• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Mémoire de Maîtrise
DOI
10.11606/D.47.2014.tde-24032015-163204
Document
Auteur
Nom complet
Janine Gonçalves Pestana
Adresse Mail
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
São Paulo, 2014
Directeur
Jury
Damergian, Sueli (Président)
Goncalves Filho, Jose Moura
Silva, Ricardo José Barbosa da
Titre en portugais
Estudo de caso sobre o abandono de crianças e adolescentes em instituições totais
Mots-clés en portugais
Abandono
Adolescentes
Crianças
Distúrbio do comportamento
Instituições
Resumé en portugais
Esta pesquisa possui como tema o abandono de crianças e adolescentes em Instituições Totais. Teve início em 2010, a partir de uma notícia publicada pela Folha de São Paulo sobre uma menina que se encontrava esquecida em uma instituição psiquiátrica há mais de quatro anos. Além dela, outras crianças vivem situações semelhantes, pelo país afora. São crianças que se encontram esquecidas pelas famílias e pelas instituições. Sem formação e cuidados adequados, estão expostas a diversas situações de abuso e violência de todos os gêneros. Tal histórico e experiência propiciam a exploração sexual e econômica, a extrema marginalização nas ruas e em instituições psiquiátricas, além de constantes passagens por Fundações Casa. Neste sentido, um discurso que legitima a exclusão é construído para responder à completa ausência de reflexão sobre decisões banalizadas que operam à revelia do sujeito humano. É um discurso que legitima o desamparo a fim de se manter a exclusão. Mesmo diante de uma aparência de inclusão, os sistemas sociais de assistência àqueles que se encontram em situação de desamparo operam de modo impessoal e segregador. A partir da análise de um discurso construído ao longo da trajetória institucional da adolescente, desde seu nascimento até completar dezenove anos, por meio da consulta de seu processo judicial, foram levantadas importantes questões a respeito do caráter político do sofrimento psíquico e de como a subjetividade é negada e mortificada pela legitimação de um discurso médico-jurídico por meio da construção de uma identidade doente e reduzida a esta finalidade. A institucionalização do saber psicológico assume a totalidade das funções de controle social que determinam o padrão de conduta socialmente aceito e a partir dessa regulação, as condutas perturbadoras que precisam ser assistidas dentro dos inúmeros serviços maquiadamente assistencialistas que trazem em seu bojo os fundamentos da exclusão e do aniquilamento do suposto sujeito psíquico
Titre en anglais
Case study about the abandonment of children and adolescents in Total Institutions
Mots-clés en anglais
Abandonment
Adolescents
Childrens
Disturbing comportment
Institutions
Resumé en anglais
This research has as its theme the abandonment of children and adolescents in Total Institutions. Started in 2010, from some news published by Folha de Sao Paulo, about a girl who was forgotten in a psychiatric institution for more than four years. There are other children living in similar situation all over the country who are neglected by their families and by Institutions. Without training and proper care, these children are exposed to several situations of abuse and violence of all kind. Such historical and experience give rise to economic and sexual exploitation, the extreme marginalization in the streets and in psychiatric institutions, and also for their attendance at House Foundations. In this sense, a discourse that legitimizes the exclusion is built to respond to a complete absence of reflection over trivialized decisions which operate in absentia of human being. It is a discourse that legitimizes the helplessness in order to maintain the exclusion. Even before an apparent inclusion, the social assistance systems to those who find themselves in a helplessness situation operate in an impersonal and segregationist way. From the analysis of a speech built along the trajectory of institutional teenager, from birth till nineteen, by consulting his lawsuit, there were raised important issues concerning to a political character of a suffering psychic and how the subjectivity is denied and mortified by the legitimation of a speech medico legal through a construction of a sick identity and reduced to this purpose. The institutionalization of psychological knowledge takes over all of the social functions that determine a standard of social behavior accepted from that regulation, disturbing comportment which need to be assisted within numerous pretended to be social care services that bring in its concept the fundaments of exclusion and annihilation of the alleged psychic person
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
pestana_me.pdf (2.13 Mbytes)
pestana_parcial.pdf (286.56 Kbytes)
Date de Libération
2018-04-27
Date de Publication
2015-04-28
 
AVERTISSEMENT: Apprenez ce que sont des œvres dérivées cliquant ici.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
CeTI-SC/STI
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2022. Tous droits réservés.