• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Giovana Chekin Portella
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Tess, Beatriz Helena Carvalho (Presidente)
Carvalho, Heraclito Barbosa de
Carvalho, Yara Maria de
Sant'Anna, Maria José Carvalho
Título em português
Associação entre o estado nutricional e o desempenho em testes de aptidão física em adolescentes do município de São Caetano do Sul, SP: um estudo transversal
Palavras-chave em português
Adolescente
Aptidão física
Desempenho atlético
Motivação
Obesidade
Resumo em português
Introdução: A Organização Mundial da Saúde, em 2012, estimou que um terço da população de indivíduos de zero a 17 anos tinham excesso de peso. Dieta inadequada e prática insuficiente de atividade física são fatores que contribuem para esse cenário. O incremento da prática de atividade física é parte fundamental do tratamento dos adolescentes com excesso de peso mas pouco se conhece sobre a importância da adequação do tipo da atividade física às capacidades motoras dos jovens obesos. A hipótese do presente estudo é que há diferenças no desempenho nos testes de aptidão física desses adolescentes em comparação com seus pares eutróficos. Espera-se que com esses resultados o estudo possa contribuir para as discussões sobre como aumentar a adesão à prática de atividades físicas nesse grupo de adolescentes. Objetivo: Investigar a associação do estado nutricional com o desempenho em testes de aptidão física em adolescentes escolares. Métodos: Estudo do tipo transversal, retrospectivo, baseado em dados previamente coletados pelo projeto de identificação de potenciais atletas pela Secretaria de Esportes, Lazer e Cultura do município de São Caetano do Sul em 2011 (estudo primário). No estudo atual, foram analisados dados de 3.062 adolescentes (10 a 19 anos incompletos). As variáveis independentes foram gênero, idade, estado nutricional, porcentagem de gordura corporal (protocolo de Slaughter), indicador da maturação biológica (medido pelo Pico de Velocidade de Crescimento) e unidade escolar. As variáveis dependentes foram o desempenho em cinco testes de aptidão física: aptidão cardiorrespiratória (Yo-yo teste), velocidade (corrida de 10 metros), flexibilidade (teste de sentar e alcançar), força de membros superiores (arremesso de medicineball) e força de membros inferiores (salto horizontal). A análise descritiva incluiu frequências absolutas e relativas, médias e desvio-padrão das variáveis estratificadas por gênero. A análise estatística realizada para cada variável dependente utilizou o método estatístico inferencial multivariado denominado Modelo Linear Misto Generalizado. Resultados: 1.563 adolescentes são meninos (51%), 61% estão na faixa etária de 10 a 12 anos (média de idade = 12,6 anos ± 1,8), 35% foram classificados com excesso de peso pelo z-escore do índice de massa corporal (IMC), sendo que a prevalência de sobrepeso nessa amostra foi de 22,8% (95%IC 21,0%-24,0%) e de obesidade 12,5% (95%IC 11,4%-13,8%). Na análise multivariada observou-se que os meninos apresentaram melhor desempenho do que as meninas em todos os testes de aptidão física, exceto em flexibilidade no qual as meninas desempenharam melhor. Ao analisarmos as meninas separadamente, não houve diferença estatisticamente significante no desempenho nos testes de aptidão cardiorrespiratória, velocidade e flexibilidade, quando comparamos as três classificações de estado nutricional. Já nos testes de força de membros superiores e membros inferiores, as meninas com excesso de peso tiveram um melhor desempenho em relação às meninas eutróficas, em ambos os testes. Quanto aos meninos, aqueles com sobrepeso e obesidade demonstraram menor aptidão do que seus pares eutróficos nos testes de aptidão cardiorrespiratória e velocidade. No teste de força de membros superiores, os adolescentes com sobrepeso e obesidade apresentaram resultados melhores do que seus colegas eutróficos. Já nos testes de força de membros inferiores e flexibilidade, os jovens com sobrepeso tiveram desempenho semelhante ao dos seus pares eutróficos. Conclusão: Identificamos particularidades da aptidão física de adolescentes com sobrepeso e obesidade que pode guiar a orientação da prática de atividade física para esses indivíduos. O desempenho no teste de força de MMSS foi melhor entre adolescentes com excesso de peso e força de MMII igual a de seus pares eutróficos. Portanto, exercícios e modalidades de força deveriam ser incluídos no planejamento de atividades físicas desses adolescentes considerando que isso pode promover motivação e adesão à prática de atividade física regular
Título em inglês
Association between nutritional status and performance in physical fitness tests in adolescents from São Caetano do Sul, SP: a cross-sectional study
Palavras-chave em inglês
Adolescent
Athletic Performance
Motivation
Obesity
Physical fitness
Resumo em inglês
Objective: To investigate the association of nutritional status with performance in physical fitness tests in school adolescents. Methods: Retrospective cross-sectional study based on data previously collected in 2011 from all municipal schools of São Caetano do Sul, São Paulo, Brazil. In the current study, data on 3.062 adolescents (10-19 years of age) were analyzed. The independent variables were gender, age, body mass index (BMI) to categorize nutritional status (eutrophic: -2 < BMI z-score < 1, with overweight 1< BMI z-score < 2 and having obesity 2< BMI z-score < 3), percentage of body fat (Slaughter protocol), indicator of biological maturation (measured by Peak Height Velocity). The dependent variables were performance in five physical fitness tests: cardiorespiratory fitness (20m shuttle run test), speed (10-meter run), flexibility (sit and reach test), upper body strength (medicine ball throw) and lower body strength (horizontal jump). The descriptive analysis included absolute and relative frequencies, averages, and standard deviation of the variables, stratified by gender. The statistical multivariate analyses method was the Generalized Mixed Linear Model. Results: 1563 adolescents were boys (51%), mean 12.6 years ± 1.8 (61% were 10 to 12 years old), 35% had excess of weight (third had obesity). In the multivariate analyses, boys performed better than girls in all the physical fitness tests except for flexibility. Considering all three categories of nutritional status, girls performed equally in the cardiorespiratory test, velocity and flexibility. Girls with overweight and obesity did better than their eutrophic peers in both upper and lower body strength tests. As for boys, those who were overweight and with obesity showed lower performance in cardiorespiratory fitness and speed tests than their eutrophic colleagues. In the upper body strength test, adolescents with excess of weight of both genders presented better results than their eutrophic counterparts. In the tests of lower body strength and flexibility, participants with overweight and obesity performed similarly to the eutrophic ones. Conclusion: We identified particularities of physical fitness of adolescents with overweight and obesity that might guide their physical activities plan. They have performed better in upper and lower body strength tests than their eutrophic peers. Thus, the strength exercises should be included in the physical activity plan of these adolescents considering that it may promote motivation and adherence to regular physical activity practice
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-10-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.