• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Lucila de Jesus Mello Gonçalves
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Pereira, Joao Augusto Frayze (Presidente)
Barone, Leda Maria Codeço
Goncalves Filho, Jose Moura
Junqueira, Carmen Sylvia de Alvarenga
Moure, Walter Gustavo
Rosalen, Juliana
Título em português
O campo e o capim: investigações sobre o sonhar nos Kamaiurá
Palavras-chave em português
Encontro onírico
Kamaiurá
Psicologia e povos indígenas
Saúde indígena
Sonhos
Xingu
Resumo em português
O que o mundo indígena nos ensina sobre o sonhar? Esta pesquisa foi realizada na aldeia de Ipavu, onde vivem os índios Kamaiurá, no Parque Indígena do Xingu, e situase no campo da Interculturalidade. O trabalho teve como objetivo inicial investigar as concepções de sonho dos Kamaiurá, bem como verificar se o sonho poderia ser tomado como uma faceta de enraizamento, índice de saúde diante do crescente contato da comunidade com elementos da cultura ocidental. A partir das experiências de campo, discutiu-se também a função do sonho em sua dimensão comunitária, bem como o uso dos sonhos como comunicação etnográfica. Tanto as concepções ameríndias sobre o sonhar como a experiência de encontro onírico permitiram ampliar os pressupostos da psicologia e da psicanálise sobre os sonhos, pois ofertaram elementos para compreendê-los não somente na dimensão individual, mas também na dimensão compartilhada e comunitária
Título em inglês
The Field and the grass: investigations on dreaming in the Kamaiurá
Palavras-chave em inglês
Dream meeting
Dreams
Indigenous health
Kamaiurá
Psychology and indigenous peoples
Xingu
Resumo em inglês
What does the indigenous world have to teach us about dreaming? This intercultural research was carried out in the village of Ipavu, inhabited by the Kamaiurá Indians, in the Xingu Indigenous Park. The objective of this work was to investigate the dream conceptions of the Kamaiurá as well as to verify if the dream could be taken as a rooting factor, a health index in the face of the growing community contact with elements of Western culture. Field research was the starting point to discuss the function of dreams in its community dimension, as well as the use of dreams as ethnographic communication. The Amerindian conceptions of dreaming and their experience of dream-encounter allowed us to expand the presuppositions of psychology and psychoanalysis on dreams, since they offered elements to understand them not only in the individual dimension, but also in the shared and communitarian dimension
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Há arquivos retidos devido a solicitação (publicação de dados, patentes ou diretos autorais).
Data de Liberação
2021-09-01
Data de Publicação
2019-09-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.