• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.5.2018.tde-11012018-085120
Documento
Autor
Nombre completo
Karina Barros Calife Batista
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2017
Director
Tribunal
Schraiber, Lilia Blima (Presidente)
Senna, Dulce Maria
Lago, Tania di Giacomo do
Oliveira, Ana Flavia Pires Lucas D
Villela, Wilza Vieira
Título en portugués
As políticas públicas para o enfrentamento da violência contra a mulher nos serviços de saúde do município de São Paulo
Palabras clave en portugués
Cuidados médicos/políticas
Direitos da mulher
Gênero e saúde
Política de saúde
Políticas públicas
Violência
Violência contra a mulher
Resumen en portugués
Estudam-se as políticas de enfrentamento da violência contra as mulheres, no município de São Paulo. Os objetivos são mapear as políticas públicas e as propostas de organização institucional de uma rede de atenção integral, assim como conhecer suas implementações nos serviços, com destaque ao setor de Saúde, pelos relatos de gestores e formuladores da política, trabalhando-se a relação da prática da gestão com o enunciado nas políticas públicas, o peso dos valores e da perspectiva pessoal dos gestores e o peso do discurso socialmente dominante nas tomadas de decisão para implementação dessas políticas. A produção dos dados possui entrevistas semiestruturadas com 32 gestores operando em diferentes níveis da organização institucional da Secretaria Municipal da Saúde, dentre eles alguns formuladores das políticas no cenário estadual e nacional. A análise desse corpus de dados será temática de conteúdo, examinando-se cada uma das entrevistas e relacionando-as com a literatura e referencial conceitual utilizado. Conclui-se que os gestores, como agentes de práticas, são influenciados pelas estruturas e crenças vigentes, pela referência ao contexto sócio-histórico a que estão inseridos para tomadas de decisão de gestão. Porém, são também capazes de, ao relacionar-se com tais estruturas, interferir nas formas de produzir e ofertar cuidado às mulheres em situação de violência, em especial ao aproximar-se de processos de formação e sensibilização e de novos paradigmas acerca do reconhecimento dos direitos das mulheres como direitos humanos
Título en inglés
Public Policies to address violence against women at health centers in São Paulo City
Palabras clave en inglés
Gender and health
Health policy
Medical care/policies
Public policies
Violence
Violence against women
Women's rights
Resumen en inglés
Public policies to face (struggle) violence against women In São Paulo are studied. The objectives are mapping public policies and proposals for the institutional organization of a comprehensive health care network, as well as, to understand how they have been implemented in the Health sector based upon managers and health care policymakers' reports. Health management practice is examined by comparison with public policies contents, as well as whether it has been influenced by managers' values and personal perspectives, and by the dominant social discourse. Data is comprised of semistructured interviews with 32 health care managers, that work at different government levels: Municipal Health Care Office, State Health Secretariat others at a national level. Data interpretation has been done by Content Analysis, scrutinizing each interview and comparing them with the literature of reference. Analysis showed that health care managers, as practice agents, are influenced by the structural dimension and prevailing beliefs owing to the social context in which they are inserted, when making decisions. Nonetheless, they are able to interact with those structures, in order to intervene to create and offer care to women who were or are victims of violence. This ability is even greater when health managers are offered the opportunity to take contact with new paradigms, such as regarding women's rights as part of human's rights
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2018-01-11
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.