• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.47.2013.tde-07012014-084025
Documento
Autor
Nome completo
Ariene Coelho Souza
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Hübner, Maria Martha Costa (Presidente)
Benvenuti, Marcelo Frota
Debert, Paula
Hanna, Elenice Seixas
Souza, Deisy das Graças de
Título em português
Efeito da aquisição de leitura combinatória no responder diferencial às unidades mínimas em leitura recombinativa
Palavras-chave em português
Aquisição de Linguagem
Controle por Unidades Mínimas
Leitura
Matching- to- Sample
Treino Silábico
Resumo em português
O objetivo deste experimento foi investigar se um treino com palavras monossilábicas que produziria leitura combinatória em um procedimento inicial geraria a aquisição de unidades mínimas e leitura recombinativa em um treino e teste posterior com palavras dissílabas. Participaram do experimento 10 crianças típicas com idades entre quatro e cinco anos. O procedimento consistiu em 12 fases subdivididas em pré-testes, treinos, testes, anagramas e pós-testes às quais os participantes foram expostos duas vezes em seqüência: Etapas I e II. Em cada etapa foi apresentado um conjunto distinto de estímulos de treino e teste. Na Etapa I os estímulos foram divididos entre duas condições experimentais, cada uma com cinco participantes: Condição M (Treino com Palavras Monossilábicas) e Condição D (Treino com Palavras Dissílabas). As palavras de testes foram as mesmas palavras dissílabas para ambas as condições. A diferença foi que para os participantes da Condição M era medida a Leitura Combinatória e para os da Condição D era medida a Leitura Recombinativa. Na Etapa II todos os participantes foram expostos ao mesmo conjunto de treino e teste de palavras dissílabas. Em ambas as etapas foram treinadas relações auditivo-visuais entre palavras oralmente apresentadas (conjunto A), impressas (conjunto C) e suas respectivas figuras (conjunto B). Posteriormente, foi testada a leitura oral e com compreensão das palavras de treino e das palavras de teste formadas pela combinação (Condição M na Etapa I) ou recombinação das unidades menores que compunham as palavras de treino (Condição D na Etapa I e todos os participantes na Etapa II). Os resultados mostraram que apenas os participantes que passaram pela Condição M na Etapa I apresentaram leitura recombinativa na Etapa II. Assim, o responder diferencial às unidades silábicas produzido pelo treino com palavras monossilábicas e emergência de leitura combinatória na Etapa I facilitou a aquisição das unidades menores e leitura recombinativa oral na Etapa II. Os dados sugerem que o processo comportamental envolvido na leitura combinatória e recombinativa é o mesmo: discriminação de estímulos. Em função disto, observou-se que uma história prévia de responder diferencialmente às unidades silábicas (leitura combinatória) pode favorecer o responder diferencial aos elementos componentes das palavras, quaisquer que sejam (propriedade silábica da língua portuguesa) aumentando a velocidade de aquisição do desempenho recombinativo
Título em inglês
Effect of combinatorial reading acquisition in the differential response to minimal units in recombinative reading
Palavras-chave em inglês
control by minimal units
language acquisition
matching-to-sample
Reading
Syllabic training
Resumo em inglês
The objective of this study was to investigate if the combinatorial reading emergence, from an initial direct training with syllables, via monosyllables words, would produce the discrimination of smaller units in an ulterior training (with others disyllables words) promoting the identification of syllables units and posterior emergence of recombinative reading under control of this components. Participated 10 typical children aged 4 to 5 years. The procedure consisted in 12 phases subdivided in pre-tests; training, tests, constructedresponse tasks and post-tests in which the participants were exposed twice in sequence: Stage I and II. Each stage presented a distinct set of training and tests stimuli. In the Stage I the stimuli were divided in two experimental conditions each with five participants: Condition M (training of Monosyllable words) and Condition D (training of Dissyllable words). The test words were the same for both conditions. The difference was that participants of Condition M had the combinatorial reading measured while the participants of Condition D participants had the recombinative reading measured. In the Stage II all the participants were exposed to the same training and test sets of the disyllables words. Auditory-visual relations between dictated words (Set A), print words (Set C) and their respective pictures (Set B) were trained. Subsequently, oral and comprehension reading of the training and the test words was tested. The latter were formed by combination (Condition M in Stage I) and recombination (Condition D in Stage I and all participants at the Stage II) of the minimal units of the training words. The results showed that only that participants exposed to Condition M, presented recombinative reading in the Stage II. Thus, the differential response to syllabic units produced by monosyllabic words training and the emergence of combinatorial reading in the Stage I facilitated the acquisition of minimal units and recombinative oral reading at the Stage II. Data suggest that behavioral process involved in Combinatorial and Recombinative Reading is the same: stimuli discrimination. Consequently, it was observed that a previous history in differentially respond to syllabic units (combinatorial reading) could favor the differential respond to elements that composed the words whatever the elements are (syllabic propriety of portuguese language) increasing the speed of acquisition of recombinative performance
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
souza_do.pdf (9.75 Mbytes)
Data de Publicação
2014-01-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.