• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.5.2020.tde-23062021-112913
Documento
Autor
Nome completo
Thaísa Andrade Ribeiro Marcondes Narciso
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2020
Orientador
Banca examinadora
Brizot, Maria de Lourdes (Presidente)
Liao, Adolfo Wenjaw
Carvalho, Mário Henrique Burlacchini de
Novaretti, Marcia Cristina Zago
Título em português
Pesquisa de hemorragia fetomaterna, pela citometria de fluxo, em pacientes com hematomas subcoriônicos de primeiro trimestre
Palavras-chave em português
Ameaça de aborto
Citometria de fluxo
Hematoma intrauterino
Hemoglobina fetal
Hemorragia feto-materna
Transfusão feto-materna
Resumo em português
OBJETIVOS: Comparar a frequência da presença e porcentagem de hemoglobina fetal (HbF%) pela técnica de citometria de fluxo (CF) entre pacientes assintomáticas com diagnóstico ultrassonográfico de hematoma intrauterino (HIU), pacientes com sangramento vaginal ativo (SVA) e gestantes assintomáticas (ASS) sem HIU e sem SVA. Objetivo secundário: correlacionar a HbF% em sangue materno com o volume e posição do HIU. MÉTODO: Estudo prospectivo envolvendo gestantes de primeiro trimestre. Pacientes com o diagnóstico de HIU assintomático foram selecionadas e pareadas com pacientes com SVA e com pacientes ASS de mesma idade gestacional. As amostras de sangue coletadas foram analisadas pela técnica de CF. Os grupos foram comparados para a presença de HbF circulante e o HbF%, além das características demográficas e ultrassonográficas. As pacientes do grupo HIU foram avaliadas para as características do hematoma e sua associação e correlação com o HbF%. RESULTADOS: Foram selecionadas 66 pacientes, sendo 22 com HIU, 17 com SVA e 27 ASS. A HFM foi identificada em 15 pacientes do grupo HIU (68,2%), 13 SVA (76,5%) e 20 ASS (74,1%), sem diferença significativa entre os grupos tanto para a identificação de HFM, por meio do HbF% positivo (p=0,830), como para o volume de células transferido. A média do HbF% para cada grupo estudado foi 0,054 (HIU), 0,012 (SVA) e 0,042 (ASS) (p=0,141). As características demográficas e ultrassonográficas das pacientes foram semelhantes, assim como a idade gestacional (IG) média (p=0,630). No grupo com HIU houve correlação moderada negativa com significância estatística entre o volume estimado do HIU e o HbF% (rSpearman= -0,527; p=0,012). A posição do HIU em relação à placenta e ao útero não foi significativa para a HbF%. CONCLUSÕES: Os três grupos estudados não diferiram na porcentagem de hemoglobina fetal circulante e, consequentemente, no volume de hemorragia materno-fetal
Título em inglês
Investigation of fetal-maternal hemorrhage, by flow cytometry, in patients with subchorionic first-trimester hematomas
Palavras-chave em inglês
Abortion threatened
Fetal hemoglobin, Intrauterine hematoma
Fetomaternal hemorrhage
Fetomaternal transfusion
Flow cytometry
Resumo em inglês
OBJECTIVE: To compare the frequency of presence and percentage of fetal hemoglobin (HbF%) by flow cytometry (FC), between first trimester asymptomatic patients with intrauterine hematoma (IUH) patients with threatened abortion (TA) and asymptomatic pregnant women (APW) without IUH on ultrasonography examination. Secondary objective: to correlate HbF% in maternal blood with the volume and position of the IUH. METHODS: Prospective study involving pregnant women in the first trimester of pregnancy. Patients who had ultrasound finding of asymptomatic IUH and with TA were selected and paired with APW at the same gestational age. Maternal blood sample was collected and the HbF% evaluated by FC. The groups were compared in relation to the presence of circulating fetal hemoglobin and HbF%, demographic characteristics and ultrasonographic variables. The patients in HIU group were evaluated for the ultrasonographic characteristics of the IUH and their correlation and association with the HbF%. RESULTS: 66 patients were selected, 22 with IUH, 17 with TA and 27 APW. HFM was identified in 15 IUH patients (68.2%), 13 TA (76.5%) and 20 APW (74.1%), with no significant difference between groups for the identification of positive HbF% (p = 0.830) and for the volume of cells transferred. The mean HbF% for each group was 0.054 (IUH), 0.012 (TA) and 0.042 (APW) (p = 0.141). The demographic and ultrasound characteristics of the patients were similar, as well as the average GA (p = 0.630). In the IUH group, there was a moderate negative correlation with statistical significance between the estimated volume of IUH and HbF% (Spearman, r= -0.527; p = 0.012). The position of IUH in relation to the placenta and uterus was not significant for HbF%. CONCLUSIONS: FMH expressed by Hbf%, in the first trimester of pregnancy, does not seems to differ between patients with and without ultrasound finding of IUH
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2021-06-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.