• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.5.2021.tde-11012022-144513
Documento
Autor
Nome completo
Maria Eduarda Bonavides Amaral
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2021
Orientador
Banca examinadora
Monteleone, Pedro Augusto Araujo (Presidente)
Maciel, Gustavo Arantes Rosa
Ejzenberg, Dani
Motta, Eduardo Leme Alves
Título em português
Análise comparativa de fatores associados à má resposta à estimulação ovariana em ciclos de fertilização in vitro
Palavras-chave em português
Fertilização in vitro
Indução da ovulação
Reprodução humana
Técnicas de reprodução assistida
Resumo em português
Introdução: A má resposta ao estímulo ovariano em ciclo de fertilização in vitro têm incidência estimada em 9-24%. Os critérios utilizados para caracterizar este grupo de pacientes são diversos, dificultando a avaliação de fatores de risco, desfechos clínicos associados e a proposição de novos tratamentos. Os mais usados são os critérios de Bologna e a classificação de Poseidon. Objetivo: Classificar uma coorte de pacientes inférteis de acordo com os critérios de Poseidon. Comparar perfil demográfico, fatores de risco dos subgrupos e analisar as diferenças nos desfechos clínicos a partir de diferentes protocolos de estimulação. Método: Estudo de observacional, retrospectivo e analítico com base em levantamento de 558 ciclos de reprodução assistida realizados entre os anos 2015 e 2018 no Centro de Reprodução Humana Mário Covas do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Os ciclos foram subdivididos conforme os critérios de Poseidon, e foram feitas comparações entre os subgrupos e relativas a um grupo controle de pacientes que coletaram número maior ou igual a 10 óvulos no ciclo, sendo este grupo subdividido em pacientes menores de 35 anos (C1) e maiores de 35 anos (C2). Resultados: Os grupos 3, 4 e 2 A de Poseidon tiveram menor quantidade de óvulos recuperados. O grupo 4 teve menor quantidade de embriões formados. Os grupos 1B e C1 tiveram maior taxa de gestação clínica, não foi observada diferença na taxa de nascidos vivos provavelmente devido ao pequeno número de casos. Conclusão: A idade da mulher, mais que a reserva ovariana, é o principal determinante de sucesso de um ciclo de fertilização in vitro
Título em inglês
Comparative analysis of factors associated with poor ovarian response to stimulation in IVF cycles
Palavras-chave em inglês
Human reproduction
In vitro fertilization
Ovulation induction
Reproductive techniques assisted
Resumo em inglês
Introduction: Poor ovarian response to stimulation in an in vitro fertilization (IVF) cycle has an estimated incidence of 9-24%. The criteria used to characterize this group of patients are heterogeneous, making it difficult to address risk factors, to determine prognosis and to propose novel treatment options. The most used diagnostic criteria are the Bologna criteria and the Poseidon classification. Objective: To classify a cohort of infertile patients according to Poseidon criteria. To compare demographic profile, risk factors of subgroups and analyze differences in clinical outcomes from different stimulation protocols. Method: This is an observational, retrospective study, based on data collection from assisted reproduction cycles performed between 2015 and 2018 at a single quaternary center in Brazil. The cycles were subdivided according to Poseidon's criteria, and comparisons were made between the subgroups and relative to a control group of patients who retrieved a number greater than or equal to 10 oocytes, this group being then subdivided in patients younger than 35 years (C1) and over 35 years old (C2). Results: Groups 3, 4 and 2 A of Poseidon had less oocytes recovered. Group 4 had a smaller number of embryos formed. Groups 1B and C1 had a higher rate of clinical pregnancy. There was no significant difference in the rate of live births, probably due to the small number of cases. Conclusion: Woman's age, more than the ovarian reserve, is the main determinant of success of an in vitro fertilization cycle
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2022-01-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.