• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2017.tde-22022017-114216
Documento
Autor
Nome completo
Marcelo Cabral de Souza
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Hübner, Maria Martha Costa (Presidente)
Debert, Paula
Souza, Ariene Coelho
Título em português
Comparação entre procedimentos baseados em seleção de estímulos e topografia de respostas no aprendizado de tatos em crianças diagnosticadas com TEA
Palavras-chave em português
Análise do Comportamento Aplicada
Autismo
Comportamento verbal
Seleção de estímulos
Topografia de resposta
Treino de ouvinte
Treino de tato
Resumo em português
Há ainda resultados controversos na literatura indicando a superioridade ou não do procedimento de seleção de estímulos em relação ao de emissão de diferentes topografias de respostas no ensino de comportamento verbal para indivíduos não verbais ou com repertório verbal limitado. Os resultados dos estudos publicados anteriormente, por possuírem dados conflitantes em diferentes populações com atraso no desenvolvimento, parecem não ser generalizáveis. O estudo teve por objetivo realizar comparações entre os dois procedimentos, em que diferentes tatos foram treinados, buscando com isso, caracterizar o procedimento que produzisse a) menor quantidade de respostas necessárias para atingir critério de aprendizagem e b) menor número de erros e c) maior número de respostas corretas no pós-teste de simetria. No presente estudo foram empregados três participantes, com idades entre três e treze anos, diagnosticados com o transtorno do espectro autista, sem outras comorbidades psiquiátricas. Para o estudo foram criadas duas condições experimentais divididas em duas fases cada, duas para Seleção de Estímulos e duas para Topografia de Respostas e cada uma das fases se utilizou de conjuntos de estímulos (um objeto, um símbolo não familiar e um sinal de linguagem de sinais) especialmente desenvolvidos para o estudo. A primeira condição foi a de resposta baseada em Topografia, em que o participante é exposto a um objeto e o experimentador pergunta o que é isso? . A criança tem até cinco segundos para fazer o sinal de língua de sinais arbitrária correspondente ao estímulo. A segunda condição foi a de resposta baseada em seleção de estímulos ( tais condições foram invertidas na Fase 2). O experimentador apresentava um objeto e a criança tinha até cinco segundos para apontar o símbolo não familiar correspondente, que era randomizado com outros dois estímulos arbitrários. A randomização foi produzida por sorteio dos conjuntos de estímulos e a posição dos mesmos foi alterada em posição e ordem de apresentação. Após a aplicação de C1 e C2 na fase 1 e aplicação de C2-C1 na fase 2, foi aplicado um pós-teste de simetria para os tatos treinados. Os resultados apontam que apesar de haver vantagem no procedimento baseado em Topografias de Respostas, pode haver um efeito de ordem significativo e que a direção de aplicação dos procedimentos não apresenta diferenças significativas entre si. Tais achados parecem coadunar com as ideias de Shaffer (1993) que defende a busca de métodos individualizados de acordo com os repertórios particulares de cada aluno e a união de procedimentos deve ser adotada como principal estratégia de ensino para crianças com TEA
Título em inglês
Comparison between procedures based on Stimuli Selection and Response Topography in tacts training for children with ASD
Palavras-chave em inglês
Applied Behavior Analysis
Autism
listener training
response topography
Selection of stimulus
tact training
Verbal Behavior
Resumo em inglês
There still are controversies in the literature regarding the superiority or not of the Selection Based procedure as compared to Topography Based in verbal behavior teaching for nonverbal individuals or individuals with limited verbal repertoire. The results of previously published studies, having conflicting data in different populations with developmental delay, do not seem to be generalizable. The study aimed to make comparisons between the two procedures in which different tacts were trained, seeking thereby to characterize the procedure that produced a) lower number of responses needed to meet criteria for learning, b) fewer errors and c) higher number of correct answers in symmetry posttest. The present study employed three participants, aged between three and thirteen, diagnosed with autism spectrum disorder without other psychiatric comorbidities. For the study were created two experimental conditions divided into two stages each, two for Stimuli Selection and two for Responses Topography. Each phase used stimuli sets (an object, an unfamiliar symbol and a speech signal signals) specially developed for the study. The first condition was the topography based response, in which the participant is exposed to an object and the experimenter asks "what is this? ". The child had up to five seconds to make the arbitrary language sign corresponding to the stimulus. The second condition was a response based on stimuli selection (such conditions are reversed in phase 2). The experimenter had an object and the child had up to five seconds to point the corresponding unfamiliar symbol, which was randomized with two other arbitrary stimuli. Randomization was produced by drawing of the sets of stimuli and the position thereof was changed in position and presentation order. After application of C1 and C2 in phase 1 and applying C1-C2 in step 2, a symmetry post-test for trained tacts was applied. The results show that although the Topography Based procedure has its advantages, there may be a significant order effect. Also, the direction of application of the procedures does not show significant differences. These findings appear to be consistent with the ideas of Shaffer (1993) who argues for the pursuit of methods customized to the particular repertoires of each student and that a unification of procedures should be adopted as the main teaching strategy for children with ASD
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
souza_me.pdf (1.27 Mbytes)
Data de Publicação
2017-04-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.