• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Mémoire de Maîtrise
DOI
10.11606/D.5.2009.tde-22032010-180219
Document
Auteur
Nom complet
Maria Aparecida Figueiredo Aranha
Adresse Mail
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
São Paulo, 2009
Directeur
Jury
Escobar, Ana Maria de Ulhoa (Président)
Berezin, Eitan Naaman
Rodrigues, Joaquim Carlos
Titre en portugais
Estudo das condições de saúde das crianças de 5 a 9 anos de idade residentes no Distrito Butantã, cidade de São Paulo, com e sem doença respiratória, declarada pelos pais ou responsáveis
Mots-clés en portugais
Doenças respiratórias
Nível de saúde
Promoção da saúde
Saúde escolar
Resumé en portugais
INTRODUÇÃO: A saúde passou a ser avaliada sob a óptica de qualidade de vida, a partir de 1948, com a definição da Organização Mundial da Saúde, como bem estar físico, mental e social e não mais ausência de doença. A saúde em crianças tem sido definida como um conceito subjetivo e multidimensional que deve incluir a avaliação física, o impacto psicossocial da doença sobre a criança e sua família. Em sociedades desenvolvidas ou em desenvolvimento é grande a importância epidemiológica da doença respiratória. Tal fato decorre do importante impacto exercido sobre seus expressivos índices de morbidade e de mortalidade na população infantil. Fazse necessário então, pela importância epidemiológica da doença respiratória, a incorporação de novas técnicas e processos para o estudo das condições de saúde da população com e sem problemas respiratórios sob a óptica da percepção dos pais ou responsáveis. Com o objetivo de estudar o impacto das doenças respiratórias nas condições de saúde das crianças de 5 a 9 anos de idade residentes no Distrito de Saúde Escola do Butantã foi utilizado, no presente estudo, o instrumento Child Health Questionnaire versão destinada aos pais(CHQ-PF-50), validado no mundo e no Brasil. Avaliou-se também a relação da declaração de doença respiratória segundo a instituição de ensino, instrução dos pais, faixa de renda e etnia MÉTODOS: Avaliaram-se as condições de saúde de 959 crianças na faixa etária de 5 a 9 anos de idade residentes no Distrito do Butantã, na Cidade de São Paulo, com e sem doença respiratória declarada pelos pais ou responsáveis. No período de março a julho de 2004. A pesquisa foi do tipo descritivo, com enfoque retrospectivo através da análise de dados disponibilizado junto a um banco de dados. Para tanto foi utilizado o método de levantamento de informações junto aos elementos amostrais, por meio de instrumento de coleta de dados estruturado e não disfarçado, utilizando o CHQ-PF50. As doenças respiratórias perguntadas e declaradas foram: rinite, sinusite, otite, laringite, faringoamigdalite, pneumonia, asma ou quadro asmatiforme. Os dados apresentados nesse trabalho foram analisados a partir de um conjunto de procedimentos aplicados aos dados originais coletados, conforme orientação metodológica encontrada em Landgraf et al.RESULTADOS:O estudo indicou que as crianças cujos pais referiram doença respiratória apresentaram condições de saúde insatisfatórias, quando comparadas às crianças sem doença respiratória. Pais de crianças que estudam em escolas privadas e com maior grau de escolaridade referiram mais doença respiratória em seus filhos. A renda mensal ou etnia não interferiu na declaração de doença respiratória. CONCLUSÕES: Para melhorar as condições de saúde das crianças com doença respiratória é necessário o entendimento dessas patologias no âmbito global, biopsico e social, além do aprimoramento educacional da população.
Titre en anglais
Study of the health of children from 5 to 9 years of age in the District Butantã, city of Sao Paulo, with and without respiratory tract disease, reported by parents or guardians
Mots-clés en anglais
Conditions of health
Health promotion
Respiratory tract disease
School health
Resumé en anglais
BACKGROUND: The health has been evaluated in terms of quality of life, from 1948, with the definition of the World Health Organization, as well the physical, mental and social rather than absence of disease. The health of children has been defined as a subjective and multidimensional concept that includes a physical evaluation, the psychosocial impact of disease on the child and his family. In societies developed or developing is great epidemiological importance of respiratory disease. This fact stems from the important impact on their expressive rates of morbidity and mortality in children. It becomes necessary then, the epidemiological importance of respirator tract disease, the incorporation of new techniques and processes for the study of the health of the population with and without respiratory problems in terms of the perception of parents or guardians. In order to study the impact of respiratory tract diseases in the health conditions of children from 5 to 9 years of age in the District Health School of Butantã was used in this study, the instrument Child Health Questionnaire version aimed at parents (CHQ - PF-50), validated in the world and Brazil. Was also evaluated the relationship of the declaration of respiratory tract disease according to the university, education of parents, track income and ethnicity METHODS: We evaluated the health of 959 children aged from 5 to 9 years of age residing in District of Butantã in the city of Sao Paulo, with and without respiratory tract disease declared by the parents or guardians. From March to July 2004. The research was a descriptive, with a focus through the retrospective analysis of data provided with a database. To that end we used the method of lifting elements of information from the sample by means of data collection instrument structured and not undercover, using the CHQ-PF50. Respiratory tract diseases were asked and declared: rhinitis, sinusitis, ear infections, laryngitis, pharyngitis, pneumonia, asthma or asthma framework. The data presented in this study were analyzed from a set of procedures applied to the original data collected as methodological guidance found in Landgraf et al.RESULTS: The study indicated that children whose parents had reported respiratory tract disease conditions of poor health, compared to children without respiratory tract disease. Parents of children who study in private schools and with a higher degree of education reported more respiratory disease to their children. The monthly income or ethnicity did not interfere in the declaration of respiratory tract disease. CONCLUSIONS: To improve the health conditions of children with respiratory tract disease is necessary to understand such conditions in the global context, and social biopsico, in addition to improving education of the population.
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
Date de Publication
2010-03-25
 
AVERTISSEMENT: Apprenez ce que sont des œvres dérivées cliquant ici.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
Centro de Informática de São Carlos
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2021. Tous droits réservés.