• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
https://doi.org/10.11606/D.47.2020.tde-21012021-010735
Documento
Autor
Nome completo
Mirela Louise Alves
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2020
Orientador
Banca examinadora
Mijares, Miriam Garcia (Presidente)
Debert, Paula
Rico, Viviane Verdu
Schmidt, Andreia
Título em português
Treino de relações arbitrárias e avaliação da emergência de transitividade em ratos utilizando estímulos olfativos
Palavras-chave em português
Discriminação condicional
Estímulo olfativo
Matching-to-sample
Ratos
Transitividade
Resumo em português
A partir de procedimentos de matching to sample arbitrário é possível demonstrar a formação de classes de equivalência de estímulos. Para um desempenho ser considerado sob controle de relações de equivalência, é preciso demonstrar que as relações formadas entre os estímulos têm as propriedades reflexividade, simetria, transitividade e transitividade simétrica. Alguns estudos apresentam evidências da emergência de transitividade em animais, embora também apontem algumas limitações. Entre as estratégias utilizadas para facilitar a aprendizagem e a emergência de relações arbitrárias está a utilização de métodos compatíveis com as características da espécie estudada. Esta pesquisa teve como objetivo investigar a formação de relações arbitrárias e emergência de transitividade em ratos através de um procedimento de matching-to-sample simultâneo utilizando estímulos olfativos. Seis ratos Wistar participaram do experimento, que consistiu em duas fases de treino de relações arbitrárias e suas respectivas relações inversas (AB-BA e AC-CA), uma fase de treino misto, uma fase de teste de transitividade (BC-CB), uma fase de treino de identidade (AA) e outra fase de teste de transitividade (BC-CB). Cinco sujeitos aprenderam todas as relações treinadas em 98 sessões, em média. Dois deles apresentaram um índice discriminativo acima do acaso (p<0,05) em pelo menos uma sessão de teste. Todos os ratos que fizeram o primeiro teste de transitividade, também passaram pelo treino de identidade, e atingiram o critério em menos de dez sessões. Na segunda rodada de teste, três ratos apresentaram índice discriminativo acima do acaso (p<0,05), embora não de forma consistente ao longo das sessões de teste. Embora tenha sido possível observar um desempenho compatível com as relações de transitividade em alguns momentos do experimento, o procedimento utilizado não foi suficiente para uma demonstração clara da emergência desta relação
Título em inglês
Arbitrary training and transitivity tests in rats using olfactory stimuli
Palavras-chave em inglês
Conditional discrimination
Matching-to-sample
Olfactory stimuli
Rats
Transitivity
Resumo em inglês
The search for evidence of equivalence class formation and emergent relations in non-human animals has been an important topic of debate in the stimulus control field. This research investigated whether rats could show emergent transitivity, one of the equivalence properties, after the acquisition of arbitrary stimulus relations and their symmetric counterparts in a manual, simultaneous matching-to-sample procedure using olfactory stimuli. Six male Wistar rats were trained on AB, BA, AC, and CA relations and tested for BC and CB conditional relations. All rats that finished the first transitivity testing phase also received identity AA training and a second transitivity (BC-CB) testing phase. The equipment used was a wooden box built for presenting one sample and three comparison stimuli. Olfactory stimuli were made by mixing sand and liquid odorants. A sugar pellet was buried on the sample and correct comparison stimuli. Five rats reached the criteria for all the baseline relations in approximately 98 sessions. Two of them showed a discriminative ratio above chance level (p<0,05) for the transitivity probes in one session. After the probe sessions, all five rats received identity match training with the same stimuli used for the arbitrary match and took less than 10 sessions to reach criterion. Then, the probe tests were repeated and three rats showed above-chance performance in, at least, one session. Although it was possible to observe a performance compatible with transitivity in some moments of the experiment, the applied procedure was not sufficient for a strong demonstration of the emergence of this relation
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
alves_me.pdf (2.38 Mbytes)
Data de Publicação
2021-01-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2022. Todos os direitos reservados.