• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2010.tde-11032010-103420
Documento
Autor
Nome completo
Cassandra Santantonio de Lyra
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Vasconcelos, Esdras Guerreiro (Presidente)
Persoli, Rita Mattei
Zangari, Wellington
Título em português
A aromaterapia científica na visão psiconeuroendocrinoimunológica: um panorama atual da aromaterapia clínica e científica no mundo e da psiconeuroendocrinoimunologia
Palavras-chave em português
Aromaterapia
Óleos essenciais
Psiconeuroimunologia
Stress
Resumo em português
Esse estudo é um estudo teórico, baseado em revisão bibliográfica. Ele objetivou a construção de um panorama conceitual da aromaterapia, considerandose sua história e desenvolvimento, além de propor um modelo integrativo dos aspectos fisiológicos e psicossociais com base nas premissas psiconeuroendocrinoimunológicas. Aromaterapia é uma prática milenar, que passou por diversas mudanças ao longo da história e por esse motivo, atualmente, apresentase conceitualmente confusa e imprecisa. Seu ressurgimento nos anos 30 permitiu um início da visão científica do assunto, que, no entanto, evoluiu lentamente pelas dificuldades metodológicas encontradas. A organização do panorama atual dessa terapia permitiu observar que existem muitos países que estudam a aromaterapia, no entanto, com abordagens e visões distintas, de modo que tornase complexa a intersecção dos estudos. No seu estudo científico diversos elementos devem ser aqui considerados, como tipo de estudo (teórico, préclínico ou clínico), variáveis a serem controladas (farmacológicas, dos sujeitos e de procedimento) e questões abordadas (quanto ao efeito dos óleos essenciais, quanto aos seus mecanismos de ação e quanto à influência das variáveis em ambos). Além disso, atualmente existem diversas abordagens: filosófica (baseada em filosofias de saúde orientais), psicológica (baseada no conceito de memória olfativa), farmacoquímica (baseada em farmacologia e química dos óleos essenciais), neurológica (baseada nas neurociências) e psiconeuroendocrinoimunológica (baseada na psiconeuroendocrinoimunologia). Esse trabalho se focou nos estudos préclínicos e clínicos de aromaterapia, a partir de uma visão psiconeuroendocrinoimunológica. A fim de servir como um passo inicial à padronização científica do assunto, foi proposto uma definição mais objetiva de aromaterapia, a partir da qual o trabalho foi desenvolvido. Dentro do modelo psiconeuroendocrinoimunológico, a aromaterapia pode ter efeitos diretos ou indiretos nos sistemas nervoso, endócrino, imune e psicológico, sendo esses efeitos tanto fisiológicos quanto psicológicos e dados por mecanismos de ação farmacológicos e olfativos. Os aromas sempre têm efeitos farmacológicos, independente da via de aplicação utilizada, no entanto, quando se utiliza a via inalatória, são acrescidos a esses efeitos farmacológicos os efeitos olfativos, que são próprios do sistema olfativo e diferenciados. O estudo do olfato é indispensável para o entendimento científico da aromaterapia e ele tem se desenvolvido amplamente, apesar de que ainda existem muitos elementos a serem esclarecidos. Com isso, os estudos na área da aromaterapia científica tem evoluído cada vez mais, permitindo estudos mais minuciosos e conclusivos a respeito do funcionamento dos óleos essenciais no organismo e na mente. Um caminho pra esses estudos, dentro do modelo psiconeuroendocrinoimunológico, é o estudo da relação entre aromaterapia e stress. A premissa básica da teoria de stress é estudar a integração do corpo e da psique. Esse estudo concluiu que a psiconeuroendocrinoimunologia é um modelo útil para estudar a aromaterapia, por permitir o seu estudo científico integrando seus efeitos fisiológicos e psicológicos, e que a organização realizada permitiu uma fundamentação teórica para a elaboração, em futuros projetos na área, de métodos científicos em aromaterapia, stress e psiconeuroendocrinoimunologia.
Título em inglês
Scientific aromatherapy in the psychoneuroendocrineimmunological view: a panorama of clinical and scientific aromatherapy in the world and psychoneuroendocrineimmunology
Palavras-chave em inglês
Aromatherapy
Essential oils
Psychoneuroimmunology
Stress
Resumo em inglês
This is a theoretical study, based on bibliographical revision. It aimed to build a conceptual panorama of aromatherapy, considering it's history and development, and also propose an integrative model of the physiological and psychosocial aspects, based on the psychoneuroendocrineimmunological premisses. Aromatherapy is a millenarian practice, that suffered many changes throughout history, and, for this reason, nowadays, it is confusing and uncertain. It's reappearance in the 30's permitted a start of the scientific view of the theme. However, the scientific view evolved slowly because of the methodological difficulties that were found. The organization of the current panorama of this therapy permitted observing that many countries study aromatherapy. However, there are many different approaches and views of the subject, in a way that it's complex to do the intersection of the studies. In it's scientific study there are many elements to be considered, such as type of study (theoretical, preclinical or clinical), variables to control pharmacological, subject and procedural) and questions studied (about the effects of essential oils, about their action mechanisms and about the influence of the variables on both). Furthermore, currently there are many approaches to the study: philosophical (based on oriental heath philosophy), psychological (based on the concept of olfactory memory), pharmacochemical (based of pharmacology and essential oil chemistry), neurological (based on neuroscience) and psychoneuroendocrineimmunological (based on psychoneuroendocrineimmunology). This work focused on preclinical and clinical studies, from a psychoneuroendocrineimmuneological point of view. In order to serve as a first step to the scientific standardizing of the subject, a more objective definition of aromatherapy was proposed, from which the study developed the subject. In the psychoneuroendocrineimmunological model, aromatherapy may have direct or indirect effects in the nervous, endocrine, immune and psychological systems. These effects can be physiological and psychological and they are caused by pharmacological and olfactory mechanisms. Aromas always have pharmacological effects, independently from application via, but when the inhalation is used the olfactory effects are added to these pharmacological effects. The olfactory effects are different from the others and characteristic of the olfactory system. The study of olfaction is indispensable to the scientific understanding of aromatherapy and it has evolved immensely, although there are still many elements still to be understood. Consequently, the studies in aromatherapy also have evolved more, permitting more minute and conclusive studies about the functioning of essential oils in the organism and mind. A path to this kind of study, in the psychoneuroendocrineimmunological model, is the study of the interaction between aromatherapy and stress. The basic premiss of the theory of stress is to study the integration of body and mind. This study concluded that psychoneuroendocrineimmunology is a useful model to study aromatherapy because it permits the scientific evaluation of both physiological and psychological effects of aromatherapy. It also concluded that the organization of the current panorama permitted a theoretical foundation for elaboration of scientific methods in aromatherapy, stress and psychoneuroendocrineimmunology in future studies.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Lyra_ME.pdf (998.27 Kbytes)
Data de Publicação
2010-05-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.