• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Valério Marcelo Vasconcelos do Nascimento
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Rochitte, Carlos Eduardo (Presidente)
Lopes, Marly Maria Uellendahl
Santos Filho, Raul Dias dos
Uchida, Augusto Hiroshi
Título em português
Escore eletrocardiográfico de isquemia miocárdica e angiotomocoronariografia em pacientes diabéticos tipo 2
Palavras-chave em português
Angina pectoris
Coronariopatia
Isquemia miocárdica
Teste de esforço
Tomografia computadorizada
Resumo em português
Introdução. Numerosos estudos avaliaram a acurácia diagnóstica do teste ergométrico quando comparado ao seu padrão-ouro: a cineangiocoronariografia invasiva. Todavia, poucos estudos avaliaram o desempenho diagnóstico do teste ergométrico, e sua interpretação mais contemporânea, confrontando-o com a angiografia coronária por tomografia computadorizada. Este é o primeiro estudo que correlaciona dados da angiografia coronária por tomografia computadorizada com dados do teste ergométrico em diabéticos assintomáticos. Objetivo. Este estudo teve como objetivo principal comparar um escore eletrocardiográfico de isquemia miocárdica com a interpretação convencional do teste ergométrico tendo como referência a angiografia coronária por tomografia computadorizada em pacientes diabéticos assintomáticos. Métodos. Foram avaliados pacientes diabéticos sem história de coronariopatia prévia, que foram submetidos a angiografia coronária por tomografia computadorizada, escore de cálcio e teste ergométrico. Resultados. Foram avaliados 98 pacientes, 64% mulheres, com idade média de 55 (+ 6 anos). Placas coronárias foram detectadas em 43 (44%) pacientes, sendo que em 38 (39%) casos o escore de cálcio foi superior a zero. Em 16% dos casos observou-se estenose coronária > 50%. O teste ergométrico foi positivo em 08 casos, dos quais 05 apresentaram estenose coronária > 50%, 02 casos apresentam lesões inferiores a 50% e 01 caso não apresentou placas coronárias, resultando em uma sensibilidade de 21,2%, especificidade 97,7% e acurácia de 64,9%. Confrontando o escore eletrocardiográfico de isquemia miocárdica com a presença de lesões significativas, obteve-se uma sensibilidade de 38,4%, especificidade de 94,1% e acurácia de 86,7%. Quando se correlacionou o escore de isquemia com o escore de cálcio foram obtidos uma sensibilidade de 63,6%, especificidade de 86,1% e acurácia de 79%. O ponto de corte do escore eletrocardiográfico de isquemia miocárdica para melhor identificação de DAC obstrutiva significativa foi de 04 pontos. Conclusão. A aplicação do escore eletrocardiográfico de isquemia miocárdica resultou em melhora da sensibilidade e da acurácia do teste ergométrico para avaliação de DAC obstrutiva significativa pela angiografia coronária por tomografia computadorizada, em diabéticos assintomáticos
Título em inglês
Electrocardiographic score of myocardial ischemia and coronary computed tomography angiography in patients with type 2 diabetes
Palavras-chave em inglês
Angina pectoris
Coronary disease
Exercise test
Myocardial ischemia
Tomography X-Ray Computed
Resumo em inglês
Introduction. Several studies have evaluated the diagnostic accuracy of the exercise test when compared to its gold standard: invasive coronary angiography. However, few studies have evaluated the diagnostic performance of the exercise test, and its more contemporary interpretation, comparing it with coronary angiography by computed tomography. This is the first study to correlate coronary angiography data by computed tomography with exercise test data in asymptomatic patients with type 2 diabetes. Objective. The aim of this study was to compare an electrocardiographic myocardial ischemia score with the conventional interpretation of the exercise stress test using coronary angiography by computed tomography as a gold standard in asymptomatic diabetic patients. Methods. We evaluated diabetic patients without previous history of coronary artery disease who underwent coronary angiography by computed tomography, calcium score and exercise test. Results. We evaluated 98 patients, 64% women, with an average age of 55 (+ 6 years). Coronary plaques were detected in 43 (44%) patients, and in 38 (39%) cases the calcium score was higher than zero. Coronary stenosis > 50% was observed in 16% of the cases. The exercise test was positive in 08 cases, of which 05 had coronary stenosis > 50%, 02 cases had lesions lower than 50% and 01 had no coronary plaques, resulting in a sensitivity of 21.2%, specificity of 97.7% and accuracy of 64.9%. Confronting the electrocardiographic score of myocardial ischemia with the presence of significant lesions, a sensitivity of 38.4%, specificity of 94.1% and accuracy of 86.7% was obtained. When this electrocardiographic score was correlated with the calcium score, a sensitivity of 63.6%, specificity of 86.1% and accuracy of 79% was obtained. The cutoff point of the electrocardiographic myocardial ischemia score for better identification of significant obstructive CAD was 4 points. Conclusion. The application of the electrocardiographic score of myocardial ischemia resulted in improved sensitivity and accuracy of the exercise test for the evaluation of significant obstructive CAD by coronary angiography by computed tomography in asymptomatic patients with type 2 diabetes
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-10-29
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.