• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
https://doi.org/10.11606/D.47.2020.tde-02092020-180824
Documento
Autor
Nombre completo
Lucas Outeda Fernandes
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2020
Director
Tribunal
Otta, Emma (Presidente)
Carvalho, André Paulo Correa de
Lucci, Tania Kiehl
Varella, Marco Antonio Corrêa
Título en portugués
Estudo de nojo/repulsa: avaliação de três domínios
Palabras clave en portugués
Diferenças sexuais
Emoções básicas
Nojo
Questionário
Validação
Resumen en portugués
O pioneiro nos estudos sobre a emoção do nojo foi Charles Robert Darwin no seu livro A expressão das emoções no homem e nos animais, publicado em 1872. O nojo é descrito como uma sensação repulsiva, primariamente relacionada ao sentido da gustação, percebido ou imaginado vividamente, e secundariamente desencadeado por outros sentidos, como olfato, tato, visão e audição. O nojo é uma emoção poderosa incluída tanto por Charles Robert Darwin quanto por Paul Ekman como uma emoção básica, com expressões faciais características, porém para ser melhor estudada necessita de medidas validadas em várias línguas. O principal objetivo deste trabalho foi validar para o português brasileiro uma escala de sensibilidade ao nojo desenvolvida por Joshua Tybur, constituída por 21 perguntas compondo três fatores, patógeno, sexual e moral. A amostra foi constituída por 598 participantes (30,6% homens e 69,4% mulheres), que responderam a Escala de Três domínios de Nojo via internet e por 305 participantes (38% homens e 62% mulheres) que, além da Escala de Três Domínios de Nojo, responderam a Escala de Nojo-Revisada. Foram feitas análises fatoriais exploratória e confirmatória, assim como análises de regressão e de convergência de validade entre as diferentes escalas que medem o mesmo constructo. As mulheres tiveram escores significativamente maiores de nojo sexual do que os homens. Com o aumento da idade os escores de nojo moral aumentaram significativamente. Além disso, encontrou-se efeito significativo de interação entre orientação sexual e sexo para nojo de patógenos. Os escores de nojo de patógenos foram significantes maiores em homens homossexuais que em homens heterossexuais. Encontramos em nossa amostra alto nível de nojo moral e baixo nível de nojo a patógenos. O maior nível do nojo sexual de mulheres em comparação com homens pode ser explicado por vários fatores, como risco de engravidar, violência sexual e educação conservadora. As duas escalas usadas neste estudo tiveram alto nível de correlação entre si, mostrando que são bons instrumentos para medir o constructo de nojo. A escala foi devidamente validada e está pronta para ser usada em outros estudos no Brasil
Título en inglés
Disgust / repulsion study: evaluation and validation of three domains
Palabras clave en inglés
Basic emotions
Disgust
Questionnaire
Sexual differences
Validation
Resumen en inglés
The pioneer in the studies of the emotion of disgust was Charles Robert Darwin, in his book The Expression of the Emotions in Man and Animals, published in 1872. Disgust is described as a repulsive sensation, primarily related to the sense of taste, perceived or vividly imagined, and secondarily triggered by other senses, such as smell, touch, sight and hearing. Disgust is a powerful emotion included by Charles Robert Darwin and Paul Ekman as a basic emotion, with characteristic facial expressions, but to be better studied it needs measures validated in several languages. The main objective of this work was to validate for Brazilian Portuguese a scale of sensitivity to disgust developed by Joshua Tybur, consisting of 21 questions comprising three factors, pathogen, sexual and moral. The sample consisted of 598 participants (30.6% men and 69.4% women) who responded the Three Disgust Domains Scale at the internet and 305 participants (38% men and 62% women) who, in addition to the Three Disgust Domains, responded the Revised Disgust Scale. Exploratory and Confirmatory Factor Analyzes were carried out, as well as regression and validity convergence analyzes between the different scales that measure the same construct. Women had significantly higher scores for sexual disgust than men; with increasing age the scores of moral disgust increased significantly. In addition, a significant interaction effect of sexual orientation x sex was found for pathogen disgust. Disgust scores for pathogens were significantly higher in homosexual men than in heterosexual men. We found in our sample a high level of moral disgust and a low level of pathogen disgust. The higher level of sexual disgust in women compared to men can be explained by several factors, such as risk of becoming pregnant, sexual violence and conservative education. The two scales used in this study had a high level of correlation with each other, showing that they are good instruments for measuring this construct
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2020-09-03
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.