• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.48.2013.tde-27062013-124505
Documento
Autor
Nome completo
Marcia Luiza Pires de Araújo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Mate, Cecilia Hanna (Presidente)
Biccas, Maurilane de Souza
Bittencourt, Circe Maria Fernandes
Silva, Iliada Pires da
Veiga, Cynthia Greive
Título em português
A escolarização de crianças negras paulistas (1920-1940)
Palavras-chave em português
Década de 1920 a 1940
Direito social e biológico
Escola nova
História da educação
Negros
São Paulo
Resumo em português
Apontando a necessidade de problematizar os trabalhos que tendem a generalizar (e branquear) as relações escolares da escola paulista nas primeiras décadas do século XX, e partindo da hipótese que os negros, obstante às limitações, frequentaram os grupos escolares nesse período, a tese pretendeu discutir a escolarização de crianças negras na cidade de São Paulo. O período que compreende os anos de 1920-1940 marca as transformações das estruturas econômicas, sociais, políticas e ideológicas da cidade de São Paulo, e as discussões sobre a necessidade de democratizar a educação popular no sentido de alfabetizar as massas também se faziam presentes. Para realizar a análise utilizamos pesquisa bibliográfica e investigação documental. Com base nos jornais da imprensa negra paulista, que tratavam das aspirações por educação e instrução profissional, nas pesquisas etnológicas realizadas pelo Departamento de Cultura da Prefeitura Municipal de São Paulo na década de 1930, nos depoimentos de famílias negras da Coleção Memória da Escravidão em Famílias Negras de São Paulo (Universidade de São Paulo) e na documentação oficial depositada em arquivos públicos estadual e municipal, foi possível considerar a presença de crianças negras nos grupos escolares da capital. A partir dessas fontes construiu-se um perfil racial deste universo escolar, que revelou a inserção de crianças negras na ordem de, aproximadamente, 10%. A presença negra na escola paulista traz a compreensão de que os negros obtiveram oportunidades de escolarização quando da implementação da Escola Nova, especialmente pela intenção dos reformadores paulistas em disciplinar os diferentes grupos étnico-raciais que perfaziam o universo escolar, para enfim, propagar os valores republicanos e reformar a vida social paulista rumo à modernidade anunciada.
Título em inglês
The schooling of black children from São Paulo (1920-1940).
Palavras-chave em inglês
Biological and social law
Decades 1920 1940
History of education
Negros
New school
São Paulo
Resumo em inglês
Pointing out the need to problematize the works that tend to generalize (and whiten) school relations of schools from São Paulo city in the early decades of the twentieth century, and assuming that blacks, despite the limitations, attended school groups during this period, the thesis intended to discuss the education of black children in São Paulo city. The period that covers the years 1920-1940 marks the transformation of economic structures, social, political and ideological of São Paulo city, and discussions about the need to democratize education in the sense of popular alphabetize the masses were also presented. It has used bibliographic and documentary research to conduct the analysis. Based on the journals of the black press in São Paulo, which dealt aspirations for education and professional instruction in ethnological research conducted by the Department of Culture of the municipal government of São Paulo city in the 1930s, in the testimonies of black families Collection Memory of Slavery in Black Families of São Paulo (University of São Paulo) and in the official documentation filed in state and local public records, it was possible to consider the presence of black children in school groups from São Paulo city. From these sources it has built a racial profile of this school universe, revealed that the inclusion of black children in the order of approximately 10%. The black presence in schools from São Paulo brings the understanding that blacks had opportunities of schooling when the implementation of the New School, especially the intent of reformers from São Paulo to "discipline" the different ethnic and racial groups that accounted for the school environment, to finally spread republican values and reform of social life of São Paulo city toward modernity announced.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-07-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.