• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.5.2021.tde-17082021-084645
Documento
Autor
Nome completo
Juliana Zoboli Del Bigio
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2020
Orientador
Banca examinadora
Tannuri, Ana Cristina Aoun (Presidente)
Gibelli, Nelson Elias Mendes
Konstantyner, Tulio
Leone, Clea Rodrigues
Título em português
Avaliação da incidência e evolução da colestase em pacientes portadores de gastrosquise com diferentes emulsões lipídicas na nutrição parenteral
Palavras-chave em português
Anomalias congênitas
Colestase
Emulsões gordurosas endovenosas
Gastrosquise
Nutrição parenteral
Recém-nascido
Resumo em português
Introdução: Gastrosquise é um defeito congênito da parede abdominal normalmente com necessidade de nutrição parenteral por tempo prolongado. A dificuldade em iniciar a dieta enteral, as infecções associadas e o uso prolongado de nutrição parenteral contribuem para incidência de colestase. A emulsão lipídica utilizada na nutrição parenteral é um importante fator contribuinte para colestase. Método: Estudo unicêntrico, retrospectivo com 138 pacientes com gastrosquise internados na Unidade de Cuidados Intensivos Neonatais (CTIN-2) do Instituto da Criança entre janeiro de 2009 e dezembro de 2018 que receberam nutrição parenteral. Os pacientes foram divididos em três grupos; grupo 1: os que receberam nutrição com triglicérides de cadeia média/triglicérides de cadeia longa a 10% (EL10%) ou 20% (EL20%) uma ou duas vezes na semana, grupo 2: os que receberam EL20% diariamente e grupo 3: os receberam SMOF diariamente. Foi avaliada a incidência de colestase entre os grupos e o perfil das enzimas hepáticas. Resultados: A emulsão lipídica e a NP mostraram-se como importantes agentes na colestase e o uso do SMOF não reduziu a incidência da mesma, porém apresentou uma melhor evolução nos valores da fosfatase alcalina nesse grupo. Conclusão: O tipo da EL usada na NP não alterou a incidência de colestase, porém o SMOF resultou em valores menores de fosfatase alcalina
Título em inglês
Incidence and evolution of cholestasis in patients with gastroschisis with different lipid emulsions in parenteral nutrition
Palavras-chave em inglês
Congenital abnormalities
Fat emulsions intravenous
Gastroschisis
Infant newborn
Parenteral nutrition, Cholestasis
Resumo em inglês
Introduction: Gastroschisis is a congenital defect of the abdominal wall, usually requiring parenteral nutrition for a prolonged period. The difficulty in starting the enteral diet, the associated infections and the prolonged use of parenteral nutrition contribute to the incidence of cholestasis. The lipid emulsion used in parenteral nutrition is an important contributing factor to cholestasis. Method: Single-center, retrospective study with 138 patients with gastroschisis admitted to the Neonatal Intensive Care Unit (CTIN-2) of the Instituto da Criança between January 2009 and December 2018 who received parenteral nutrition. Patients were divided into three groups; group 1: those who received nutrition with medium chain triglycerides / 10% (EL10%) or 20% (EL20%) long chain triglycerides once or twice a week, group 2: those who received EL20% daily and group 3 : received them daily SMOF. The incidence of cholestasis between the groups and the profile of liver enzymes were evaluated. Results: The lipid emulsion and the PN were shown to be important agents in cholestasis and the use of SMOF did not reduce its incidence, but it showed a better evolution in the values of alkaline phosphatase in this group. Conclusion: The type of EL used in PN did not change the incidence of cholestasis, but SMOF resulted in lower values of alkaline phosphatase
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2021-08-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.