• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.48.2020.tde-18122019-132808
Documento
Autor
Nome completo
Júlio César Augusto do Valle
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Santos, Vinicio de Macedo (Presidente)
Dueñas, Paola Ximena Valero
Giorgi, Cristiano Amaral Garboggini di
Oliveira, Inês Barbosa de
Powell, Arthur Belford
Título em português
Inversão do vetor nas políticas curriculares: o Movimento de Reorientação Curricular de Freire em São Paulo (1989-1992)
Palavras-chave em português
Currículo de matemática
Paulo Freire
Políticas curriculares
Resumo em português
Em meio aos dilemas e aos dissensos em torno da promulgação de uma Base Nacional Comum Curricular, acirram-se os debates sobre os fundamentos e as intencionalidades das políticas públicas curriculares no Brasil. Nesse cenário, discutem-se a viabilidade e o direito de cada escola brasileira construir seu próprio currículo, utilizando a suposta impossibilidade dessa construção como argumento fundamentador de políticas curriculares que se produzem segundo uma vetorização, que parte dos gabinetes dos órgãos oficiais onde os especialistas são consultados em direção às escolas onde os currículos deverão ser implementados. Diante desse debate, propomo-nos, nesta investigação, ao estudo do Movimento de Reorientação Curricular realizado durante a gestão de Paulo Freire, na Secretaria Municipal de Educação de São Paulo, de 1989 a 1992, por identificá-lo com a proposta de oferecer às escolas públicas paulistanas os subsídios necessários à construção curricular, visando estimular, por meio da descentralização do poder deliberativo sobre o currículo, a autonomia das escolas e a participação popular no movimento. Partindo da hipótese presente nos princípios estruturantes apresentados à rede municipal de que a política curricular freireana se fundamentou em uma inversão do tradicional vetor orientador dessas políticas, investigamos como se deu o movimento desde a sua proposição até a sua efetivação nas escolas, dando ênfase às aulas de Matemática, a fim de elucidar tanto suas potencialidades como também suas fragilidades. A experiência de Freire com a política curricular, tornando-se viável em centenas de escolas paulistanas, oferece, como demonstramos, subsídios teóricos e metodológicos relevantes que ensejam contrapontos significativos às políticas curriculares tecnicistas, homogeneizadoras e acríticas, possibilitando-nos, inclusive, o resgate do sentido público da escola pública brasileira.
Título em inglês
The vector inversion in curriculum policies: the Freire Curricular Reorientation Movement in São Paulo, 1989-1992
Palavras-chave em inglês
Curriculum policies
Mathematics curriculum
Paulo Freire
Resumo em inglês
Amid the dilemmas and dissent surrounding the promulgation of a Common National Curriculum Basis, the debate on the foundations and intentionalities of curricular public policies in Brazil is heated. In this scenario, the feasibility and the right of each Brazilian school to build its own curriculum is discussed, using the supposed impossibility of this construction as a reasoning argument of curriculum policies that are produced according to a vectorization, which starts from the offices of the official bodies where the specialists are consulted to schools where curricula are to be implemented. Given this debate, in this investigation, we propose the study of the Curricular Reorientation Movement carried out during the administration of Paulo Freire, in the Municipal Secretariat of Education of São Paulo, from 1989 to 1992, by identifying it with the proposal to offer to public schools in the city the necessary subsidies for the curricular construction, aiming to stimulate, through the decentralization of the deliberative power over the curriculum, the autonomy of the schools and the popular participation in the movement. Starting from the hypothesis - present in the structuring principles presented to the municipal network - that Freire's curricular policy was based on an inversion of the traditional guiding vector of these policies, we investigated how the movement took place from its proposal to its implementation in schools, emphasizing Mathematics classes to elucidate both their potentialities and their weaknesses. Freire's curriculum policy experience, becoming viable in hundreds of schools in São Paulo, as we show, offers relevant, significant theoretical and methodological support to counterpose technical, homogenizing, and uncritical curriculum policies, making possible the rescue of the public meaning of the Brazilian public school.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2020-01-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.