• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.48.2009.tde-26012011-141723
Documento
Autor
Nombre completo
Maria Cristina Cavaleiro
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2009
Director
Tribunal
Vianna, Claudia Pereira (Presidente)
Figueiro, Mary Neide Damico
Meyer, Dagmar Elisabeth Estermann
Rossi, Célia Regina
Schilling, Flavia Ines
Título en portugués
Feminilidades homossexuais no ambiente escolar: ocultamentos e discriminações vividas por garotas
Palabras clave en portugués
educação
escola
estigma
feminilidades homossexuais
gênero
sexualidade
socialização
transgressões
Resumen en portugués
Este estudo tem por objetivo compreender o papel das relações de gênero e da sexualidade na edificação concreta e simbólica do cotidiano da escola para indagar pelas complexas tramas de significados e normas culturalmente disponíveis na definição das identidades e nos modos como as feminilidades homossexuais são vividas, produzidas, mantidas e reproduzidas por garotas, entre 16 e 17 anos, que se consideram lésbicas, homossexuais ou bissexuais, em uma escola pública estadual de ensino médio na cidade de São Paulo.Tratase de uma pesquisa de caráter exploratório, de natureza qualitativa, que examinou os modos pelos quais as garotas elaboram suas experiências, como vivenciam as interações, a sociabilidade e constroem suas identidades no ambiente escolar. Na investigação empírica realizada na instituição escolar, diversos métodos foram utilizados para coleta de dados: observações, questionários, entrevistas individuais semi-estruturadas e grupos de discussão. Para entender a escola como espaço sócio-cultural na produção de identidades sexuais e de gênero, bem como a validação de determinadas formas de viver as masculinidades, feminilidades e a sexualidade, além dos conceitos de gênero e sexualidade, foram fundamentais as reflexões teóricas sobre os processos identitários e de socialização, experiência e estigma. Espaço e tempo foram considerados elos de um mesmo fluxo de formação, relação e aprendizagens. Os resultados obtidos evidenciaram que os usos do espaço e do tempo na escola definem estratégias de condutas e organizam socializações, determinam o aceitável e o impróprio. Nesse processo, foi possível notar tensões, táticas e astúcias que oportunizavam o questionamento da heteronormatividade na escola, mas a escola e as relações escolares nela presentes evidenciavam arranjos sutis para o exercício do controle, da vigilância e da garantia de um cotidiano quase inteiramente heterossexual. Esta discriminação das feminilidades homossexuais ocorre mediante uma coação peremptória visando ocultação, silenciamento e dissimulação das formas de viver a sexualidade não-heterossexual, bloqueando e impedindo vínculos de amor e afeto entre as garotas. Em seus processos de socialização da sexualidade a estigmatização ocorre de forma velada e ambígua interpelando-as para uma experiência discreta, separada, legitimando a transformação de diferenças em desigualdades.
Título en inglés
Homosexual femininities on the scholar environment: concealing and discriminations lived by girls.
Palabras clave en inglés
education
gender
homosexual femininities
school
sexuality
socialization
stigma
transgressions
Resumen en inglés
This study aims to comprehend the role of gender and sexuality relations on the concrete and symbolical conception of the scholar quotidian, to inquire, by the complex treads of meanings and cultural available rules about the definition of identities and about the ways in which the homosexual femininities are lived, produced, kept and reproduced by girls in their 16s or 17s, who considerate themselves lesbians, homosexuals or bisexuals, in a public high school in the state of São Paulo. It is a research with an exploratory background, with a qualitative nature, which examined the ways that the girls elaborate their experiences, how they live the interactions, the sociability and build their identities on the scholar environment. On the empiric investigation accomplished on the scholar institution, a number of methods were used to gather the data: observations, questionnaires, individual and semi-structured interviews, and, also, discussion groups. To the understanding of school as a sociocultural space that produces sexual and gender identities, and to the understanding of the validation of some specific ways to experience the masculinities, femininities and the sexuality, besides the concepts of gender and sexuality, the theoretical reflections about the identificatory and socialization processes and about experience and stigma were mandatory. Space and time were considered links of a same flux of formation, relation and learning. The obtained results show that the usage of space and time in school defines strategies of procedures and organizes socializations, determines what is acceptable and what is not proper. In this process, it was possible to notice tensions, tactics and guiles which made possible the questioning of the heteronormativity in school, but the school and its relations clearly showed subtle arrangements to the controlling and surveillance of the questioning and to the guarantee of a quotidian which can be considered almost heterosexual. This discrimination of the homosexual femininities occurs through an assertive coercion, which tries to hide, mute and dissimulate the ways there is to live a non-heterosexual sexuality, blocking and stopping bonds of love and affection between the girls. In its processes of sexuality socialization, the stigmatization occurs in a hidden and ambiguous way, dragging them to a experience which becomes discreet, separated, legitimating the transformation of differences into inequalities.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2011-02-03
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.