• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.5.2021.tde-25102021-135123
Documento
Autor
Nome completo
Isabel Alves Feitosa Maciel
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2021
Orientador
Banca examinadora
Vasconcelos, Dewton de Moraes (Presidente)
Barros, Myrthes Anna Maragna Toledo
Gomes, Hélio Rodrigues
Sato, Maria Notomi
Título em português
Caracterização e clonotipagem dos linfócitos T antígeno específicos em pacientes portadores de neurocriptococose
Palavras-chave em português
Criptococose
Cryptococcus gattii
Cryptococcus neoformans
Epidemiologia da criptococose
Fatores de virulência
Meningite criptocócica
Pacientes imunocompetentes
Resposta imune na criptococose
Resumo em português
A neurocriptococose é uma infecção causada por fungos do gênero Cryptococcus spp. O C. neoformans afeta principalmente indivíduos imunossuprimidos, particularmente, pacientes portadores da síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS), enquanto o C. gattii afeta geralmente indivíduos imunocompetentes sem histórico prévio de doenças ou de alguma outra forma de comprometimento do sistema imune. Neste estudo foi produzido um lote de antígenos a partir das cepas de C. neoformans (VNI-VNIV) e C. gattii (VGI-VGIV) para avaliação da secreção de IFN- pelo método Elispot após estímulos com os antígenos de C. neoformans e C. gattii em células mononucleares de sangue periférico de quatorze indivíduos controles saudáveis sendo: cinco ecoturistas, dois micologistas, três tratadores de aves, e quatro indivíduos sem relatos de atividades ocupacionais relacionadas a frequente exposição ao fungo. Os resultados mostraram aumento significativo da secreção de IFN- no grupo de ecoturistas, micologistas e tratadores de aves em relação ao grupo de indivíduos sem relato de exposições ocupacionais a esses agentes. Nossos resultados sugerem que o aumento significativo da secreção de IFN- pode estar relacionado com as contínuas exposições ao fungo a que esse grupo se submete, assim como com resposta imunológica de memória antígeno específica desenvolvida durante a exposição aos Cryptococcus. Neste estudo também avaliamos, por citometria de fluxo, a população de linfócitos T CD4+ e subpopulações quanto ao estado de ativação e maturação de oito pacientes hospitalizados com neurocriptococose e oito indivíduos controles saudáveis. Os pacientes apresentaram aumento significativo das subpopulações T CD4+, T regulatória CD4+CD25+CD127low, CD4+CD25+CD127+high, células T CD4+CD45RA+CCR7- de memória efetora terminalmente diferenciada (TEMRA) e CD4+CD45RA-CCR7- de memória efetora (TME). Observamos ainda diminuição significativa dos linfócitos totais, células T CD4+CD45RA+CCR7+ (naïve) e CD4+CD45RA-CCR7+ de memória central (TMC). As células T CD4+ e T CD4+ não mostraram diferenças estatísticas significativas entre os grupos de estudo. Esses resultados sugerem que a resposta imunológica desses pacientes esteja sofrendo alterações na maturação e diferenciação dos linfócitos T e pode estar relacionado com os fatores de virulência do fungo que interferem em diversos mecanismos das células tanto da resposta imune inata como adaptativa, assim como com possíveis distúrbios de regulação entre as respostas imunes Th1 e Th2 durante a infecção por Cryptococcus
Título em inglês
Characterization and clonotyping of antigen specific T lymphocytes in patients with neurocryptococcosis and exposed individuals
Palavras-chave em inglês
Cryptococcal meningitis
Cryptococcosis
Cryptococcus gattii
Cryptococcus neoformans
Epidemiology of cryptococcosis
Immune response in cryptococcosis
Immunocompetent patients
Virulence factors
Resumo em inglês
Neurocriptococcosis is an infection caused by fungi of the genus Cryptococcus spp. C. neoformans mainly affects immunosuppressed individuals, particularly patients with acquired immunodeficiency syndrome (AIDS), while C. gattii generally affects immunocompetent individuals without prior history of disease or any other form of impairment of the immune system. This study produced a lot of antigens from strains of C. neoformans (VNIVNIV) and C. gattii (VGI-VGIV) for evaluation of IFN- secretion by Elispot method after stimulation with C. neoformans antigens and C. gattii in peripheral blood mononuclear cells of fourteen healthy control subjects, being: five ecotourists, two mycologists, three poultry keepers, and four individuals without reports of occupational activities with frequent exposure to the fungus. The results showed a significant increase in IFN-secretion in the group of ecotourists, mycologists and bird keepers in relation to the group of individuals without reports of occupational exposures to these agents. Our results suggest the significant increase in IFN- secretion may be related to the continuous exposure of these groups of individuals to the fungus, as well as to the specific antigen memory immune response developed during exposure to Cryptococcus. In this study we also evaluated by flow cytometry, the population of CD4+ T lymphocytes and subpopulations as to the activation and maturation status of eight hospitalized patients with neurocriptococcosis and eight healthy control subjects. The patients showed a statistically significant increase in the subsets T CD4+, regulatory T CD4+CD25+CD127low, CD4+CD25+CD127+high, CD4+CD45RA+CCR7- terminally differentiated effector memory cells (TEMRA) and CD4+CD45RA-CCR7- effector memory (TEM). Significant decrease in total lymphocytes, CD4+CD45RA+CCR7+ cells (naïve) and CD4+CD45RA-CCR7+ central memory (TCM). The T CD4+ and T CD4+ cells did not show significant statistic difference between the studied groups. These results suggest that the immune response of these patients is being affected in the maturation and differentiation of T lymphocytes, which may be related to fungal virulence factors that interfere with several cell mechanisms, affecting both innate and adaptive immune responses, as well as possible regulatory disorders of Th1 and Th2 immune responses during Cryptococcus infection
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2021-10-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.