• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.48.2017.tde-06062017-095516
Documento
Autor
Nome completo
Renata Camara Spinelli
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Souza, Maria Cecilia Cortez Christiano de (Presidente)
Costa, Eliane Silvia
Silva, Vagner Goncalves da
Título em português
Grupo Realidade Negra do Quilombo do Campinho da Independência: o rap na formação da juventude negra
Palavras-chave em português
abordagem textual discursiva
formação da juventude
identidade negra
quilombos
rap
relações étnico-raciais
Resumo em português
Este trabalho apresenta um relato de pesquisa de campo realizada com os rappers do Grupo Realidade Negra do Quilombo do Campinho da Independência, em Paraty-RJ, de 2012 até 2015. Nosso objetivo foi principalmente compreender os modos de viver desses moradores e de compreenderem-se em um quilombo do século XXI, com características rurais, turísticas e periféricas, em seu processo de construção de identidade quilombola. Outras categorias identitárias também se fazem presentes: negra, de rappers, e de guerreiros, respectivamente em processos de transformação, de acesso e modelo. Nossa pesquisa configurou-se como um estudo de caso de caráter exploratório que se encaminhou para a compreensão dos temas emergidos nas letras das doze canções do CD da banda É prus guerreiro a missão. A metodologia de análise do discurso das letras se deu sob a abordagem textual discursiva, e desse modo nossas entrevistas concentraram-se, principalmente, com os dois MCs compositores da maior parte das canções. O CD foi elaborado em 2009 para homenagear os dez anos de conquista da titulação do Campinho e gravado ao vivo na Festa da Consciência Negra, em novembro/2009. Os temas emergidos subdividiram-se em seis capítulos revelando a intenção formadora da juventude negra, principalmente do próprio Campinho, pelos rappers, quando ao mesmo tempo em que se constituem como quilombolas, procuram formar novos sujeitos políticos utilizando o rap como veículo para sua missão. Apresentam-se com a intenção de autoafirmação e autovalorização do negro e do quilombola; propõem a importância da luta pela terra, procurando denunciar a situação dos quilombos no Brasil; conscientizam sobre a história do negro escravizado no Brasil apresentando modos de enfrentamento do racismo; reforçam a importância dos vínculos verticais, como a ancestralidade e a prole, bem como horizontais, como os vínculos familiares e fraternos e a continuidade da família na busca do parceiro amoroso, de amigos e da própria comunidade. Ainda no plano subjetivo ensinam modos de lidar com as perdas de parentes próximos e a vivência do luto. Demonstram conhecimento do esgarçamento social que resulta no contexto de violência em que se encontra o negro, principalmente jovem, ensinando a contenção da hybris como modo de lutar contra o sistema. Sua educação religiosa evangélica os sustenta em sua intenção formadora e busca de construção da mudança do destino trágico do jovem negro no Brasil, principalmente a partir do modelo do guerreiro. Através da singularidade dos relatos dos autores sobre suas canções, observamos sua busca identitária como quilombolas em seu próprio contexto resultando na reflexão sobre como se dá a formação e educação nos contextos quilombolas e de outras comunidades tradicionais.
Título em inglês
The rap band Realidade Negra from Quilombo do Campinho da Independência: the rap educating the Black youth
Palavras-chave em inglês
Black identity
discursive text approach
ethnic-racial relations
quilombos
rap
youth education
Resumo em inglês
This dissertation presents a field research report taken place with the Realidade Negra rap band from Quilombo do Campinho da Independência, in Paraty-RJ, from 2012 to 2015. Most of all, we aimed to understand their way of living and how they see themselves in a XXIst Century quilombo, with rural, touristic and peripheral characteristics in their process of building up their quilombola identity. Other identity categories are also present: Black, rappers, and warriors, respectively under processes of transformation, access and modeling. Our research started as an exploratory case study which was led to understand the themes emerged in the lyrics of the twelve songs in the band CD named É prus guerreiro a missão. The method of discourse analysis occurred under a discursive text approach, therefore our interviews happened mainly with the two main compositors of the band. Their CD was made in 2009 to celebrate the 10year-anniversary of Campinhos land legal conquest and was live recorded in the Black Consciousness Party, in November/2009. The themes emerged were divided into six chapters which revealed the bands educational intention of the youth, mainly those dwellers in Campinho, when we noticed that at the same time they form themselves as quilombolas, they try to form new political subjects by means of their rap. They present themselves with the intention of Black and quilombolas self-affirmation and self-valorization; they propose how important it is to struggle for their land and denouncing the situation of quilombos in Brazil. They try to make youth aware about the history of the slaved Black in Brazil and present ways to face racism. They also reinforce the importance of vertical bonds like ancestry and children, family, brotherhood, friends and community bonds, as well as the continuity of the family in the search of a partner. Subjectively, they teach ways to deal with losses of close relatives and to mourn. They show they know about the social issues resulting in the contexts of violence the Black is immersed in, mainly the young ones, and teach them how to control hybris as a way to struggle against the system. Their protestant religion upbringing assists them on their educational intention and on their aim to change the tragic fate of the Black youth in Brazil by means of the model of the warrior. In the singularity of the authors speech about their lyrics, we were able to watch their identity search as quilombolas in their local environment, which led us to reflect on how education and upbringing is taking place in quilombolas communities, and also in other traditional communities in Brazil.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-06-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.