• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.47.2020.tde-31012020-163818
Documento
Autor
Nome completo
Clovis Eduardo Zanetti
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Dunker, Christian Ingo Lenz (Presidente)
Kessler, Carlos Henrique
Mendonça, Roberto Lopes
Moretto, Maria Livia Tourinho
Oliveira, Mayla di Martino Ferreira
Rona, Paulo Marcos
Título em português
Os discursos na construção do caso clínico
Palavras-chave em português
Construção do caso clínico
Discursos
Método heurístico
Neurose modelo
Psicanálise lacaniana
Resumo em português
O objetivo desse estudo foi investigar a hipótese de que a teoria dos quatro discursos de Jacques Lacan possa servir de estrutura por meio da qual entendemos ser possível ordenar, dar inteligibilidade lógica e uma orientação ética à construção e à formalização do caso clínico enquanto método de pesquisa em psicanálise. A investigação dos discursos desde o ponto de vista da direção da cura nos conduziu a constatação de um obstáculo semântico à utilização de sua estrutura desde a perspectiva de um conjunto de quatro discursos. A habilitação dessa estrutura para um funcionamento de conjunto, nos levou a consideração de um giro discursivo que implica na passagem do trabalho da análise pela estrutura do discurso do saber, mais conhecida por uma de suas variantes semânticas, o discurso universitário. Um discurso que até então se encontrava excluído do campo da cura devido a um apego excessivo a sua semântica em detrimento da investigação de sua sintaxe. A descoberta do problema gerado por esta exclusão nos permitiu constatar que, quando se trata de ler, construir e escrever a clínica, a passagem da escrita pelo discurso do saber lança outra luz sobre a questão da transferência. A posta em ato da realidade do inconsciente na relação com o analista é concebida na passagem entre discursos como a via pela qual a neurose de origem é substituída por uma neurose de transferência. Segundo nossas fórmulas discursivas, uma neurose modelo, que ao repetir a neurose de origem na relação com o analista põe a enfermidade no raio de alcance do tratamento. O estudo da formalização dos discursos tal qual é proposto por Lacan, trouxe-nos também uma nova perspectiva para o desenvolvimento da pesquisa em psicanálise, agora do ponto de vista epistêmico e metodológico. Quando acompanhamos o passo a passo da elaboração lacaniana, fica evidente que, além de uma via de transmissão da psicanálise, a formalização é também para ele um método de pesquisa. Contudo, o que ainda não foi suficientemente destacado, muito menos desenvolvido, é que esse método é para Lacan um método heurístico. Com essa orientação metodológica é que avançamos através de uma retomada do significante lacaniano desde sua função algorítmica. Propomos uma releitura da construção dos discursos como um aparelho algébrico e topológico que permite situar o percurso do sujeito na transferência a partir de uma sequência de transformações. Para isso, recorremos ao exame das alterações sugeridas por Lacan ao tetraedro dos discursos e as aplicamos ao modelo matemático oferecido pelo Grupo de Klein. O que nos permitiu dar continuidade ao projeto de formalização de uma modalidade de estrutura cujo produto de suas operações resulte numa transformação criativa. Com objetivo de avaliar a funcionalidade clínica desse modelo na vertente da escrita, propusemos testá-lo a partir dos princípios da direção da cura por meio da construção e da formalização do caso clínico freudiano o Homem dos ratos
Título em inglês
The discourses in the construction of the clinical case
Palavras-chave em inglês
Discourses
Lacanian psychoanalysis
Resumo em inglês
The aim of this study was to investigate the hypothesis that Jacques Lacan's theory of four discourses may serve as a framework by which we understand that it is possible to order, give logical intelligibility and an ethical orientation to the construction and formalization of the clinical case as a research method in psychoanalysis. The investigation of discourses from the point of view of the healing direction led us to find a semantic obstacle to the use of its structure from the perspective of a set of four discourses. The habilitation of this structure for an operation of set, led us to consider a discursive turn that implies the passage of the work of analysis through the structure of the discourse of the knowledge, better known by one of its semantic variants, the university discourse. A discourse that until then was excluded from the healing field due to too long an attachment to its semantics to the detriment of the investigation of its syntax. The discovery of the problem created by this exclusion allows the reader to consider, when it comes to reading, creating, and writing a clinic, a passage of writing through the discourse of the knowledge sheds another light on the question of transference. An act of unconscious reality in the relationship with the analyst is conceived in the passage between discourses as the way in which a neurosis of origin is replaced by a neurosis of transference. According to our discursive formulas, a neurosis model that, by repeating a neurosis of origin in the relationship with the analyst, places the disease within the range of treatment. The study of discourse formalization qualified by Lacan also brought a new perspective to the development of research in psychoanalysis, now with the epistemic and methodological point of view. When it follows the step by step of Lacanian elaboration, it is evident that, besides a way of transmission of psychoanalysis, the formalization is also for the research method. However, what has not yet been highlighted, much less developed, is that this method is for Lacan a heuristic method. It is with this methodological orientation that we advance through a resumption of the Lacanian signifier from its algorithmic function. We propose a rereading of the construction of discourses as an algebraic and topological apparatus that allows us to situate the subject's path in the transference from a sequence of transformations. For this, we resorted to examining the alterations suggested by Lacan to the tetrahedron of the discourses and applied them to the mathematical model offered by Klein's Group. This allowed us to continue the project of formalizing a type of structure whose product of its operations results in a creative transformation. With purpose to evaluate the clinical functionality of this model in writing, we proposed to test it from the principles of the direction of healing through the construction and formalization of the Freudian clinical case the Rat Man
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
zanetti_corrigida.pdf (2.63 Mbytes)
Data de Publicação
2020-02-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.