• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Master's Dissertation
DOI
10.11606/D.48.2016.tde-19102016-152111
Document
Author
Full name
Sandra Braga Freire
E-mail
Institute/School/College
Knowledge Area
Date of Defense
Published
São Paulo, 2016
Supervisor
Committee
Bernardes, Maria Eliza Mattosinho (President)
Beatón, Guillermo Arias
Facci, Marilda Gonçalves Dias
Title in Portuguese
A mediação do conhecimento teórico-filosófico na atividade pedagógica: um estudo sobre as possibilidades de superação das manifestações do fracasso escolar
Keywords in Portuguese
Atividade de estudo
Atividade pedagógica
Atividade principal
Ensino da filosofia
Experimento didático
Fracasso escolar
Psicologia histórico-cultural
Teoria histórico-cultural
Abstract in Portuguese
Analisar as possibilidades de superação das manifestações do fracasso escolar na atividade pedagógica a partir da mediação do conhecimento teórico-filosófico no ensino da Filosofia é parte de uma pesquisa que se fundamenta nos pressupostos teórico-metodológicos da Teoria Histórico-Cultural. O fracasso escolar, apresentado como fenômeno sociopolítico, produzido no seio da instituição delegada oficialmente para promover o ensino e a aprendizagem, a escola, é referendado por várias teorias na sociedade de classes. Nesse sentido, o pressuposto da presente pesquisa é que o fracasso escolar tem por expressão substancial a ausência da apropriação do conhecimento teórico pelos escolares e que isso os afasta de sua atividade enquanto estudantes. Segundo essa constatação, é engendrada a necessidade de promover no contexto escolar o oposto, a objetivação do ensino por meio da mediação do conhecimento teórico-filosófico na atividade pedagógica. A pesquisa de campo é organizada a partir dos pressupostos do experimento didático que se constitui como procedimento metodológico cuja finalidade é produzir e executar na realidade escolar um ensino sistematizado para impulsionar o desenvolvimento dos sujeitos que integram a atividade pedagógica. O plano de ensino elaborado para o experimento didático e executado no interior da escola, na sala de aula, tem como sujeitos a própria pesquisadora, enquanto professora de Filosofia da rede pública de ensino do Estado de São Paulo, e 32 estudantes, jovens de uma turma da terceira série do Ensino Médio. Os dados foram estudados a partir dos elementos de análise e das vivências produzidas no experimento didático, identificados como episódios de ensino, a saber: 1. Da Admiração ao Conhecimento Teórico-Filosófico; 2. A Apropriação da Linguagem para a Emancipação Humana; 3. Consciência Filosófica e Consciência Crítica; 4. O Socioafetivo como Constituinte do Coletivo na Atividade Pedagógica; 5. Como o Filosofar é Sair da Caverna; 6. O Poder do Conhecimento para o Domínio da Conduta; 7. O Trabalho Coletivo como Expressão do Socioafetivo na Atividade Pedagógica; e 8. A Atividade de Estudo como Instrumento de Saída da Caverna. Os resultados indicam que é possível notar a alteração no desenvolvimento dos estudantes quando, no processo de mediação dos signos e símbolos culturais dados na Filosofia, estes passam a organizar meios para a atividade que lhes é atribuída, a atividade de estudo, na integração com a atividade que lhes é própria, a comunicação íntima pessoal, a fim de (re)qualificar sua relação com o conhecimento teórico. A transformação da consciência dos estudantes é evidenciada como expressão da qualidade da atividade que executam. Para impulsionar o desenvolvimento psicológico dos estudantes, tal atividade deve estar vinculada a um ensino intencionalmente direcionado para a transformação da consciência, de forma a impactar os aspectos subjetivos e objetivos das funções psicológicas superiores e conduzir os estudantes para a generacidade humana.
Title in English
The mediation of theoretical and philosophical knowledge on pedagogical activity: a study about the possibilities of overcoming school failure
Keywords in English
Cultural-historical psychology
Cultural-historical theory
Didactic experiment
Main activity
Pedagogical activity
School failure
Study activity
Teaching philosophy
Abstract in English
The current research aims to analyze some actions to overcome school failure manifestations on pedagogical activity through the mediation of theoretical and philosophical in teaching Philosophy. In that sense, the research is based on methodologies of Cultural-historical Theory. School failure is a sociopolitical issue in which the school, the official institution responsible for education, is still endorsed by several theories in class society (e.g.: a system that benefits the stronger groups while the weaker ones struggle). At that point, the current study considers that school failure is mainly related to the students lack of theoretical knowledge. Taking that educational background into account, it is consequently necessary to rethink the horizon of learning practices through a theoretical and philosophical approach. The field research is based on specific educational principles whose methodology is systematizing strategies in order encourage students during the pedagogical activity. The learning plan for the didactic experiment in the classrooms was implemented by the researcher (Philosophy teacher in public high schools in the state of Sao Paulo) with her 32 high school students. The following data were analyzed in this educational project and were also identified as learning events: 1. From Appreciation to the Theoretical-Philosophical Knowledge; 2. The Language Acquisition for Human Emancipation; 3. Philosophical Awareness and Critical Awareness; 4. The Socio-Affective and the idea of Group/Collectiveness in Pedagogical Activity; 5. How philosophizing is Coming out of our Caves; 6. The Power of Knowledge for the Code of Conduct; 7. The Group Activity as a Socio-Affective Expression; 8. The Study as a Useful Tool to Come out of the Cave. Final results revealed a notable change in the students interaction, since the mediation of signs and cultural symbols in Philosophy classes allowed them [the students] to improve the intimate communication and the theoretical knowledge as well. In consequence, the quality of the students activities certifies that transformation of consciousness. In order to stimulate their psychological development, the activity was driven towards the subjective and objective aspects of higher mental functions, also leading students to human generalities.
 
WARNING - Viewing this document is conditioned on your acceptance of the following terms of use:
This document is only for private use for research and teaching activities. Reproduction for commercial use is forbidden. This rights cover the whole data about this document as well as its contents. Any uses or copies of this document in whole or in part must include the author's name.
Publishing Date
2016-10-27
 
WARNING: Learn what derived works are clicking here.
All rights of the thesis/dissertation are from the authors
CeTI-SC/STI
Digital Library of Theses and Dissertations of USP. Copyright © 2001-2022. All rights reserved.