• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.48.2021.tde-19102021-102826
Documento
Autor
Nome completo
Graziano Aparecido da Costa Freitas
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2021
Orientador
Banca examinadora
Almeida, Rogério de (Presidente)
Beccari, Marcos Namba
Oliveira, Louis José Pacheco de
Título em português
Pensamento trágico e filosofia da educação: a contribuição dos Sofistas para a educação contemporânea
Palavras-chave em português
Ensino de Filosofia
Filosofia da Educação
Filosofia Trágica
Pedagogia da escolha
Resumo em português
O objetivo desta dissertação de mestrado é estudar a filosofia trágica de Clément Rosset, em consonância com Friedrich Nietzsche, tendo como base uma discussão teórico-conceitual a partir de Lógica do Pior e Antinatureza, duas de suas obras com o mesmo subtítulo elementos para uma filosofia trágica. Conceituando as noções de nada, acaso e convenção, o trágico, traduzido por uma filosofia terrorista, é aprofundado em contraposição ao pensamento naturalista que recusa o real e a aprovação incondicional da vida. Pela constante denegação e silenciamento da filosofia trágica ao longo de toda a história da Filosofia oficial, buscamos revelar a ausência do pensamento trágico a partir da investigação do ensino de Filosofia no Brasil Colônia desde o seu ingresso através dos jesuítas até o período da Ditadura Militar. E para dialogar com tais concepções, oferecemos à educação contemporânea uma reflexão e uma proposta sob a perspectiva de uma filosofia trágica firmada na experiência histórica dos Sofistas, cuja influência educativa ligada à experiência, à opinião e à ocasião sustentará, teoricamente, uma crítica ao modo como o ensino de Filosofia tradicionalmente ocorre na Educação Básica. Desse modo, apresentamos, ainda, a pedagogia da escolha, por meio da suspensão da crença, da experiência estética e dos itinerários de formação, que se constituem como possibilidade de substituição à repetição e à padronização dos métodos pedagógicos tradicionais. Por conseguinte, através das teorias explicitadas e de uma metodologia qualitativa, exploratória e perspectivista, reunimos Nietzsche, Rancière e Rosset para compreender a necessidade do afeto, da contingência e da felicidade como elementos indispensáveis na construção do saber.
Título em inglês
Tragic thought and philosophy of education: the contribution of the Sophists to contemporary education.
Palavras-chave em inglês
Pedagogy of choice
Philosophy of Education
Philosophy Teaching
Tragic Philosophy
Resumo em inglês
This masters dissertation has as objective study the tragic philosophy of Clément Rosset, concomitantly with Friedrich Nietzsche, based in a theoretical-conceptual discussion from Rossets LAnti-nature and Logique du pire books, which explores the same elements of a tragedy philosophy. As the study presents the concepts of nothing, random and convention, the current extreme translation of the tragic philosophy is deepened in antithesis to the naturalistic thinking, which refused the real and lifes unconditional approval. As a consequence of the constant denial and silencing of the tragic philosophy over the history of the official Philosophy, we reveal the tragedys thinking absence by investigating the Philosophy teaching in Brazil, since implemented by the jesuits as Colony until the Military Dictatorships period. To extend tragedy philosophys concepts, we offered to the contemporaneous education a reflection and a proposal from the perspective of the tragic philosophy based on historical Sophists knowledge, whose educational influence linked to experience, opinion, and the occasion would support, theoretically, a critique of the traditional educational method of Philosophy in Basic Education. Moreover, we present the pedagogy of choice, that by suspension of the beliefs, the aesthetic experience, and the formation itinerary, can substitute the repetition and the standardization of the traditional teaching methods. Additionally, through explicit theories and a qualitative, exploratory, and perspectivist methodology, we convene Nietzsche, Rancière, and Rosset to comprehend the need for affection, contingency, and happiness as necessary elements in constructing knowledge.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2021-10-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2023. Todos os direitos reservados.