• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2017.tde-06062017-090325
Documento
Autor
Nome completo
Giulia Silva Araujo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Maciel, Gustavo Arantes Rosa (Presidente)
Carvalho, Kátia Cândido
Passarelli, Marisa
Simoes, Manuel de Jesus
Título em português
Identificação e localização das procineticinas e seus receptores no ovário de ratas com síndrome dos ovários policísticos induzida por esteroides sexuais
Palavras-chave em português
Modelo animal
Procineticina 1
Procineticina 2
Receptores de procineticinas
Síndrome do ovário policístico
Sistema reprodutor feminino
Resumo em português
A síndrome dos ovários policísticos (SOP) é um distúrbio endócrino caracterizado por anovulação crônica e hiperandrogenismo. Modelos animais em ratas são usados para estudar processos complexos da SOP. As procineticinas (PROKs) são proteínas relacionadas a apoptose, proliferação vascular e regulação do sistema reprodutor. No entanto, seu padrão de expressão e função não são bem conhecidos no ovário com SOP. Este estudo propõe-se a identificar e localizar as PROKs e seus receptores nos ovários de ratas com SOP experimental. Foram utilizadas 33 ratas Wistar divididas em 3 grupos que receberam, entre o 1º e o 3º dia de vida, uma única injeção por via subcutânea de: propionato de testosterona (1,25 mg/0,1 mL, GT, n=12); benzoato de estradiol (0,5 mg/0,1 mL, GE, n=11) e óleo de oliva (0,1 mL, GC, n=10). Aos 90-95 dias de idade, os animais foram eutanaziados e os ovários removidos para avaliação da expressão gênica e proteica das procineticinas 1 e 2 e seus receptores por qRT-PCR e imunoistoquímica. A expressão dos genes Prok1 e Prok2 nos ovários de ratas do GT foi maior quando comparado ao GC (p=0,0157 e p=0,0354). Houve maior expressão da proteína PROK2 em células da teca interna (p=0,0049) e nas células intersticiais (p=0,0068) de folículos antrais nos ovários de ratas do GT em relação ao GC. PROK2 foi mais expressa em células da granulosa dos folículos pré-antrais comparado aos folículos antrais no GT (p=0,0098). Concluímos que as procineticinas estão expressas no ovário do modelo estudado em diferentes padrões, e que a PROK2 parece exibir maior expressão no grupo testosterona. Por apresentar papéis relevantes no controle do eixo hipotálamo-hipófise-gonadal, acreditamos que esses resultados podem abrir uma linha de investigação sobre o papel dessa proteína na fisiopatologia da síndrome
Título em inglês
Identification and localization of prokineticins and their receptors in ovary of polycystic ovary syndrome rat models induced by sex steroids
Palavras-chave em inglês
Animal model
Female reproductive system
Polycystic ovary syndrome
Prokineticin 1
Prokineticin 2, Prokineticin receptors
Resumo em inglês
Polycystic ovary syndrome (PCOS) is an endocrine disorder characterized by chronic anovulation and hyperandrogenism. Animal models have been used to study PCOS pathophysiology. Prokineticins (PROKs) are proteins with functions related to apoptosis, vascular proliferation and reproductive physiology. However, their expression patterns and functions are unknown in the PCOS ovary. The aim of this study is to identify and localize the PROKs and their receptors in PCOS rat models induced by testosterone or estradiol. Thirty-three female Wistar rats aged between 1-3 days were sorted into three groups according to the compounds injected subcutaneously: Testosterone propionate (1.25 mg / 0.1 mL, TG, n = 12); Estradiol benzoate (0.5 mg / 0.1 mL, EG, n = 11) and olive oil (0.1 mL, CG, n = 10). At 90-95 days of age, the animals were euthanized and the ovaries removed for evaluation of prokineticins 1 and 2 and their receptors by qRT-PCR and immunohistochemistry. The expression of the genes Prok1 and Prok2 in the ovaries was higher in TG compared to CG (p=0.0157 and p=0.0345). There was higher expression of PROK2 in theca interna (p=0.0049) and interstitial cells (p=0.0068) of antral follicles in the ovaries of TG vs CG; PROK2 was higher expressed in the granulosa cells of the preantral follicles compared to the antral follicles in the TG (p=0.0098). We conclude that prokineticins are expressed in the ovary of the animal model studied and they present different patterns, PROK2 seems to exhibit higher expression in the testosterone group. Due important roles in the control of the hypothalamicpituitary- gonadal axis, we believe that these results may open a line of investigation about the role of this protein in the pathophysiology of the syndrome
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
GiuliaSilvaAraujo.pdf (8.44 Mbytes)
Data de Publicação
2017-06-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.