• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.48.2008.tde-05112009-153303
Documento
Autor
Nombre completo
Sandra Maria Rudella Tonidandel
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2008
Director
Tribunal
Trivelato, Silvia Luzia Frateschi (Presidente)
Carvalho, Anna Maria Pessoa de
Motokane, Marcelo Tadeu
Título en portugués
Escrita argumentativa de alunos do ensino médio alicerçada em dados obtidos em experimentos de biologia
Palabras clave en portugués
argumentação
experimentação em biologia
linguagem científica
linguagem escrita
Resumen en portugués
Nesta pesquisa, investigamos como alunos de ensino médio escrevem de forma argumentativa ao utilizarem dados empíricos de uma investigação experimental de biologia. Neste trabalho, entendemos a ciência como cultura e, inseridos numa perspectiva sócio-cultural do processo ensino-aprendizagem, abordamos a aprendizagem de ciências como enculturação. Neste processo, o ensino desenvolve múltiplas práticas em sala de aula introduzindo os alunos às regras, linguagem e processos da cultura científica. Fizemos uma revisão de como os diferentes processos da cultura científica se articulam numa atividade experimental para construir o conhecimento científico, com ênfase nas atividades de conhecimento biológico. Focalizamos especialmente alguns aspectos da linguagem científica, para, compreendendo a forma como eles se apresentam nas discussões e na produção de artigos, papers e relatórios produzidos pelos cientistas, podermos entender as possíveis aproximações com a educação científica, especificamente no aspecto da produção escrita escolar. Apresentamos o padrão de argumentação como ponto importante na linguagem científica, e fundamental no ensino de Ciências na abordagem de aprendizagem como enculturação. Nossa investigação pretende analisar a construção de uma escrita argumentativa, por alunos de ensino médio, a partir da utilização de dados empíricos em aulas experimentais de biologia, aproximando-se do que ocorre na produção científica com aspectos da biologia funcional. Nossa hipótese é que, em aulas de investigação aberta em biologia, a análise e a discussão dos dados empíricos obtidos pela atividade dos alunos promovem o desenvolvimento da escrita argumentativa. Para investigar esse processo, acompanhamos uma seqüência didática de um professor de biologia do primeiro ano do ensino médio, que propôs que seus alunos respondessem a uma questão-problema: Qual é a importância da luz no desenvolvimento de vegetais?. Durante três meses, gravamos em vídeo e em áudio toda a parte experimental realizada pelos alunos e discutimos o processo. Para responder nossa questão inicial sobre a argumentação escrita dos alunos, foram utilizados como dados potenciais, os relatórios escritos individualmente pelos estudantes (e entregues à professora no final da parte experimental), formando nossas unidades de análise. Com esses relatórios pudemos analisar os diferentes aspectos da linguagem científica, principalmente a escrita argumentativa, utilizando o padrão de Toulmin (1958(20061)), além de evidenciar o papel dos dados empíricos e dos conceitos biológicos na produção do aluno. Entendemos que, ao possibilitar que os alunos experimentem uma diversidade de situações de investigação de longo prazo no laboratório de biologia, e estimulando-os no contato com uma diversidade de dados empíricos, o professor aproxima-os das circunstâncias que ocorrem nas atividades características da cultura científica, estimulando-os na elaboração da argumentação escrita.
Título en inglés
High school students argumentative writing backed up with empirical data obtained from experiments in biology. Masters degree education college
Palabras clave en inglés
argumentation
experiment in biology
scientific language
written language
Resumen en inglés
At this research, we investigated how high school students write on an argumentative basis as they make use of empirical data provided by experiments in biology. Here we mean science as a cultural concept and, from a sociocultural perspective of the teaching-learning process, regard the teaching of science as a kind of enculturation. As far as this enculturation is concerned, the teaching of science involves multiple practices in class so as students are introduced to the language, rules and process of the scientific culture. We underwent a revision of how some processes has been articulated in experimental activities aiming to build scientific knowledge, specially the biological one. The focus of our work is placed on some aspects of scientific language in order to understand, firstly, how they appear in scientific papers, and, secondly, what would be their contact with scientific education, mostly relating to school essays. We present the argumentation pattern as an important point with regard to scientific language and as an essential item concerning the teaching of science within the enculturation process. Our investigation intends to analyze the building of an argumentative write by high school students backed up with the use of empirical data obtained from experiments in biology classes, thus approaching their write of what occurs in the production of scientific texts. The hypothesis of this work is that, in classes of open biological investigation, the analyses and discussions of the empirical data obtained by students promote the development of argumentative write. To investigate this process, we followed a didactic sequence of a teacher of biology in charge of a high schools first grade class. The question proposed by the teacher was: What is the importance of light for the growing of plants? Over three months, we recorded on video and on audio the material related to all experiments, and went through a series of discussions on the matter. To answer our initial statement over students argumentative write, we made use of outputs such as potential data and pupils individual reports. In possession of this material, we were not only able to analyze the different aspects of the scientific language, specially the argumentative write, using as support the so-called Toulmins2 argumentation pattern, but also realize the role of the empirical data as well as the biological concepts in the production of each student. We have learnt that, by giving students the opportunity of facing a diversity of long experiments in the laboratory of biology, and encouraging them to come to know about a range of empirical data, the teacher brings them close to the circumstances that preside the activities regarding the scientific culture, giving also incentive so as they feel themselves entitle to produce an argumentative write.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2010-01-06
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.