• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.5.2020.tde-11032020-101324
Documento
Autor
Nome completo
Annielson de Souza Costa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Sorpreso, Isabel Cristina Esposito (Presidente)
Santos, Edigê Felipe de Sousa
Borges, Ana Luiza Vilela
Júnior, José Maria Soares
Título em português
Nível de conhecimento sobre papiloma vírus humano (HPV) e aceitabilidade de sua vacina quadrivalente entre estudantes de medicina
Palavras-chave em português
Conhecimento
Estudantes de medicina
Imunização
Papillomaviridae
Prevenção primária
Vacinação
Resumo em português
Introdução: Estudantes de medicina desempenham ações de prevenção do câncer de colo do útero durante a graduação. Ainda, o profissional de saúde recém-formado atuante na assistência médica geral desempenha papel na disseminação do conhecimento sobre a vacina para o papilomavírus humano (HPV), bem como influencia a tomada de decisão de seus pacientes em relação à vacinação. Objetivo: Analisar os fatores associados às lacunas e aquisição de conhecimento sobre o HPV e de sua vacina quadrivalente entre estudantes de medicina. Método: Estudo transversal e analítico na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, no ano de 2016. Foram selecionadas duas amostra idependentes não probabilisticas de estudantes de medicina, com aplicação de instrumentos de coleta contendo questões que abordam o conhecimento sobre HPV e sua vacina quadrivalente bem como a aceitabilidade. O nível de conhecimento e aceitabilidade estabelecido como um bom nível de acerto foi à proporção média de 80% em todas as questões. Foi calculada a validade interna com valor alfa de Cronbach (Alfa) = 0,74. Foram realizadas utilizando o programa Stata® (Stata Corp, College Statiom, EUA) 14.0. as análises bivariadas e múltiplas. Resultados: Foram entrevistados 518 estudantes de medicina, sendo 312 (60,4%) homens com média de idade 23 (±2,8) anos, 199 (38,3%) dos estudantes apresentavam-se no internato. Estudantes do ciclo básico possuem 51% de propabilidade de ter lacuna de conhecimento do que os estudantes do internato [RR 1,51 (0,18: 1,57); p < 0,001]. Quanto ao sexo, os homens possuem 22% de risco de ter nível de conhecimento insatisfatório maior do que as mulheres entrevistadas [RR 1,22 (1,07: 1,39); p=0,002]. Não houve aquisição de conhecimento entre ciclo básico para o internato nas seguintes questões (p < 0,05): relação do tabagismo com o câncer do colo do útero [RR 0,65 (0,57: 0,75)]; indicação da vacina pra indivíduos portadores de HIV [RR 0,56 (0,44 : 0,71)]; e sobre a contraindicação em pacientes gestantes[RR 0,50 ( 0,25 : 1,00)]. Conclusão: Os fatores associados a aquisição de conhecimento foram estar no internato, ser mulher e ter sido vacinado. Às lacunas de conhecimento apresentam-se entre os estudantes de medicina que frequentam o ciclo básico, naqueles que se declaram do sexo masculino e não vacinados. A novidade do estudo enfatiza a constatação de não aquisição de conhecimento durante a graduação sobre as temáticas: segurança e esquema vacinal, administração da vacina em populações especiais (gestante e imunossuprimidos)
Título em inglês
Knowledge level about human papillomavirus (HPV) and acceptability of its quadrivalent vaccine among medical students
Palavras-chave em inglês
Immunization
Knowledge
Papillomaviridae
Primary prevention
Students medical
Vaccination
Resumo em inglês
Introduction: Medical students perform cervical cancer prevention actions during graduation. Also, the newly graduated healthcare professional working in general health care plays a role in the dissemination of knowledge about the human papillomavirus (HPV) vaccine, as well as influences the decision of patients regarding vaccination. Objective: To analyze associated factors with knowledge gaps and acquisition about HPV and its quadrivalent vaccine among medical students. Method: Cross-sectional and analytical study conducted at the University of São Paulo School of Medicine, in 2016. Convenience sample of medical students, applying data collection instrument with questions that address knowledge about HPV and its quadrivalent vaccine as well as acceptability. The level of knowledge and acceptability established as a good level of correct answers was an average of 80% of correct answers in all questions. Internal validity with Cronbach's alpha value (Alpha) = 0.74. Bivariate and multiple analyzes were performed using the Stata® program (Stata Corp, College Station, USA) 14.0. Results: 518 medical students were interviewed, 312 (60.4%) men with a mean age of 23 (± 2.8) years, 199 (38.3%) of the students were in boarding school. Basic cycle students are 51% more likely to have knowledge gap than students in the last years [RR 1.51 (0.18: 1.57); p < 0.001]. Regarding gender, men have a 22% higher risk of having an unsatisfactory level of knowledge than women interviewed [RR 1.22 (1.07: 1.39); p = 0.002]. There was no knowledge acquisition between basic cycle for boarding school in the following questions (p < 0.05): relationship of smoking with cervical cancer [0.65 (0.57: 0.75)]; indication of vaccine for individuals with HIV [0.56 (0.44: 0.71)]; and on contraindication in pregnant patients [0.50 (0.25: 1.00)]. Conclusion: Factors associated with knowledge acquisition were: being in the last years of medical school, being a woman and having been vaccinated. Knowledge gaps are present among medical students attending primary school, those who claim to be male and not vaccinated. The novelty of the study includes the finding of non-acquisition of knowledge during the undergraduate course on the themes safety and vaccination schedule, administration of the vaccine in special populations (pregnant people living with hiv)
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-03-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.