• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.48.2009.tde-02092009-113517
Documento
Autor
Nome completo
Camille Apolinario Gavioli
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Voltolini, Rinaldo (Presidente)
Kupfer, Maria Cristina Machado
Vorcaro, Angela Maria Resende
Título em português
Sobre laços entre tratar e educar na obra freudiana: uma discussão a respeito da proximidade
Palavras-chave em português
educação
educar
proximidade
psicanálise
tratar
Resumo em português
O presente estudo discute os laços entre o tratar e o educar na obra freudiana. A partir da constatação de certa confusão entre tratar e educar, verificada por meio das publicações a respeito do assunto, bem como pelas queixas daqueles que se ocupam do tratamento e da educação, partimos do questionamento sobre a existência da proximidade entre essas duas posições e propusemos uma discussão que, por esse viés, pudesse ajudar a desfazer a mencionada confusão. A escolha por esse percurso revelase interessante porque as produções que discutem o assunto parecem sublinhar a diferença em detrimento da proximidade entre tratar e educar. Caracterizamos a proximidade em termos de tipos de laços diferentemente qualificados: um laço inicial denominado simbiótico, em que o educar é tomado pelo tratar, em termos de um fim instrumental, e essa relação, do ponto de vista do tratar, fica caracterizada pela complementaridade o tratamento analítico é definido a partir de expressões próprias ao campo do educar e o caráter profilático que por um longo período definiu o tratamento é atribuído à educação; o outro laço é definido a partir da distinção entre tratar e educar. Num percurso genealógico pelos textos freudianos, foi possível acompanhar a construção do tratar e o interesse específico de Freud pelo educar, bem como as conseqüências das mudanças que esse processo implica. A mudança de um tipo de laço para outro não se dá de uma só vez, e é resultado das reformulações na concepção do tratamento frente aos impasses que Freud vai encontrando. Nesta pesquisa, que aborda o tratar e o educar como práticas distintas, discutimos a questão da aplicação da psicanálise à educação e a forma rigorosa e cuidadosa como Freud aborda o assunto, questionando não só a possibilidade de uma intersecção entre psicanálise e educação, mas também o modo como tal relação poderia se dar. A partir desse ponto, foi possível dialogar com os textos que tomam tal intersecção predominantemente do ponto de vista da diferença, mas buscando fomentar, seguindo o próprio trajeto freudiano, outros modos de discutir o assunto, considerando a proximidade entre tratar e educar. Encerramos este estudo com a discussão da proximidade a partir da atribuição do estatuto de impossível, tanto para a psicanálise como para a educação.
Título em inglês
On laces between treating and educating in Freuds work: a discussion about the proximity
Palavras-chave em inglês
educating
education
proximity
psychoanalysis
treating
Resumo em inglês
This study discusses the laces between treating and educating in Freuds work. From the verification of some confusion between treating and educating, checked over the publications about the subject, as well as the reports of the ones who are in charge of treatment and education, a question on the existence of proximity between these two positions is begun and it is proposed a discussion that by this way could help to undo the mentioned confusion. The choice of this trajectory appears to be interesting for the productions that debate the theme seem to emphasize the difference to the detriment of the proximity between treating and educating. The proximity is characterized in terms of laces differently categorized: an initial lace called symbiotic in which educating is taken by treating for an instrumental purpose, and this relation, from the point of view of treating, is characterized for the complementarity the analytical treatment is defined according to peculiar expressions of educating area and the prophylactic character which defined the treatment for a long period is attributed to education; the other lace is described from the distinction between treating and educating. Through a genealogical course of Freuds texts, it was possible to follow the construction of treating and the specific interest of Freud in educating, as well as the consequences of the rearrangements that this process involves. The change from one type of lace to another does not happen at once, it is the result of re-formulations in the concept of treatment before the impasses Freud was facing. In this research, which approaches treating and educating like distinguished practices, it is discussed the matter of the application of psychoanalysis to education and the rigorous and careful manner that Freud deals with the subject, questioning not only the possibility of an intersection between psychoanalysis and education, but also the way this relationship could happen. From then on, it was possible to discuss with the texts that take predominantly that intersection from the point of view of difference, but trying to stimulate, according to Freuds own trajectory, other means of debating the subject, considering the proximity between treating and educating. This paper ends with the discussion of proximity considering the attribution of the characteristic of impossible for psychoanalysis and as well to education.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Parte1.pdf (201.85 Kbytes)
Parte2.pdf (567.21 Kbytes)
Data de Publicação
2009-09-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.