa e entre elas 14 apresentaram doença progressiva, sendo que sete morreram. As variáveis clínicas e biológicas não apresentaram freqüências diferentes entre os grupos de risco sem e com aumento de expressão. Entre os grupo alto risco e não alto-risco as variáveis idade, recaída tumoral e óbito apresentaram resultado com significado estatístico quando não se considerou o valor da expressão e quando não houve o seu aumento. Entre os grupos alto risco e nãoalto risco com aumento da expressão apenas a idade apresentou resultado com significado estatístico. CONCLUSÃO: Em crianças com estádio clínico não avançado o nível de expressão parece exercer uma relevância clínica, sugerindo um efeito protetor quanto menor for o aumento da expressão MYCN.
Título em inglês
Study of the MYCN expression in non-amplified neuroblastomas: correlation with tumor states and relevance as a prognostic factor
Palavras-chave em inglês
Neuroblastosma/physiopathology
Prognosis
RNA messenger
Resumo em inglês
INTRODUTION: MYCN expression value in non-amplified neuroblastosmas remains a controversial issue. In order to add contributions to this field, children with nonamplified neuroblastomas were studied regarding their expression and correlation with clinical and other biological factors. METHODS: Twenty nine tumor samples obtained from non-consecutive patients admitted from January, 2000 through December, 2004, had their MYCN transcript expression levels evaluated according to the RQ-PCR assay, at the Tumoral Biology of Laboratory of the "Fundação Pró -Sangue Hemocentro de São Paulo", and compared to the following other factor: age at onset; tumor stage; risk - group; tumoral relapse rate and death. RESULTS: nine under one-year-old children and 20 over one-year-old children, with MYCN transcription expression level between 0.041 and 27.569, mean 3.193. Four children were stage 1, three were stage 2, stage 3 in eight and stage 4 in 14 children. In 20 patients with pathological classifications, 11 were favorable and nine unfavorable histology. Children whose expression level was above the mean were stratified as follows according to risk groups: five low-risk; four intermediate-risk and five high-risk patients. The ones whose expression level was under the mean were two low-risk, four intermediate-risk end nine high-risk patients. Twenty eight children achieved complete remission, with 14 recurrences, with seven deaths. The only factor associated to highly expressed MYCN patients was tumoral state. CONCLUSION: In children with non-advanced-stage disease low levels of expression might be a relevant favorable prognostic factor.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2010-09-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.