• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
https://doi.org/10.11606/D.5.2020.tde-16062021-124835
Documento
Autor
Nombre completo
Glaucia Yuri Shimizu
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2020
Director
Tribunal
Ceccon, Maria Esther Jurfest Rivero (Presidente)
Cianciarullo, Marco Antonio
Herrero, Dafne
Tannuri, Ana Cristina Aoun
Título en portugués
Avaliação do desenvolvimento motor e do efeito da intervenção fisioterapêutica em recém-nascidos cirúrgicos em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal
Palabras clave en portugués
Anormalidades congênitas
Desenvolvimento infantil
Fisioterapia
Intervenção médica precoce
Procedimentos cirúrgicos
Unidades de terapia intensiva neonatal
Resumen en portugués
INTRODUÇÃO: A sobrevida dos recém-nascidos cirúrgicos aumenta as preocupações da equipe multiprofissional devido as complicações e morbidades que podem se estender até a vida adulta. Esses recém-nascidos possuem diversos fatores de risco para alterações no desenvolvimento neuropsicomotor, como necessidade de ventilação pulmonar mecânica, sedoanalgesia prolongada, dor, restrição ao leito e tempo prolongado de internação, o que torna essencial a avaliação do desenvolvimento motor, para que as alterações possam ser detectadas precocemente e intervenções apropriadas sejam realizadas, minimizando os efeitos deletérios do ambiente de terapia intensiva neonatal e do próprio tratamento, que muitas vezes é doloroso e passível de complicações. MÉTODOS: Os recém-nascidos cirúrgicos, divididos aleatoriamente entre o grupo controle (n=38) e intervenção (n=38), foram avaliados no período pós-operatório, através do Test of Infant Motor Perfomance (TIMP) e reavaliados após 2 semanas. O grupo intervenção realizou exercícios padronizados para estimulação sensório-motora no período entre as duas avaliações, 1 vez ao dia, e os sinais vitais foram coletados imediatamente antes e após a intervenção. Foram coletados dados maternos, neonatais, cirúrgicos, nutricionais e da avaliação motora, e realizada a comparação entre os grupos. O impacto da intervenção motora foi avaliado através de regressão logística. RESULTADOS: O diagnóstico cirúrgico predominante foi a gastrosquise, seguido de hérnia diafragmática congênita. Todos os pacientes foram intubados e permaneceram, em média, por 10 dias em ventilação pulmonar mecânica, necessitaram de 20 dias de sedoanalgesia e permaneceram internados em Unidade de Terapia Intensiva Neonatal por 40 dias. A sepse foi a complicação mais frequente em ambos os grupos. A avaliação motora TIMP foi possível de ser realizada com 20 e 15 dias de vida no grupo controle e intervenção respectivamente, com idade gestacional corrigida média de 40 e 38 semanas. Na avaliação inicial os recém-nascidos foram classificados como "abaixo da média" para idade, com escore - z= -1,28, sem diferenças entre os grupos. Na reavaliação, no entanto, o grupo intervenção apresentou melhor pontuação (p < 0,001) e maior diferença de escore -z (p < 0,001), assim como maior porcentagem de ganho de peso no período de estudo (p=0,038). Na reavaliação houve piora do desempenho motor em 10,5% do grupo controle e 0 no grupo intervenção (p < 0,001). A melhora do desempenho motor foi observada em 81,6% do grupo intervenção e em apenas 13,2% do grupo controle (p < 0,001). Os sinais vitais apresentaram melhora significativa após a intervenção (p < 0,001). A intervenção teve impacto positivo ao reduzir as chances de complicações, aumentar a chance de ganho de peso, iniciar precocemente a dieta enteral e em pontuar adequadamente para a idade corrigida na reavaliação TIMP, com intervalo de confiança de 95%. CONCLUSÃO: A avaliação motora TIMP é um instrumento que pode ser utilizado em recém-nascidos cirúrgicos restritos ao leito, e detectou precocemente alterações do desenvolvimento motor, mas deve ser realizado por profissional experiente no manuseio desses pacientes. A intervenção motora foi benéfica e segura para esta população, sendo fator de proteção para as complicações, com melhora significativa dos sinais vitais e do desempenho motor, e se iniciada ainda no período de internação, pode ser capaz de adequar o desenvolvimento motor desses recém-nascidos antes mesmo da alta hospitalar
Título en inglés
Assessment of motor development and the effect of physical therapy intervention on surgical newborns in the Neonatal Intensive Care Unit
Palabras clave en inglés
Child development
Congenital abnormalities
Early medical intervention
Neonatal intensive care units
Physical therapy
Surgical procedures
Resumen en inglés
INTRODUCTION: The survival of surgical newborns increases the concerns of the multiprofessional team due to complications and morbidities that can last into adulthood. These newborns have several risk factors for changes in neuropsychomotor development, such as the need for mechanical ventilation, prolonged sedoanalgesia, pain, bed restriction and prolonged hospital stay, which makes the assessment of motor development essential, so changes can be detected early and appropriate interventions are performed, minimizing the deleterious effects of the neonatal intensive care environment and the treatment itself, which is often painful and susceptible to complications. METHODS: Surgical newborns, randomly divided between the control group (n = 38) and intervention (n = 38), were assessed in the postoperative period, using the Test of Infant Motor Perfomance (TIMP) and reassessed after 2 weeks. The intervention group performed standardized exercises for sensory motor stimulation, in the period between the two assessments, once a day and vital signs were collected immediately before and after the intervention. Maternal, neonatal, surgical, nutritional and motor assessment data were collected, and compared between groups was performed. The impact of motor intervention was evaluated through logistic regression. RESULTS: The predominant surgical diagnosis was gastroschisis, followed by congenital diaphragmatic hernia. All patients were intubated and remained on mechanical ventilation for an average length of 10 days, required an average length of 20 days for sedoanalgesia and remained in the Neonatal Intensive Care Unit for 40 days. Sepsis was the most frequent complication in both groups. The TIMP motor assessment was possible to be performed at 20 and 15 days of life in the control and intervention group, respectively, with a mean Corrected age of 40 and 38 weeks. In the initial assessment, newborns were classified as "below average" for age, with a z-score = -1.28, with no differences between groups. In the reassessment, however, the intervention group had a better score (p < 0.001) and a greater difference in the z-score (p < 0.001), as well as a higher percentage of weight gain during the study period (p = 0.038). In the reassessment, motor performance worsened 10.5% in control group and 0 in intervention group (p < 0.001). The improvement in motor performance was observed in 81.6% of intervention group and in only 13.2% of the control group (p < 0.001). Vital signs improved after the intervention (p < 0,001). The intervention had a positive impact by reducing the chances of complications, increasing the chance of weight gain, starting the enteral diet early and scoring properly for the corrected age in the TIMP reassessment, with a 95% confidence interval. CONCLUSION: TIMP is an instrument that can be used in surgical newborns, restricted to the bed, and early detected changes in motor development, but it must be performed by a professional experienced in handling these patients. Motor intervention was beneficial and safe for this population, being a protective factor for complications, with significant improvement in vital signs and motor performance, and if started during the hospitalization period, it may be able to adapt the motor development of these newborns even before hospital discharge
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2021-06-25
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2022. Todos los derechos reservados.