• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Mémoire de Maîtrise
DOI
10.11606/D.47.2012.tde-16042012-151002
Document
Auteur
Nom complet
Claudia Nabarro Munhoz
Adresse Mail
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
São Paulo, 2012
Directeur
Jury
Motta, Ivonise Fernandes da (Président)
Priszkulnik, Leia
Takatori, Marisa
Titre en portugais
A relação mãe-bebê na formação da imagem corporal da criança com paralisia cerebral
Mots-clés en portugais
Donald Woods Winnicott (1896-1971)
Imagem corporal
Paralisia cerebral
Relação mãe-criança
Resumé en portugais
Este trabalho visa discutir como a relação mãe-bebê influencia a formação da imagem corporal em crianças com paralisia cerebral. São apresentadas inicialmente algumas ideias de Freud e Ferenczi, o fundador da Psicanálise e um de seus primeiros seguidores, para então chegar às ideias de Winnicott, também psicanalista, mas com uma visão revolucionária do desenvolvimento. São discutidas então estas três questões e sua inter-relação: a imagem corporal, a paralisia cerebral e o papel da mãe. São apresentados então conceitos winnicottianos como o holding, o handling, a personalização, o self e o papel do rosto da mãe como precursor do espelho. O objetivo é discutir esse assunto para compreender melhor as crianças com este tipo de deficiência, para que se possa trabalhar melhor com elas, com suas mães, e com aqueles que já chegam a nós adultos, mas com um sofrimento que parece ter relação com o desenvolvimento e com sua relação com o próprio corpo. Sabe-se (seguindo a linha de pensamento winnicottiana) que a relação com a mãe é essencial na própria capacidade de existir e viver criativamente, de habitar o próprio corpo, de todas as pessoas. Nas crianças com paralisia cerebral, há este outro aspecto (as sequelas trazidas pela PC) que influencia a relação mãe-bebê, tornando o processo de crescimento, da relação com o próprio corpo, mais complexa. No entanto, isso não significa que a criança não pode desenvolver-se a alcançar este viver criativo e a formação de uma imagem corporal que permitam uma boa relação com o mundo. Felizmente, a criança com paralisia cerebral pode encontrar este sentido e viver criativamente e feliz, desde que sua mãe seja capaz de fornecer o ambiente de que esta criança precisa, apesar da e com a paralisia cerebral. O método utilizado foi a pesquisa bibliográfica, em fontes de pesquisa como BVS-PSI, que direciona para o Scielo, o Lilacs e o Pubmed, dentre trabalhos publicados nos últimos dez anos. Não foi encontrado nenhum trabalho que relacionasse a paralisia cerebral, a imagem corporal e a relação mãe-bebê, como proposto neste trabalho, o que confirmou a relevância da presente dissertação
Mots-clés en anglais
Body image
Cerebral Palsy
Donald Woods Winnicott (1896-1971)
Mother child relations
Resumé en anglais
This work wishes to discuss how the mother-baby relationship affects the development of body image in children with cerebral palsy. First of all some ideas of Freud and Ferenczi, the founder of Psychoanalisis and one of his first followers, are presented, to arrive to Winnicott´s ideas, also a psychanalist, but with a revolucionary vision of child development. This three aspects: body image, cerebral palsy and the role of the mother, are discussed, with their relation to each other. Next, concepts from Winnicott are presented, such as holding, handling, personalization, self and the role of the mother´s face as a precursor of the mirror. The objective is to discuss this subject to understand better the children with this kind of disability, so we can work better with them, their mothers, and those who arrive adults to our clinic, who show a suffering that seems to be related to their growing and their relationship with their own bodies. It´s well known (following Winnicott´s trail of thought) that the interaction with the mother is essential for the capacity of existing and living with creativity, of living in your own body, within all people. Between children with cerebral palsy, there is this other aspect (sequels brought by cerebral palsy) that affects motherbaby interactions, making the growing process, the relation with their own bodies, more complex. However, this doesn´t mean that the child can´t develop and reach this creative living and the development of a body image that allow a good relation with the world. Gladly, the child with cerebral palsy can find this meaning and live happy and with creativity, despite and with the cerebral palsy. The methodology used was a research in the literature, in databases like BVS-PSI, which directs the research to Scielo, Lilacs and Pubmed, amongst papers published in the last ten years. No work was found that studied the relations between cerebral palsy, body image and mother-baby interaction, as proposed in the present work, which confirmed the relevance of the present dissertation
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
claudiamunhoz_me.pdf (574.72 Kbytes)
Date de Publication
2012-05-15
 
AVERTISSEMENT: Apprenez ce que sont des œvres dérivées cliquant ici.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
Centro de Informática de São Carlos
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2021. Tous droits réservés.