• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.48.2013.tde-11122013-145617
Documento
Autor
Nome completo
Juliana Franzi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Araújo, Ulisses Ferreira de (Presidente)
Camargo, Ana Maria Faccioli de
Colello, Silvia de Mattos Gasparian
Koller, Silvia Helena
Vasconcelos, Mario Sergio
Título em português
Relações afetivo-amorosas na juventude: uma análise a partir da teoria dos modelos organizadores do pensamento
Palavras-chave em português
Juventude
Modelos organizadores do pensamento
Relações afetivo-amorosas
Resumo em português
O objetivo central desta pesquisa foi identificar e analisar como jovens, estudantes paulistanos, de 15 a 17 anos, organizam o pensamento ao analisar um conflito de conteúdo afetivo-amoroso. Nosso referencial teórico-metodológico apoia-se na Teoria dos Modelos Organizadores do Pensamento, elaborada por Moreno, Sastre, Bovet, & Leal (1999). Trata-se de uma teoria sobre o funcionamento psicológico, que, para além de atentar-se às operações lógico-formais, visa compreender as emoções, os sentimentos e os valores que permeiam o psiquismo humano. A pesquisa foi realizada com jovens, de uma escola pública de Ensino Médio, localizada na zona oeste do município de São Paulo. Como procedimento de investigação foi aplicado um conflito a 120 jovens, sendo 60 jovens do sexo masculino e 60 do sexo feminino. A análise dos dados nos levou a seis Modelos Organizadores do Pensamento, nos quais verificamos diferentes compreensões sobre as relações afetivo-amorosas: variando entre uma compreensão mais romântica e idealizada (conforme apontaram os sujeitos do Modelo 1) até uma compreensão de que o afeto e o amor dependem de elementos como o diálogo, o conhecimento do(a) companheiro(a) e o autoconhecimento (conforme apontaram os sujeitos do Modelo 6). A partir da análise dos objetivos específicos, observamos que prevaleceu a compreensão de que o conflito apresentado envolvia uma relação marcada por sentimentos positivos não correspondidos, contudo prevaleceu também a opção pelo investimento nesse tipo de relação. Destacou-se, ademais, a mobilização do princípio ético de cuidado, abordado como necessário para não causar danos a uma das personagens do conflito. Tal princípio foi apontado por um número significativo de participantes do sexo feminino, ao passo que foi pouco mencionado pelos participantes do sexo masculino. A análise desses dados, dentre outros dados revelados pela pesquisa, foi realizada a partir de aportes teóricos que nos levou a evitar uma visão naturalizante e simplificada acerca das relações afetivo-amorosas, da juventude, das relações de gênero e da moralidade.
Título em inglês
Mutual affection relationship in youth: an analysis of the theory of the thought organization models
Palavras-chave em inglês
Affection relationship
Thought organization models
Youth
Resumo em inglês
The aim of this research was identify and analyse how young students from São Paulo, between 15 and 17 years old, organize their thoughts when analysing a love conflict. Our theoretical-methodological referent is supported by the Theory of the Thought Organization Models, proposed by Moreno, Sastre, Bovet, & Leal (1999). It is about the psychological way of thinking that is related to the formal-logic symbols, as well as the understanding of emotions, of feelings and of the values that are within the human psyque. The research was made with young students from a public High School, located at the west zone of the city of São Paulo. The investigation procedure involves a conflict showed to 120 young students, 60 of them being male and the other 60 females. The analysis of the data brought us six Thought Organization Models, from which we identified different comprehensions from the affection relationships: they vary from a more romantic and idealized (according to the subjects from Model 1) to a understanding that love and affect are related to dialog, the knowledge of the partner and self knowledge (according to the subjects of Model 6). From the analysis of the specific objectives, we observed that what prevailed was that the understanding of the conflict presented was connected to a relationship of positive feelings that were not corresponded. Nevertheless, it also prevailed the option for investing in this kind of relationship. Other point that was enhanced was the ethic principle of caring, addressed as necessary not to cause any damage to one of the personas of the conflict. This principle was pointed by a significant amount of female participants, and less mentioned by the male ones. The analysis of these data, among others revealed by the research, was made from theoretical data that lead us to a naturalizing vision and simplified concerning the affective relations, from youth, from the genre relations and from morality.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
A_Parte1.pdf (1.05 Mbytes)
B_Parte2.pdf (1.27 Mbytes)
C_Parte3.pdf (323.11 Kbytes)
ficha_rev.pdf (51.84 Kbytes)
Data de Publicação
2013-12-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.