• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.48.2014.tde-01102014-135153
Documento
Autor
Nome completo
Alda Roberta Torres
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Almeida, Maria Isabel de (Presidente)
Franco, Maria Amélia do Rosário Santoro
Melo, Márcia Maria de Oliveira
Pimenta, Selma Garrido
Veiga, Ilma Passos Alencastro
Título em português
A pedagogia universitária e suas relações com as políticas institucionais para a formação de professores de educação superior
Palavras-chave em português
Formação de professor
Pedagogia universitária
Políticas institucionais
Resumo em português
A pesquisa apresentada tem como objetivo geral analisar a Pedagogia Universitária e suas relações com as políticas institucionais para formação de professores da Educação Superior com vista à constituição de seu campo de conhecimento. A questão central observa como o campo de conhecimento da Pedagogia Universitária se constitui e se relaciona com as políticas institucionais para a formação de professores da Educação Superior. Como objetivos específicos, busca-se analisar as concepções de formação subjacentes aos programas e espaços formativos oferecidos pelas instituições; estudar a relação entre a formação e o desenvolvimento profissional docente; compreender as motivações e legitimidades que levam as instituições a oferecer esses programas e espaços formativos; e conhecer suas estrutura e organização. Privilegiamos a fecundidade do movimento e da mudança na apreensão do objeto de pesquisa com aproximação ao método dialético, realizando a análise de conteúdo a partir de Bardin (2011). Nossas abordagens epistemológica e metodológica nos conduziram a trabalhar com as categorias analíticas: Universidade, Pedagogia Universitária e Políticas de formação de professores para a Educação Superior, amalgamando-as com as categorias temáticas apreendidas do campo empírico: Política, Cotidiano e Espaço. Sustentando nosso estudo, recorremos às contribuições de Vázquez (2011), Kosik (1976), Santos, M. (2012a 2012b), Heller (2008), Bobbio (2000), Demo (1994), Veiga (2006, 2012), Cunha, M. I. (2006, 2010), Pimenta (1998), Almeida (2006, 2011, 2012), Almeida e Pimenta (2009) e Pimenta e Almeida (2011). Os dados revelaram que a Pedagogia Universitária é um campo de conhecimento profícuo e em expansão que contribui na proposição de políticas institucionais de formação de professores da Educação Superior, sobretudo quando se trata da formação pedagógica. Contudo, nesse cenário, as instituições desenvolvem a formação de professores através de ações, programas e espaços formativos tensionados pela ausência de políticas estatais contributivas para o delineamento do perfil do professor da Educação Superior. Nesses espaços e programas, a concepção de formação subjacente resvala na formação permanente e continuada vinculada ao desenvolvimento profissional docente. Porém, essas concepções convivem paritariamente com noções da formação tradicional e técnica, nas quais a didática aparece como o domínio de ferramentas para ensinar, além desta ser confundida com a pedagogia. As relações entre a formação e o desenvolvimento profissional docente ainda não são realidade concreta, nos programas e espaços formativos investigados, pois as instituições têm seus programas centrados nas necessidades institucionais e pouco contemplam as fases da carreira docente. As motivações e legitimidades desses programas estão relacionadas às demandas oriundas do contexto de mudanças, especialmente a expansão da Educação Superior. Ademais, as instituições se empenham em promover a participação do professor no estabelecimento desses programas estruturados e organizados, privilegiando a reflexão coletiva sobre as práticas desenvolvidas no cotidiano das instituições e no dia a dia da sala de aula.
Título em inglês
The university pedagogy and its relationships with institutional policies for training teachers of higher education
Palavras-chave em inglês
Institutional policies
Teacher training
University pedagogy
Resumo em inglês
The research presented it has the general objective to analyze the Pedagogy University and its relationships with institutional policies for training teachers of higher education with a view to establishing its field of knowledge. The central issue looks at how the field of knowledge constitutes the University Pedagogy and relates to the institutional policies for training teachers of Higher Education. As specific objectives, we seek to analyze the concepts underlying the training programs and training spaces offered by institutions, to study the relationship between training and professional development of teachers; understand the motivations and legitimacy leading institutions offering these programs and training spaces; and know its structure and organization. We favor the fruitfulness of movement and change in the apprehension of the object of research approach to the dialectical method, performing content analysis from Bardin (2011). Our epistemological and methodological approaches led us to work with the analytical categories: University, Pedagogy University and teacher training for Higher Education Policy, amalgamating them with the themes gathered from the empirical field: Politics, Everyday and Space. Sustaining our study, we use the contributions from Vazquez (2011), Kosik (1976), Santos, M. (2012a 2012b), Heller (2008), Bobbio (2000), Demo (1994), Veiga (2006, 2012), Cunha, M. I. (2006, 2010), Pimenta (1998), Almeida (2006, 2011, 2012), Almeida e Pimenta (2009) e Pimenta e Almeida (2011). The data revealed that the University Education is a field of knowledge and fruitful expansion that contributes in proposing institutional policies on teachers of higher education, especially when it comes to teacher training. However, in this scenario, they develop teacher training through activities, programs and training areas stressed by the absence of contributory state policies for the design of the Teacher in Higher Education profile. These spaces and programs, the underlying concept of the training slides linked to teacher professional development and ongoing continuing education. However, these conceptions coexist on an equal footing with the traditional concepts and technique, in which the field appears as didactic tool for teaching training, beyond be confused with pedagogy. The relationship between training and teacher professional development are not yet reality, programs and training spaces investigated, since institutions have their programs focused on institutional needs and include some phases of the teaching career. The motivations and legitimacy of these programs are related to demands coming from the context of change, especially the expansion of higher education. Moreover, institutions are committed to promote the participation of the teacher in establishing these structured and organized programs, favoring collective reflection on the practices of institutions and in everyday life in everyday classroom.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-10-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.