• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.48.2017.tde-12052015-143733
Documento
Autor
Nombre completo
Rosângela Costa Araújo
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2004
Director
Tribunal
Fischmann, Roseli (Presidente)
Jesus, Conceição Aparecida de
Santos, Inaicyra Falcão dos
Silva, Dilma de Melo
Souza, Maria Cecilia Cortez Christiano de
Título en portugués
Iê, viva meu mestre - a Capoeira Angola da 'escola pastiniana' como práxis educativa
Palabras clave en portugués
Ancestralidade
Capoeira Angola
Educação
Escola pastiniana
Identidade
Resumen en portugués
Este trabalho apresenta a Capoeira Angola proposta pela escola pastiniana como uma práxis pedagógica articulada a ancestralidade e que toma a ancestralidade, a oralidade e a comunidade como paradigmas de pertencimento à dinâmica das tradições africanas no Brasil, dialogando permanentemente com o entendimento sobre a resistência negra e sua permanência nos fazeres educacionais destas matrizes, e apresentando-se sob a forma de comunidades culturais. Este trabalho lida com uma realidade, marcada não apenas pelo ressurgimento, mas pelo crescimento do estilo Capoeira Angola, tida como a capoeira tradicional, africana, através de novas gerações de mestres e contramestres originários da linhagem pastiniana (Mestre Pastinha, 1889-1981), e orientados por ela, buscando apresentar os resultados das suas práticas como um rico material para se repensar o lugar das tradições quando em constante entrosamento com os saberes produzidos nos sistemas oficiais de ensino. Desta forma, busca encaminhar ao campo da Educação a proposta de ampliar as bases de entendimento destas tradições fazendo-as migrar do lugar ingênuo e fossilizado da sua folclorização, e também do seu entendimento meramente desportivo, para dialogar com professores, educadores e movimentos sociais, outros entendimentos - filosóficos, espirituais, políticos, etc. - sobre os saberes tradicionais africanos na formação do conhecimento e demais códigos civilizatórios brasileiros. Aqui, apontamos o lugar da identidade na compreensão sobre a importância da alteridade a partir de um exemplo que transcende barreiras culturais e geográficas, sócio-econômicas, religiosas, etárias e, mais recentemente, de gênero, como um enfoque pertinente à contemplação do corpo como espaço sagrado onde é possível elaborar estruturas de autoconhecimento e de construção reflexiva da sociedade mais ampla. Para isto, este trabalho recorreu à análise de materiais produzidos em algumas organizações de Capoeira Angola pertencentes a uma mesma linhagem, embora em localidades distintas, concluindo a existência de um conhecimento cujas bases de continuidade estão assentadas na pertença à escola pastiniana como aspecto de resistência cultural frente aos processos de massificação verificados sobre a capoeira hegemônica, conhecida como Capoeira Regional.
Título en inglés
Iê, viva meu mestre - The Capoeira Angola from the escola pastiniana as pedagogical praxis
Palabras clave en inglés
Ancestral heritage
Capoeira Angola
Education
Escola pastiniana
Identity
Resumen en inglés
This work presents the Capoeira Angola proposed by the escola pastiniana as a pedagogical praxis. It includes the ancestral-root aspects and also the oral communication and community as a paradigm pertaining to the dynamics of the African traditions in Brazil. This work constantly expresses the understanding of the black resistance and its participation in the educational tasks of theses matrixes, and it is presented as cultural communities. It represents a new reality, which is not only marked by the revival, but also by the growth of the previously mentioned style of Capoeira, which is considered the traditional African one. This new reality is represented by new generations of mestres and contramestres from the linhagem pastiniana (Master Pastinha, 1889-1981), and guided by it, and it also tries to present the results of its practices as a rich material to rethink the importance of these traditions and their integration with the knowledge acquired at the official school systems. In so doing, the work tries to present to educational systems the proposal of enlarging the bases of understanding of these traditions by moving them from the naive and fossilized point of view of folklore, and also from their merely developmental and sports-approach understanding to a dialogue with the teachers, educators and social movements, about a new understanding (a philosophical, a spiritual, a political one, etc.) of the traditional African knowledge in education and in the Brazilian civil codes. Here, we show how identity plays a role in understanding the importance of alterity from a point of view that transcends cultural and geographical, socioeconomic, religious, age and, more recently, gender barriers. We focus on the socialization concerning the contemplation of the body as sacred space where it is possible to acquire self-knowledge and to ponder about the construction of a more advanced society. The study refers to cultural productions of some Capoeira Angola organizations, in diverse localities, that have the same ancestralroot. It conclusion takes the existence of a knowledge which bases of continuity are put on the pertaining to escola pastiniana as cultural resistance to massive processes that occurs in hegemonic capoeira or Capoeira Regional.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2017-03-09
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2022. Todos los derechos reservados.