• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2013.tde-10052013-104258
Documento
Autor
Nome completo
Ana Karina Alves Moura
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Sotto, Mirian Nacagami (Presidente)
Romiti, Ricardo
Bagatin, Ediléia
Cintra, Maria Letícia
Sato, Maria Notomi
Título em português
Estudo da imunidade inata na rosácea: células de Langerhans, células dentríncas pasmocitóides, receptores toll-like e expressão da forma induzida da enzima óxido nítrico sintase em biópsias de pele
Palavras-chave em português
Células de Langerhans
Células dendríticas plasmocitóides
Imunidade inata
Óxido nítrico sintase
Receptores toll-like
Rosácea
Resumo em português
Introdução: Rosácea é uma doença inflamatória cutânea crônica relativamente comum, com incidência que varia de 2 a 10%. Caracteriza-se pelo surgimento de pápulas e pápulo-pustulas, eritema e telangiectasias precedidas por episódios de flushing. Apesar de não ser doença que comprometa o estado geral dos doentes, por ter acometimento preferencial da face, representa problema estético acentuado que interfere na socialização e qualidade de vida dos doentes. A etiologia da rosácea permanece incerta. A participação da imunidade inata tem sido implicada recentemente. Objetivo: Este estudo avaliou o envolvimento da imunidade inata na patogenia da rosácea através de pesquisa de células de Langerhans, células plasmocitóides (PDC), receptores "toll-like" (TLR) e expressão da forma induzida da enzima óxido nítrico sintase (iNOS) em biopsias de pele de pacientes com diagnóstico de rosácea. Métodos: Biopsias de 28 pacientes com diagnóstico clínico e histopatológico de Rosácea foram classificadas de acordo com características histopatológicas em Rosácea Granulomatosa (RG) (n = 10) e Rosácea Não Granulomatosa (RNG) (n = 18), e submetidas à técnica imunoistoquímica para demonstração de células de Langerhans (anticorpo anti-CD1a) (n = 26), PCD (anticorpo anti- CD123) (n = 24) e expressão dos receptores toll-like 2 e 4, bem como da forma induzida da óxido nítrico sintase (iNOS) (n = 28). Todos foram comparados com controles de pele normal (n = 15). Resultados: A população de células de Langerhans epidérmicas foi menor no grupo rosácea. Foram encontradas PDC dérmicas isoladas ou agrupadas no grupo rosácea, representando um novo dado no estudo da sua etiopatogenia. A expressão de TLR 2, TLR 4 e iNOS foi maior no grupo rosácea do que no grupo controle, estando distribuída com forte predominância na epiderme e anexos. Não houve diferença dos achados entre os grupos RG e RNG. Conclusão: Demonstrou-se, pela primeira vez, a presença de PDC nas lesões de rosácea. Juntamente com os outros marcadores estudados, os resultados apresentados confirmam a participação da imunidade inata na patogênese da rosácea através de mecanismos interdependentes e associados
Título em inglês
Inate immunity in rosacea: Langerhans cells, plasmacytoid dentritic cells, toll-like receptors and inducible oxide nitric synthase (iNOS) expression in skin specimens
Palavras-chave em inglês
Dendritic cells
Immunity innate
Langerhans cells
Nitric oxide synthase
Rosacea
Toll-like receptors
Resumo em inglês
Introduction: Rosacea is a common, chronic inflammatory condition with a reported prevalence between 2 and 10%. The disease has a variety of clinical manifestations that include flushing, persistent erythema, papules, pustules and telangiectasia. Because the facial skin is the predominant site of involvement, many patients sense that rosacea alters their social interactions affecting quality of life. The etiology of rosacea remains unknown. Recent studies have suggested that aberrant innate immunity is central to this disease. Objective: The aim of the present study was to examine the presence of Langerhans cells, plasmacytoid dentritic cells (PDC), and the expression of toll-like receptors (TLR) and inducible oxide nitric synthase (iNOS) in skin of patients with rosacea, in order to highlight the participation of innate immunity in the pathogenesis of this disease. Methods: 28 biopsy specimens were taken from patients with clinical and histopathological findings of rosacea. The samples were classified as Granulomatous rosacea (GR) (n= 10) or Non-Granulomatous rosacea (NGR) (n =18) according to histopathological features. Immunohistochemical demonstration of Langerhans cells (anti-CD1a antibody) (n = 24), PDC (anti-CD 123 antibody) (n = 26), TLR 2, TLR 4 and iNOS (n = 28) was performed in skin samples. The results were compared to normal skin control group (n = 15). Results: The number of Langerhans cells was lower in rosacea group than in control group. PDC were found in skin samples of rosacea as isolated cells and forming small clusters which represents a new contribution to the researches of its etiology. Expression of TLR2, TLR4 and iNOS was higher in rosacea samples than in normal skin controls, predominatly located in epidermal and adnexal structures. The comparison between GR and NGR groups did not show significant statistical difference. Conclusion: This research demonstrates, for the first time, the presence of PDC in lesions of rosacea, which together with the other results of this study, ratifies the existence of an altered innate immunity in pathogenesis of rosacea
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-05-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.