• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
https://doi.org/10.11606/T.5.2020.tde-10032020-103035
Documento
Autor
Nombre completo
Emmanuela Neves Gonsalves
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2019
Director
Tribunal
Schraiber, Lilia Blima (Presidente)
Berger, Sônia Maria Dantas
Oliveira, Ana Flavia Pires Lucas D
Pougy, Lilia Guimarães
Título en portugués
As relações entre a atenção básica à saúde e os serviços especializados no atendimento a mulheres em situação de violência: um estudo de caso sobre as potencialidades de rede
Palabras clave en portugués
Atenção primária à saúde
Rede
Saúde
Trabalho em equipe
Violência contra a mulher
Violência de gênero
Resumen en portugués
O presente estudo buscou conhecer as relações estabelecidas entre serviços especializados no atendimento às mulheres em situação de violência e serviços de atenção básica à saúde para identificar as potencialidades de construção de uma rede intersetorial para atenção às mulheres em situação de violência. Tomando como ponto de partida a atuação profissional em cada serviço, compreendemos que o trabalho em equipe se refere à tentativa de recompor a fragmentação crescente dos saberes e profissões a partir da construção de um projeto assistencial comum que se vale da articulação das ações e da interação entre os sujeitos como qualidades do trabalho assistencial. Nesta linha, a atuação em rede pressupõe, também, a articulação das ações e interação entre os sujeitos desta rede na composição de um projeto assistencial comum. Metodologicamente, optamos pelo estudo de caso, elegendo a região Centro da cidade do Rio de Janeiro. Realizamos a presente pesquisa a partir da observação institucional de três unidades básicas de saúde e quatro serviços especializados no atendimento às mulheres em situação de violência, dos setores Policial, Orientação Jurídica e Centro Especializado. Agregamos à observação trinta e seis entrevistas com profissionais e gestoras desses serviços. A transcrição das entrevistas e o diário de campo de pesquisa produzido foram submetidos à análise de conteúdo. As potencialidades no que se refere à articulação das ações, interação entre os sujeitos e construção de projetos assistenciais comuns foram analisadas no contexto do interior de cada setor, bem como no que se refere às relações entre os serviços/setores. Constatamos que há uma relação entre a compreensão das profissionais sobre trabalho em equipe e atuação em rede, em que, majoritariamente, se reduzem quer a noção de equipe quer a de atuaç o em rede à 'complementaridade das aç es individuais'. Nesse sentido, a principal questão abordada é a do acesso aos serviços e não a qualidade da atenção recebida. Observamos algumas ações de interação, especialmente referentes ao trabalho dos Centros de Referência, que buscavam um projeto assistencial compartilhado, especialmente nos casos mais complexos. Notamos, também, que as profissionais da Saúde apresentavam certa dificuldade na identificação dos casos de violência de gênero e desconhecimento sobre as possibilidades de atuação junto deles. Contudo, há um fluxo de encaminhamento de mulheres entre determinados serviços, especialmente entre UBS e Centro de Referência com potencial de interação para a construção de projetos assistenciais comuns. Em específico, notamos, ainda, alguns avanços na atenção às mulheres em situação de violência, não obstante, o longo caminho para a efetiva construção desta rede. Constatamos, ainda, um retrocesso pertinente à política municipal para as mulheres verificado na diminuição de recursos e na desativação da Rede Capital, organismo considerado central na construção de um projeto assistencial comum intersetorial para o enfrentamento à violência de gênero
Título en inglés
Relationships between basic health care and specialized services for assisting women in situations of violence: a case study on the potentialities of network
Palabras clave en inglés
Gender-based violence
Health
Network
Primary health care
Teamwork
Violence against women
Resumen en inglés
The present study sought to acknowledge the relationships established between specialized services to assist women in situations of violence and basic health care services to identify the potential for creating an intersectoral network to care for women in situations of violence. Taking as a starting point the professional performance in each service, we understand that teamwork refers to the attempt to recompose the growing fragmentation of knowledge and professions from the construction of a common social service project that uses the articulation of actions and interaction among the subjects as qualities of social service work. In this regard, working in a network also presupposes the articulation of actions and interaction among the subjects of this network in the formation of a common social service project. Methodologically, we decided on the case study, choosing the Downtown region of Rio de Janeiro. We conducted the present research from the institutional observation of three basic health units and four specialized services for assisting women in situations of violence, from the Police, Legal Counseling and Specialized Center sectors. We added to the observation thirty-six interviews with professionals and managers of these services. The transcript of the interviews and the research field diary produced were submitted for content analysis. The potentialities regarding the articulation of actions, interaction among the subjects and the construction of common service projects were analyzed inside each sector context, as well as regarding the relations among the services / sectors. We find that there is a relation between the professionals' understanding of teamwork and networking, in which, mostly, both notions of team and networking are reduced to the 'complementarity of individual actions'. In this sense, the main issue addressed is the access to services and not the quality of care received. We observed some interaction actions, especially regarding the work of the Reference Centers, which sought a shared social service project, especially in the most complex cases. We also noticed that health professionals had some difficulty in identifying cases of gender-based violence and lack of knowledge of possibilities of tackling them. However, there is a flow of women referral between certain services, especially between UBS and Reference Center with potential for interaction for the construction of common social services projects. Specifically, we also note some advances in the attention given to women in situations of violence, despite the long way to the effective construction of this network. We also noted a relevant setback to the municipal policy for women verified in the reduction of resources and the deactivation of Rede Capital, an organism considered crucial in the construction of a intersectoral common social services project to confront gender-based violence
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2020-03-10
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.