• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Doctoral Thesis
DOI
https://doi.org/10.11606/T.5.2020.tde-28102020-164048
Document
Author
Full name
Felipe Parra do Nascimento
E-mail
Institute/School/College
Knowledge Area
Date of Defense
Published
São Paulo, 2020
Supervisor
Committee
Gouveia, Nelson da Cruz (President)
Almeida, Marcia Furquim de
Junger, Washington Leite
Peres, Maria Fernanda Tourinho
Title in Portuguese
A condição socioeconômica altera os efeitos da poluição do ar na saúde?
Keywords in Portuguese
Classe social
Epidemiologia
Mortalidade
Poluição do ar
Recém-nascido de baixo peso
Recém-nascido Prematuro
Abstract in Portuguese
A poluição do ar é responsável por vários efeitos nocivos à saúde dos seres humanos. Estima-se que 90% da população mundial esteja exposta a algum tipo de agente tóxico no ar e a desigualdade social pode agravar os efeitos deletérios causados por essa poluição. O objetivo deste estudo foi examinar se o efeito da poluição do ar na saúde da população é alterado devido à diferença no nível socioeconômico. Primeiramente apresenta-se uma revisão da literatura abordando os efeitos da exposição à poluição do ar na mortalidade por causas cardiorrespiratórias e por todas as causas não acidentais e em eventos adversos da gestação e em seguida descrevem-se os estudos sobre a modificação de efeito da condição socioeconômica nestas relações. Em seguida, avaliou-se a modificação de efeito da condição socioeconômica na relação entre poluição do ar e mortalidade por causas não acidentais e cardiorrespiratórias. Os resultados indicaram a existência de modificação de efeito para todos os poluentes medidos, sendo a população com piores indicadores socioeconômicos a mais afetada. Finalmente, foi avaliada a modificação de efeito da condição socioeconômica na relação entre poluição e desfechos negativos da gravidez. Os resultados novamente indicaram a presença de modificação de efeito dos indicadores socioeconômicos individuais e contextuais na associação entre poluentes do ar e desfechos adversos da gravidez. Em conclusão, foram encontradas evidências de que as populações com pior acesso à educação e vivendo em regiões menos assistidas têm maior risco de mortalidade por causas não acidentais e cardiorrespiratórias e de desfechos negativos na gravidez devidos à poluição atmosférica
Title in English
Does socioeconomic status modify the effect of air pollution on health outcomes?
Keywords in English
Air pollution
Epidemiology
Infant low birth weight
Infant premature
Mortality
Social class
Abstract in English
Air pollution is responsible for several harmful effects on human health. It is estimated that 90% of the world population is exposed to some type of toxic agent and social inequality can aggravate the harmful effects caused by air pollution. The objective of this study was to examine whether the effect of air pollution on the population's health is altered due to differences in socioeconomic status. First, a literature review is presented addressing the effects of exposure to air pollution on mortality from cardiorespiratory causes and from all non-accidental causes and on adverse pregnancy events, and then studies on the effect modification by socioeconomic condition in these relationships. Then, the modification of the effect by socioeconomic status on the relationship between air pollution and mortality from non-accidental and cardiorespiratory causes was evaluated. The results indicated the existence of an effect modification for all measured pollutants, with the population with the worst socioeconomic indicators being the most affected. Finally, the effect modification of socioeconomic status on the relationship between pollution and adverse pregnancy outcomes was accessed. The results again indicated the presence of effect modification for all pollutants by individual and contextual socioeconomic indicators. In conclusion, evidence was found that populations with poorer access to education and living in less assisted areas have a higher risk of mortality from non-accidental and cardiorespiratory causes and from negative outcomes in pregnancy due to air pollution
 
WARNING - Viewing this document is conditioned on your acceptance of the following terms of use:
This document is only for private use for research and teaching activities. Reproduction for commercial use is forbidden. This rights cover the whole data about this document as well as its contents. Any uses or copies of this document in whole or in part must include the author's name.
Publishing Date
2020-10-28
 
WARNING: Learn what derived works are clicking here.
All rights of the thesis/dissertation are from the authors
CeTI-SC/STI
Digital Library of Theses and Dissertations of USP. Copyright © 2001-2021. All rights reserved.