• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.48.2017.tde-29032017-160737
Documento
Autor
Nome completo
Robson Pereira Calça
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Francisco, Maria de Fatima Simoes (Presidente)
Boto, Carlota Josefina Malta Cardozo dos Reis
Piva, Paulo Jonas de Lima
Santos, Rodison Roberto
Souza, Maria das Graças de
Título em português
Política e educação pública em Diderot: noção de escola pública como centro de uma política das luzes
Palavras-chave em português
Diderot
Educação
Iluminismo
Mérito
Público
Resumo em português
Nesta tese concentro-me em duas propostas de educação pública que Denis Diderot projeta para a Rússia - assim como no pensamento político que lhes dá origem. Para tanto, analiso textos pouco estudados de Diderot e de seus interlocutores (sobretudo da década de 1770), como: Mémoires pour Catherine II; Observations sur le Nakaz; e o próprio Nakaz, de Catarina II; além de grande parte da correspondência do filósofo francês. Em tais textos, Diderot revela um pensamento político mais completo e até mesmo mais autoral do que em obras de outros períodos. Os projetos de educação pública que aqui examino, assim como o pensamento político que os concerne, são, indubitavelmente, os mais representativos daquilo que significou o período das luzes, seja pelo que neles há de tradição política e educacional, seja pelo que há de inovador e arrojado nas aspirações iluministas de reforma geral da sociedade. Aspirações que fazem com que as próprias propostas de educação pública de Diderot insiram-se em um intento maior, que marca toda a trajetória filosófica do pensador: a construção de uma nova ordem política e social, por meio do maior fomento possível e da difusão máxima das luzes. A proposta educacional de Diderot, como um todo, situa-se no cerne deste intento; constitui-se como parte dele, mas não como uma parte qualquer. Demonstro que, sem a educação pública, a reforma institucional que Diderot formula para a Rússia, assim como o conjunto de seu pensamento sobre o homem em seu estado civil, perde a sua própria razão de ser: a superação da ignorância e tudo o que a fomenta - como a tirania, o fanatismo e a desigualdade de direitos. Demonstro ainda como Diderot encontra no interior das escolas setecentistas (sobre as quais desfere as mais duras críticas) um critério de justiça com o qual visa corrigir toda a sociedade: o mérito individual. Então, sem me descuidar do contexto histórico, traço as raízes filosóficas destas propostas de Diderot, a fim de melhor compreender as relações que ele estabelece entre educação e política; conhecimento e justiça; instrução e progresso.
Título em inglês
Politics and public education in Diderot notion of public school as the center of a politics of lights
Palavras-chave em inglês
Diderot
Education
Enlightenment
Merit
Public
Resumo em inglês
In this dissertation, I focus on two proposals for public education that Diderot designs for Russia - as well as on the political thought that gives rise to them. To this end, I analyze some texts of Diderot and his partners (mainly from the 1770s) that do not use to be carefully studied by scholars, such as: Memoires pour Catherine II; Observations sur le Nakaz; and Nakaz itself, written by Catherine II; besides that, I also analyze most of the letters written by the French philosopher. In these texts, Diderot reveals a more complex and original political thought in comparison with works of others periods. The public educational projects that I examine here, as well as the political thought regarding them, are undoubtedly the most representative of what Enlightenment meant, considering both what is in its political and educational tradition and what is innovative and audacious in the Enlightenment's aspirations for the general reform of society. These aspirations make Diderots public education proposal takes part of a greater ambition, which marks all the philosophical journey of the thinker: the building of a new social and political order, through the largest possible promotion and dissemination of knowledge. The public education plan proposed by Diderot as a whole is the core of this intent; it is constituted as part of it, but it is not any part. I demonstrate that, without public education, the institutional reform that Diderot proposes for Russia, as well as the whole of his thinking about the man in his civil status, loses its own reason of being: the overcoming of ignorance and everything that encourages it - such as tyranny, bigotry and inequality of rights. I also show how Diderot finds in the schools of the 18th century (that are strongly criticized by him) a criterion of justice through which he will aim at correcting the entire society: the individual merit. Thus, without neglecting the historical context, I trace the philosophical roots of Diderot's proposals in order to better understand the relations that he establishes between education and politics; knowledge and justice; education and progress.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-04-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.