• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.5.2020.tde-17102020-133234
Documento
Autor
Nome completo
Ari Alves de Oliveira Junior
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Costa, Elaine Maria Frade (Presidente)
Benute, Glaucia Rosana Guerra
Campos, Alessandro de Oliveira
Spizzirri, Giancarlo
Título em português
Análise do acesso à saúde da população transgênero no Hospital das Clínicas: um estudo quali-quantitativo na perspectiva dos profissionais médicos e dos usuários
Palavras-chave em português
Acesso à saúde
Disparidades em assistência à saúde
Equidade no acesso aos serviços de saúde
Pessoas transgênero
Psicologia social
Saúde pública
Resumo em português
No Brasil, ao longo dos anos a população transgênero vem ganhando visibilidade e tendo direitos reconhecidos em todos os âmbitos da sociedade, marcadamente no campo da saúde coletiva. Entretanto, o preconceito e a discriminação ainda fazem parte do cotidiano da maioria dos sujeitos pertencentes a esta população. No campo da saúde, o preconceito e discriminação podem se tornar elementos constituintes de barreiras simbólicas no acesso à saúde que, articuladas às barreiras de ordem objetiva, tais como a capacitação das instituições e dos profissionais em relação às necessidades de saúde desta população, resultam em prejuízos na assistência. Objetivo: Investigar junto aos médicos atuantes no ICHC-FMUSP e aos usuários, como se dá na atualidade a assistência à população transgênero. Método: Trata-se de uma pesquisa de campo, aplicada, quali-quantitativa e exploratória. O estudo está dividido em duas partes, com os médicos e com usuários do serviço. Resultados: Em relação aos médicos, a partir dos dados e informações coletadas e de sua análise entende-se que disposições pessoais e profissionais dos entrevistados mostraram-se favoráveis para o desenvolvimento da assistência às pessoas transgênero. As sugestões para aprimoramento da assistência foram categorizadas em: ambulatório especializado; capacitação/treinamento; palestras/instrução; incremento da aplicação do princípio da equidade, visibilidade social e institucional; modificações nos fluxos do serviço; além dos que não concordam com medidas específicas visando o acesso dessa população à saúde; e os que não deram sugestões por alegarem pouco conhecimento/informação sobre o tema, ou sem explicação do motivo; e finalmente tratar mais do tema durante a formação médica. Usuários transgêneros: de maneira geral os dados e informações revelaram que a maioria dos entrevistados referem discriminação e preconceito na saúde, satisfação com a assistência prestada na instituição, em especial no serviço especializado. As sugestões para aprimoramento foram categorizadas em: não deram sugestão pois julgam o atendimento bom; sugerem melhoria na formação dos profissionais, voltadas tanto às questões técnicas, quanto nas qualidades humanas como atenção, educação e interesse; sugerem melhorias voltadas aos fluxos e processos, bem como na qualidade e acesso às informações; sugestões ligadas a pautas de representatividade e transparência dos processos e fluxos do processo transexualizador, além de usuários que não deram sugestões. Conclusão: Variáveis associadas: Médicos - natureza da atuação, tempo de atuação, tipo de referência ao gênero, horas na assistência, faixa etária e sexo. Usuários - formação profissional, faixa etária, ocupação e frequência das consultas. Sugestões complementares entre médicos e usuários: educação em saúde, aprimoramento do serviço e visibilidade
Título em inglês
Analysis of access to health of the transgender population at the Hospital das Clínicas: a qualitative-quantitative study from the perspective of medical professionals and users
Palavras-chave em inglês
Equity in access to health services
Health access
Healthcare disparities
Public health
Social psychology
Transgender persons
Resumo em inglês
In Brazil, over the years, the transgender population has gained visibility and recognized rights in all areas of society, especially in the field of collective health. However, prejudice and discrimination are still part of the daily lives of most individuals belonging to this population. In the field of health, prejudice and discrimination can become elements of symbolic barriers to access to health that, combined with objective barriers, such as the capacity of institutions and health care professionals in relation to the health needs of this population, result in problems in health care. Objective: to investigate with the physicians and patients at the ICHC-FMUSP, how the assistance to the transgender population is currently provided. Method: this is a field, applied, quali-quantitative and exploratory research. The study is divided into two parts, with physicians and users. In relation to physicians, based on the data and information collected and its analysis, it is clear that the interviewed professionals were favorable for the development of assistance to transgender people. The suggestions for improvement of care were categorized: specialized outpatient clinic; training/training; increased application of the principle of equity, social and institutional visibility; changes in service processes; in addition to those who do not agree with specific actions for this population to access health; lectures/instruction; as well as those who did not provide suggestions for alleged little knowledge/ information on the subject, or without an explanation; and finally, to address the subject more during the school years. Transgender users: in general, the data and information revealed that most respondents refer to discrimination and prejudice, satisfaction with the assistance provided at the institution, especially in the specialized service. The suggestions for improvement were categorized as follows: those who did not give suggestions because they think the service is good; those who suggest improvement in the training of professionals, focused both on technical issues, as well as on human qualities such as attention, education and interest; they suggest improvements focused processes, as well as on quality and access to information; suggestions related to the representativity and transparency of transsexualization process, besides users that did not have suggestions. Conclusion: Associated Variables: Doctors - field of activity, time of practice, type of reference to gender, hours of assistance, age group and sex. Users - professional training, age group, occupation and frequency of appointments. Complementary suggestions among doctors and users: health education, service improvement and visibility
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-10-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.