• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2013.tde-25092013-111709
Documento
Autor
Nome completo
Eduesley Santana Santos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Lima, José Jayme Galvão de (Presidente)
Dallan, Luis Alberto Oliveira
Macedo, Etienne Maria Vasconcellos de
Hajjar, Ludhmila Abrahão
Magro, Marcia Cristina da Silva
Título em português
N-acetilcisteína na prevenção da lesão renal aguda em pacientes com doença renal crônica submetidos à cirurgia eletiva da revascularização miocárdica : estudo prospectivo, randomizado e duplo-cego
Palavras-chave em português
Acetilcisteína
Ensaio clínico controlado aleatório
Estresse oxidativo
Estudos prospectivos
Insuficiência renal crônica
Lesão renal aguda/fisiopatologia
Revascularização miocárdica
Resumo em português
Introdução: Pacientes com doença renal crônica (DRC) têm maior probabilidade de desenvolver complicações no pós-operatório. O efeito da N-acetilcisteína (NAC) na prevenção da lesão renal aguda (LRA) associada à cirurgia cardíaca é controvertido. As principais causas desta controvérsia residem na não uniformidade dos critérios para definir a LRA e nas doses da NAC empregadas. Objetivos: O objetivo primário foi avaliar o efeito renoprotetor da NAC em pacientes com DRC durante as primeiras 72 horas depois de cirurgia de revascularização miocárdica eletiva, recorrendo à classificação AKIN, um critério de diagnóstico internacionalmente validado, para definir a LRA e utilizando doses de máximas de NAC sancionadas para uso clínico. Os objetivos secundários foram verificar o impacto do tratamento sobre o estresse oxidativo, morbimortalidade, necessidade de diálise durante a internação e sobre outros marcadores envolvidos na fisiopatologia da LRA. Métodos: estudo prospectivo e duplo-cego em 70 pacientes com DRC estágios 3 e 4 submetidos à revascularização miocárdica cirúrgica eletiva aleatorizados para receber NAC 150 mg/kg IV (dose de ataque) iniciada 2 h antes da cirurgia, seguida por 50 mg/kg IV em 6 horas (grupo NAC) ou solução de NaCl 0,9% IV (grupo Controle). Resultados: A incidência da LRA foi reduzida no grupo NAC (57,1% versus 28,6%, p=0,016). O não uso da NAC (RR= 5,98 IC 95% -2,86 A -0,28, P= 0,015) e a circulação extracorpórea (CEC) (RR= 6,39, IC 95% -2,98 a -0,34, p= 0,012) foram preditores independentes da LRA. Em pacientes tratados com CEC a NAC reduziu o risco de LRA de 63% para 46%. Nos Controles o estresse oxidativo foi elevado (p= 0,01) nas 72 h de pós-operatório. No grupo NAC esta resposta foi abolida. Outros marcadores da LRA foram também mais elevados nos Controles: Cistatina C (p< 0,001) e Neutrophil Gelatinase Associated Lipocalin , NGAL (p= 0,002). Os níveis de proteína C reativa e a incidência da morbimortalidade foram semelhantes entre os grupos. Nenhum paciente necessitou de diálise. Conclusões: A NAC, empregada em doses máximas, reduz a incidência de LRA em pacientes com DRC submetidos à cirurgia de revascularização miocárdica, abole a resposta do estresse oxidativo associado à ocorrência da LRA e reduz o impacto negativo da CEC na função renal
Título em inglês
N-acetylcysteine in the prevention of acute kidney injury in patients with chronic kidney disease undergoing elective coronary artery bypass graft surgery: a prospective, randomized, and double-blind controlled trial
Palavras-chave em inglês
Acetylcysteine
Acute kidney injury
Myocardial revascularization
Oxidative stress
Prospective studies
Randomized controlled trial
Renal insufficiency chronic
Resumo em inglês
Introduction: Post-operative complications are frequent among patients with chronic kidney disease (CKD). The renoprotective effect of N-acetylcysteine (NAC) in patient undergoing myocardial revascularization is controversial, mainly because of differences in the doses of NAC administered and to different criteria to define acute kidney injury (AKI). Objectives: The primary objective was to evaluate the renoprotective effect of NAC in patients with CKD, stages 3 or 4, undergoing elective coronary artery bypass graft (CABG), with or without cardiopulmonary bypass (CPB), during the first 72 h post-operative. We used a validated criterion to define AKI (AKIN classification) and a maximum IV dose of NAC sanctioned for clinical use. The secondary objectives were to assess the effect of NAC on oxidative stress and other surrogate markers of renal lesion (C Cystatin and Neutrophil Gelatinase Associated Lipocalin, NGAL) and on morbimortality and the need of post-operative dialysis during hospitalization. Methods: this was a prospective double-blind study in 70 stages 3 or 4 CKD patients undergoing CABG randomized to receive either NAC 150 mg/kg IV (induction) started 2 h before surgery, followed by 20 mg/kg IV for 6 h (group NAC) or 0.9 saline IV (group Control). Results: The incidence of AKI was reduced in the group NAC (57.1% versus 28.6%, p=0.016). Non use of NAC (RR= 5.98 95% IC -2.86 to -0.28, p= 0.015) e CPB (RR= 6.39, 95% IC -2.98 to -0.34, p= 0.012) were independent predictors of AKI. NAC also reduced the incidence of AKI from 63% to 46% in patients treated with CPB. Oxidative stress was increased in the Control group (p= 0.01) while it was abolished in patients receiving NAC. Circulating C Cystatin (p< 0.001) and NGAL (p= 0.002) were also reduced by NAC. C-reactive protein and the incidence of death and cardiovascular events were not influenced by NAC. No patient needed dialysis during hospitalization. Conclusions: Maximum IV doses of NAC reduces the incidence of AKI in patients with pre-existing CKD undergoing elective CABG, abolishes oxidative stress and mitigate the negative effect of CPB on renal function
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-09-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.