• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2014.tde-06082014-103109
Documento
Autor
Nome completo
Luciena Cegatto Martins Ortigosa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Benard, Gil (Presidente)
Pires, Mario Cezar
Porro, Adriana Maria
Oyafuso, Luiza Keiko Matsuka
Romiti, Ricardo
Título em português
Avaliação da resposta imune anti-Mycobacterium tuberculosis em pacientes com psoríase moderada a grave submetidos à terapia com inibidor de fator de necrose tumoral, infliximabe
Palavras-chave em português
Anticorpos monoclonais
ELISPOT
Fator de necrose tumoral alfa
Infliximabe
Psoríase/terapia
Tuberculose
Resumo em português
O tratamento de pacientes apresentando doenças inflamatórias imunomediadas com drogas anti-TNF-alfa aumenta o risco da reativação da tuberculose. Isso sugere que tais drogas possam afetar a imunidade celular destes. No entanto, há dados conflitantes sobre se esse tratamento suprime as respostas para o teste tuberculínico (TT) e os ensaios de liberação de interferon-gama (IGRAs) e poucos dados em pacientes com psoríase. O presente estudo avaliou pacientes com psoríase moderada a grave enfocando os efeitos do tratamento com infliximabe em suas respostas imunológicas celulares. Foram avaliadas as respostas imunes celulares de doze pacientes antes e durante o tratamento com infliximabe. As células mononucleares do sangue periférico (PBMC) foram estimuladas com a fito-hemaglutinina (PHA), o superantígeno enterotoxina B (SEB), um lisado de citomegalovírus (CMV), e antígenos de Mycobacterium tuberculosis, e a ativação de linfócitos foi avaliada por ELISPOT para enumerar células secretoras de IFN-y, por ELISA para detecção da secreção de IFN-y, e através da incorporação de[3H] timidina para medir a proliferação. O tratamento com infliximabe não levou à redução de INF-y e da resposta linfoproliferativa nos pacientes. Pelo contrário, aumentou a liberação desta citocina em culturas de PBMC estimulados com PHA e SEB por 12 h. Este efeito foi mais notado no pico do efeito clínico do agente anti-TNF (7 semanas de tratamento) e menos proeminente no seu nadir (logo antes da infusão da próxima dose). Reatividade imunitária ao CMV também não foi significativamente afetada, notando-se leve aumento pelo agente anti-TNF. É de se notar que secreção de IFN-y e resposta proliferativa a Mtb dos dois pacientes TT positivos foram, também, visivelmente aumentadas na semana 7, declinando quando infliximabe atingiu o seu nadir. Os efeitos deletérios do bloqueio do TNF em pacientes com psoríase grave, submetidos ao tratamento com infliximabe parecem ser atenuados, pelo menos parcialmente, por um efeito de aumento na imunidade mediada por células desses pacientes, possivelmente pela diminuição da ação imunossupressora decorrente do excesso de TNF
Título em inglês
Evaluated of immune responses anti-Mycobacterium tuberculosis in patients with psoriasis moderade to severe undergoing treatment with TNF blocking agent, infliximab
Palavras-chave em inglês
ELISPOT
Infliximab
Monoclonal antibodies
Psoriasis/therapy
Tuberculosis
Tumor necrosis factor alpha
Resumo em inglês
Treatment of patients with immune-mediated inflammatory diseases with anti-TNF agents increases the risk of tuberculosis reactivation, suggesting that it may affect their cellular immune response. However, there are conflicting data on whether anti-TNF treatment suppresses the responses to tuberculin skin test (TST) and interferon-y release assays and no information regarding psoriasis patients on anti-TNF treatment. The present study evaluated patients with moderate to severe psoriasis focusing on the effects of treatment with infliximab on their cellular immune responses. Cellular immune responses of twelve patients were evaluated before and during infliximab treatment. Peripheral blood mononuclear cells (PBMC) were stimulated with phytohemaglutinin (PHA), the superantigen enterotoxin B (SEB), a cytomegalovirus lysate (CMV), and Mycobacterium tuberculosis antigens, and the lymphocyte activation was evaluated by ELISPOT for enumeration of IFN-y-secreting cells, ELISA for detection of secreted IFN-y, and by [3H]thymidine incorporation for proliferation measurement. Treatment with infliximab does not lead to reduction in the INF-y and lymphoproliferative responses of patients. It rather increased the overnight release of this cytokine in PBMC cultures stimulated with PHA and SEB. This effect was most noted at the peak of the clinical effect of the anti-TNF agent (week 7 of treatment) and less prominent at its nadir (just before infusion of the next dose). Immune reactivity to CMV was also either unaffected or slightly increased by the TNF blocking agent. Of note, the IFN-y and proliferative responses to Mtb from the two TST-responder patients were also remarkably increased at week 7, declining when infliximab reached its nadir. The deleterious consequences of TNF blockade in patients with severe psoriasis undergoing infliximab treatment may be in part attenuated by an enhancing effect on the cell mediated immunity of the patients, possibly due to the abbreviation of the immunosuppressive effect of TNF overexpression
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-08-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.