• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2013.tde-01082013-102556
Documento
Autor
Nome completo
Larissa Nóbrega Delgado
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Silva, Luis Guilherme Galeão da (Presidente)
Schilling, Flavia Ines
Svartman, Bernardo Parodi
Título em português
Os sentidos atribuídos à juventude, à violência e à justiça por jovens em liberdade assistida em São Paulo/SP
Palavras-chave em português
Justiça
Juventude
Liberdade Assistida
Medidas Socioeducativas
Reconhecimento
Violência
Resumo em português
Esse trabalho buscou questionar o nível de percepção de jovens em Medida Socioeducativa de Liberdade Assistida quanto às relações sociais que implicam em sua condição. Também procurou saber se as relações de não reconhecimento e não redistribuição de bens materiais perpassam essa percepção. O objetivo da pesquisa foi compreender os sentidos atribuídos à juventude, à violência e à justiça por jovens nessa condição. A metodologia utilizada foi entrevistas semiestruturadas, grupos de produção de fanzines e observações. Participaram 14 jovens, de 15 à 18 anos, moradores de distritos da periferia de São Paulo/SP. A partir das categorias de análise (juventude, violência e justiça), se identificou que as falas sobre a própria juventude estiveram relacionadas a estereótipos e a percepção de outras pessoas. O desejo de consumo foi referência para a vivência da juventude. Interpretou-se esse desejo como uma busca por respeito e estima. Os sentidos sobre violência e justiça/injustiça foram diversificados, mas alguns se sobressaíram nas falas dos jovens. A violência policial foi interpretada como a mais marcante; os jovens mostraram saber da violação de seus direitos, mas as falas apresentam um sentimento de impotência. Não houve referência à percepção do motivo pelo qual os direitos são violados. Quanto à justiça e a injustiça, não há menção à percepção em termos cognitivos de condições de injustiça, mas se fez presente o sentimento de indignação. Considera-se que as relações de não reconhecimento estiveram mais presentes nas falas do que as de não redistribuição
Título em inglês
The meanings to youth, violence and justice attributed by youths in supervised freedom in São Paulo/SP
Palavras-chave em inglês
Justice
Recognition
Social education measure
Supervised freedom
Violence
Youth
Resumo em inglês
This work aims to question about the level of perception of youth in supervised freedom about the social relations that imply their condition. It also questioned about if the relations of no recognition and no redistribution pervades this perception. The objective of the research was to understand the meanings attributed by youth in this condition to youth, violence and justice. The methodology includes semi-structured interview, fanzine groups and observations. 14 youths participated. They are 15 to 18 years old and they live in outskirts of São Paulo. Through the categories of analysis (youth, violence and justice) we identified that the speeches about their own youth were related to stereotypes and with peoples perception. The consume desire was a reference to youth experience. We interpreted this desire as they are looking for respect and esteem. The meanings about violence and justice/injustice were diversified, but some of them stood out. Police violence was understood as the most outstanding; youths showed to know about the violation of their rights, but their speeches presented a feeling of impotence. There was no reference to the perception of the reason of their violated rights. About justice and injustice, there was no mention to the perception in cognitive terms about injustice conditions, but there was a feeling of indignation. It is considered that the no recognition relations were more present in the speeches than no redistribution relations
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
delgado_corrigida.pdf (730.17 Kbytes)
Data de Publicação
2013-08-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.