• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tesis Doctoral
DOI
10.11606/T.48.2016.tde-02092016-153021
Documento
Autor
Nombre completo
Crislei de Oliveira Custódio
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2016
Director
Tribunal
Carvalho, José Sergio Fonseca de (Presidente)
Boto, Carlota Josefina Malta Cardozo dos Reis
Brayner, Flávio Henrique Albert
Duarte, Newton
Freitas, Marcos Cezar de
Título en portugués
A infância no espelho da pedagogia: mundo infantil, regimes de temporalidade e individualização no discurso pedagógico
Palabras clave en portugués
Discurso pedagógico
Individualização
Modernidade
Representação da infância
Temporalidade
Resumen en portugués
A compreensão da infância como uma etapa dotada de especificidade e destinada à proteção e à separação dos perigos e demandas do mundo é produto de uma realidade histórica e cultural, assim como a noção de escolarização e sua centralidade para a formação da criança. Ambos invenções modernas, o conceito de infância e a forma escolar são o fulcro da pedagogia e de seu discurso. Por se caracterizar pela forma prescritiva e programática e por traduzir um ideal de formação, o discurso pedagógico pressupõe uma noção de infância, ao passo que também produz uma representação da infância. Esta tese investiga as rupturas e mutações nas representações da infância delineadas no discurso pedagógico moderno e contemporâneo. Com o intuito de examinar e descrever essas diferentes imagens sobre o mundo infantil, sobre a criança e sobre sua relação com os adultos, esta investigação propôs três categorias analíticas: infânciaquarentena, que corresponde à representação da infância como um estágio da vida a ser superado em virtude de constituir-se como o locus da ausência ou insuficiência da racionalidade e da maestria de si; infância singularizada, que diz respeito às concepções de cunho puericêntrico que representam a criança como um sujeito peculiar, inocente e dotado de qualidades específicas; e infância ensimesmada, que consiste na representação de um universo infantil praticamente autorrealizado, dotado de um fim em si mesmo e no qual a criança é vista como cidadã e produtora de cultura. Entende-se que as transformações das imagens da infância têm uma estreita ligação com determinados aspectos das sociedades modernas, a saber: as alterações no modo de relacionar-se com o tempo e o processo progressivo de individualização dos sujeitos no contexto da modernidade. Nesse sentido, a compreensão pedagógica de uma infância cada vez mais centrada em si vincula-se à ascensão e ao declínio da ideia de progresso, à eleição do presente como tempo que ordena as relações dos adultos com o mundo e com as novas gerações e, por fim, ao movimento de crescente individualização dos sujeitos e assunção de seus desejos e necessidades como valores centrais.
Título en inglés
Childhood in the mirror of pedagogy: child world, regimes of temporality, and individualization in pedagogical discourse.
Palabras clave en inglés
Individualization
Modernity
Pedagogical discourse
Representations of childhood
Temporality
Resumen en inglés
The understanding of childhood as a life stage endowed with specificities and oriented to the protection and isolation from the worlds dangers and demands is a product of historical and cultural reality, as is the notion of schooling and its centrality in childrens development. Both modern inventions, the concepts of childhood and schooling are the fulcrum of pedagogy and its discourse. Being characterized by its prescriptive and programmatic form and representing an ideal of development, the pedagogical discourse presumes a specific notion of childhood, at the same time producing a certain representation of childhood. This thesis investigates the disruptions and changes in the representations of childhood outlined in modern and contemporary pedagogical discourses. In order to examine and describe these different images of the child, its world, and its relationship with adults, this research proposes three analytical categories: quarentine childhood, which corresponds to the representation of childhood as a stage in life to be overcome, since it is the locus of absence or insufficiency of racionality and of self-command; singularized childhood, which regards puero-centric conceptions that represent the child as a distinctive and innocent individual, endued with specific qualities; and self-absorbed childhood, consisting in the representation of a virtually selfdetermined universe of the child, with an end in itself, and in which children are seen as citizens and producers of culture. Transformations in the images of childhood are considered closely related to certain aspects of modern society, namely: changes in the way we relate to time, and the gradual process of individualization of subjects in the context of modernity. In this sense, the pedagogical understanding of an increasingly selfcentered childhood is related to the rise and fall of the idea of progress; to the choosing of the present as the time that orders the relationships of adults with the world and the new generations; and, at last, to the movement toward the individualization of subject and the assumption of their needs and wants as core values.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2016-09-29
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2021. Todos los derechos reservados.